Qualidade de Vida

Médicos trocam remédios por aulas de surf no combate a doenças crônicas

surfan117/11/2015 - Na França, médicos têm trocado a prescrição de medicamentos por receitas que indicam atividades físicas a seus pacientes. O surf é um dos esportes mais receitados, mas outras modalidades praticadas ao ar livre e, de preferência, no mar também compõem a lista. Esta revolução tem acontecido na cidade de Biarritz, no litoral francês. Conforme noticiado pelo jornal britânico The Telegraph, esta é parte do esforço médico em melhorar a qualidade de vida de seus pacientes ao mesmo tempo em que reduz a dependência do uso de drogas para combater certas enfermidades.

Leia mais...

Flúor nos chás e a questão dos industrializados

chabar1(NaturalNews) Um novo estudo publicado na revista Food Research International, revelou que milhões de pessoas em todo o mundo estão em sério risco de desenvolver cáries, perda de massa óssea, e outras condições graves de saúde como resultado de excesso de exposição ao flúor . Muitos, loja da marca de chás preto e verde, de baixo custo, ao que parece, contêm níveis perigosamente ...

Leia mais...

Febre amarela, malária e a Homeopatia

amafe1Por Eliete M M Fagundes - A febre amarela é uma realidade epidêmica na África assim como a malária há algumas décadas, com sérias consequências para toda a população. Conheci várias religiosas que quase vieram a óbito pelas inúmeras vezes que já a contraíram, dezenas de vezes, repetidamente. Voltam para o Brasil para tratarem-se com diversas sequelas, algumas se recuperam, outras não, pois é um sofrimento que se arrasta diariamente pelo resto da vida, sem solução na alopatia. Os poucos remédios alopáticos disponíveis no mercado produzem, hoje, um tratamento com baixa eficácia devido à mutação genética do Plasmodium, o primeiro remédio estudado por Hahnemann, o fundador da homeopatia.

Leia mais...

Auroville – A cidade sem políticos e classes sociais que é governada pelas pessoas

aucit1A utopia cantada por John Lennon na canção Imagine, de um mundo sem posses, países, religião, fome ou cobiça, pode estar ainda longe de se tornar uma realidade para todos, mas ganha contornos possíveis, e bem sucedidos, em uma cidade localizada no sul da Índia, chamada Auroville. Reconhecida oficialmente como cidade tanto pelo governo indiano quanto pela Unesco, Auroville recebe, desde sua fundação, em 1968, pessoas de todo o mundo, inclusive do Brasil. A população da cidade hoje é cerca de 2 mil habitantes, mas o local tem capacidade para receber até 50 mil moradores.

Leia mais...

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Publicidade