Parece água, mas não é !!!

gas10Com aspecto parecido à água, as bebidas com sabores têm composição semelhante à dos refrigerantes.No mercado, elas costumam passar longe da seção de refrigerantes e estão dispostas bem ao lado das águas minerais. Elas têm, inclusive, um jeitão de água e, às vezes, água até no nome. Sucesso de vendas, as bebidas com sabores como limão e laranja, gaseificadas ou não, agradam ao paladar de muita gente. Na hora da compra, a denominação "bebida saborizada" contribui para a falta de definição. Afinal, a que categoria pertencem as bebidas surgidas recentemente ...

no mercado brasileiro, responsáveis por um "boom" nas vendas do setor? A resposta da nutricionista clínica Camila Passold, de Blumenau, é direta: as bebidas estão muito mais para refrigerantes do que para água - A gente vê que está crescendo a substituição da água por essas bebidas. Nos consultórios, os pacientes dizem "eu não consigo ou não gosto de tomar água, então que bom que tem essa opção". Mas essas bebidas não hidratam - afirma.

Leia também - A Diferença entre Alimento Diet e Alimento Light

Embora a falta de uma denominação clara não incomode tanto quem as consome, é importante saber que o que as distingue de um refrigerante comum é apenas a não-adição de açúcar, já que a maioria das bebidas saborizadas é de baixa caloria e tem adoçante entre os ingredientes.

agupo

- Pela própria propaganda e até pelo nome, muita gente acredita que está consumindo um produto natural. Mas essas bebidas têm edulcorantes, conservantes, aromatizantes. Saudável mesmo é água ou suco natural - acrescenta Lilian Marçal Santos, coordenadora do curso de Nutrição da Universidade Regional de Blumenau (Furb).

As bebidas que são gaseificadas recebem no rótulo a discreta descrição de refrigerante. Já as que não contêm gás são denominadas "preparado líquido aromatizado". Mas os preparados não ganham a redenção pela falta de gás. Segundo Camila, são semelhantes aos refrigerantes na fórmula e costumam ter o mesmo componente que deve ser consumido com cautela: o sódio. O sódio está presente no adoçante e é também adicionado para ter aquele gosto mais salgadinho, mesmo sendo uma bebida doce. Bebidas que contêm muito sódio não matam a sede, porque o sódio nada mais é do que sal. Por isso você não se hidrata - explica Camila.

No quesito sódio, algumas bebidas sem gás podem inclusive ultrapassar os refrigerantes. Entre um líquido saborizado e um refrigerante com suco de limão de uma mesma marca, o primeiro apresenta uma quantidade quase cinco vezes maior de sódio - e por isso essas bebidas devem ser ingeridas com cautela por quem sofre de hipertensão arterial. Vale lembrar, como comenta a nutricionista Lilian, que as águas minerais também apresentam sódio (que é um mineral) na composição, mas normalmente em menor quantidade. Mesmo levemente gaseificadas e com menos corantes do que os refrigerantes tradicionais, as bebidas saborizadas não devem ser vistas como uma alternativa mais saudável do que o refrigerante comum, alertam as nutricionistas.

De olho no sódio

agupo2

A cada 200ml, os refrigerantes levemente gaseificados têm, em média 13,6mg* - de sódio (média baseada na informação nutricional de três diferentes marcas brasileiras) Um homem adulto não deve exceder o consumo de até 2,4g - de sódio por dia. Grande parte do sódio na dieta vem do sal de cozinha.

Sabor de quê?

Água com gosto de quê? De limão, laranja, uva, tangerina, pêra, maracujá... É isso mesmo. Foise o tempo em que a água era insípida e inodora, como ensinavam os livros didáticos de ciências.

Hoje, na prateleira dos supermercados, é possível encontrar água engarrafada enriquecida com fibras, vitaminas e com o sabor da sua fruta preferida. A nova categoria de bebidas chegou ao Brasil há pouco mais de um ano junto com a onda de alimentação saudável e já caiu no gosto de vários consumidores.

Leia também - Primeiros Socorros ! Saiba como agir em casos de emergência !

Entretanto, mesmo sendo considerada tendência em países como Estados Unidos e Argentina, no mercado nacional a água com sabor chegou acompanhada de muita polêmica, que vai desde seus reais benefícios para a saúde até a denominação do produto. Neste segundo caso, a legislação brasileira não reconhece a denominação água com sabor ou água aromatizada.

De acordo com a resolução 273, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o produto só pode ser comercializado como preparado líquido aromatizado e deve atender algumas exigências: ser obtido a partir da água e adicionado obrigatoriamente de aroma, podendo conter outros aditivos previstos em regulamento técnico específico como edulcorantes, acidulantes, conservantes e adoçantes.

A bebida também não pode conter gás carbônico (dióxido de carbono), açúcar e outros ingredientes, como fibras. Em razão dessa normatização, a Pepsi, por exemplo, foi alvo de críticas por parte da Abinam ao lançar, no final de 2006, em parceria com a Ambev (Companhia de Bebidas das Américas), a H2OH!, uma bebida levemente gaseificada com sabor limão, registrada no Ministério da Agricultura como refrigerante.

De acordo com o presidente da Abinam (Associação Brasileira da Indústria de Águas Mineriais), Carlos Alberto Lância, inicialmente o produto estava sendo apresentado como água e vendido como tal nas gôndolas de supermercado.

"A própria marca confunde o consumidor, por adotar o símbolo químico da água", diz. A Pepsi informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a "H20H! não é água saborizada, tendo sido registrada como refrigerante, conforme legislação vigente.” Na disputa por esse mercado também está outra gigante, a Coca- Cola, primeira a ingressar no segmento de águas saborizadas no país. Em fevereiro de 2006, a empresa lançou a Aquarius Lemon e a Aquarius Orange. De acordo com Andréa Mota, diretora de marketing de novas bebidas da Coca-Cola Brasil, a decisão de apostar nesse segmento deve-se ao fato de esta ser uma tendência em vários países. "Acreditamos no potencial de crescimento deste mercado. Na Argentina, por exemplo, este produto já representa 30% do segmento de águas engarrafadas", informa.

Sem revelar números, Andréa diz que a empresa atingiu três vezes a meta esperada e que o volume de vendas triplicou no período de janeiro a março de 2007. Ela frisa que o produto não ameaça o segmento de refrigerantes, sendo "mais uma opção de bebida para o consumidor". Ao longo do dia, as pessoas consomem diferentes tipos de bebidas", explica.

No rastro das grandes empresas, estão outras de menor porte, que também começam a investir na produção de águas com sabor. É o caso da Ipanema Indústria e Comércio de Bebidas, dona das marcas Via Natural Flavor e da Water Plus. Rodrigo Elman, executivo da empresa, afirma que o objetivo é entrar com força total no segmento de produtos saudáveis.

"Estamos lançando agora a Water Plus infantil, com mix de vitaminas específicas para crianças", diz. A paranaense Ouro Fino também lançou sua linha de águas aromatizadas, a Ouro Fino Plus, nos sabores maçã e tangerina.

Leia também - O Conflito

Segundo o presidente do conselho de administração da empresa de Águas Ouro Fino, Guto Mocellin, "o produto veio para dar opção aos consumidores de refrigerantes." Mas será que esses produtos são mesmo saudáveis? A nutricionista Ana Cristina Meyer Pires Resende, que também é técnica em nutrição, analisou algumas das marcas de água saborizada vendidas no mercado.

Segundo ela, alguns desses produtos contêm sódio em quantidade muito superior ao encontrado em águas minerais. "Se consumido em excesso, o sódio pode elevar a pressão arterial e causar retenção de líquidos." A nutricionista também adverte que algumas águas com sabor contêm adoçantes artificiais, corantes e acidulantes e que não se sabe o efeito no organismo provocado pela ingestão dessas substâncias em longo prazo.

"O que não se pode fazer é substituir a água natural por esse tipo de produto, pois pode viciar o paladar e um adulto precisa ingerir pelo menos dois litros de água por dia."


Fonte: Jornal de Santa Catarina – Mariana Furlan
          http://www.revistaencontro.com.br/julho07/saude/estilo_vida.asp

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade