Os Inúmeros Benefícios do Probiótico Kefir - Parte 1

kefir de leiteHá muito tempo, a conservação de alimentos era realizada através de lactofermentação, um processo que adiciona uma série de micro-organismos benéficos aos alimentos. Isso faz com que estes sejam mais fáceis de digerir, e ajuda a aumentar a microbiota saudável em nosso trato intestinal. Porque a fermentação é um processo inconsistente, processadores de alimentos comerciais desenvolveram técnicas como a pasteurização - um método que destrói dezenas de enzimas preciosas - para ajudar a padronizar a produção.

Infelizmente, acredito que a cultura moderna sacrificou muitas das vantagens de alimentos saudáveis ??tradicionalmente fermentados por métodos mais rápidos e mais baratos de produção em massa. Acredito que é hora de voltar para os alimentos do passado que dão suporte à saúde. O kefir há muito tempo é consumido no Cáucaso uma região da Europa oriental e da Ásia ocidental, entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, que inclui a cordilheira do Cáucaso e as planícies adjacentes. Hospitais na ex-União Soviética usavam o kefir de leite (animal) para tratar a aterosclerose, doenças alérgicas, distúrbios digestivos, distúrbios gastrointestinais, tuberculose e até mesmo câncer (fonte).

Por que Você Deve Beber Kefir?

Kefir, que significa "sentir bem" em turco, é um alimento rico em enzimas cultivado no passado e repleto de micro-organismos amigáveis ??que ajudam a equilibrar o seu "ecossistema interior" e a manter a saúde ótima. Atualmente a microbiota intestinal é conhecida com um órgão, tamanha é a sua importância no corpo humano na prevenção de doenças, a imunidade. A microbiota intestinal é um órgão virtual

Entre seus muitos poderes benéficos: o sabor ácido e refrescante do Kefir é semelhante ao de um iogurte , e que contém leveduras benéficas, bem como as bactérias amigáveis ??"probióticas" encontradas no iogurte. Quando usado regularmente, as bactérias naturais e leveduras do Kefir:

Promovem a função intestinal normal, ou seja, regularizam o trânsito intestinal;

Equilibram sua microbiota intestinal e promove a restauração da microbiota intestinal nos acometidos ou não por doenças inflamatórias intestinais como Doença de Chron e retocolite Ulcerativa [1];

Melhoram o sistema imunológico e tem propriedades ANTICANCERÍGENAS (melhora a imunidade no combate à diferentes tipos de câncer através da ativação das células NK, ou Natural Killers) [2];

Melhoram a reperfusão dos tecidos acometidos por isquemia, portadores de cardiopatias e AVC [3];

Melhoram o sistema digestivo;

Eliminam a compulsão alimentar, por manter o organismo mais nutrido e equilibrado

Melhoram a absorção e, consequentemente, os níveis de vitaminas (B1, B2, B5, B12, K, ácido fólico e biotina), minerais (cálcio, magnésio e fósforo) e aminoácidos essenciais (em especial o triptofano);

Normalizam o seu peso;

Auxiliam na utilização de carboidratos, gorduras e proteínas para crescimento e geração de energia;
Melhoram os níveis de açúcar no sangue, o Kefir de leite, é baixo índice glicêmico. Alimentos de baixo índice glicêmico podem regular a quantidade de insulina produzida pelo pâncreas, sendo úteis para as pessoas com diabetes mellitus.

Kefir de Leite é uma Fonte de Nutrição Superior

O conteúdo nutricional excepcional de Kefir de leite oferece uma variedade de benefícios à saúde??. Mais do que apenas as bactérias benéficas, ele contém minerais e aminoácidos essenciais que ajudam o seu corpo com as suas funções de manutenção. As proteínas completas em Kefir são parcialmente digeridas e, portanto, mais facilmente utilizadas pelo corpo.

Triptofano, um dos aminoácidos essenciais abundantes no Kefir, oferece doses de cálcio e de magnésio. Kefir contém vitaminas B12, B1 e K2. O Kefir também fornece a biotina, uma vitamina do complexo B que auxilia o nosso organismo na absorção de outras vitaminas deste complexo B, como o ácido fólico, ácido pantotênico e vitamina B12. Ampla oferta de fósforo - o segundo mineral mais abundante no nosso corpo - ajuda a utilizar carboidratos, gorduras e proteínas para o crescimento das células, manutenção e energia.

Kefir de Água X Kefir de Leite X Iogurte

Embora ambos Kefir e iogurte sejam produtos lácteos cultivados, eles contêm diferentes tipos de bactérias benéficas. Iogurte contém bactérias benéficas transitórias que mantêm o seu sistema digestivo limpo e servem de alimento para as bactérias amigáveis ??que já estão presentes. O Kefir realmente ajuda a colonizar o trato intestinal. Além disso, o Kefir contém várias das principais cepas de bactérias e leveduras benéficas ??que normalmente não são encontradas no iogurte que ajudam a equilibrar a microbiota intestinal. As leveduras e bactérias ativas do Kefir podem fornecer maior valor nutritivo do que o iogurte, ajudando a digerir os alimentos que você come e, a manter o ambiente do cólon limpo e saudável. O tamanho do coalho de Kefir é menor do que o iogurte, por isso é também mais fácil de digerir.

O Kefir de água possui as seguintes cepas de bactérias e leveduras benéficas à microbiota intestinal:

Lactobacillus brevis
Lactobacillus casei
Lactobacillus hilgardii
Lactobacillus hordei
Lactobacillus nagelii
Leuconostoc citreum
Leuconostoc mesenteroides
Acetobacter fabarum
Acetobacter orientalis
Streptococcus lactis
Hanseniaospora valbyensis (levedura)
Lachancea fermentati (levedura)
Saccharomyces cerevisiae (levedura)
Zygotorulaspora ?orentina (levedura)


O Kefir de leite possui as seguintes cepas de bactérias e leveduras benéficas à microbiota intestinal:


Lactobacillus acidophilus
Lactobacillus brevis
Lactobacillus casei
Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgaricus
Lactobacillus delbrueckii subsp. delbrueckii
Lactobacillus delbrueckii subsp. lactis
Lactobacillus helveticus
Lactobacillus ke?ranofaciens subsp. ke?ranofaciens
Lactobacillus ke?ri
Lactobacillus paracasei subsp. paracasei
Lactobacillus plantarum
Lactobacillus rhamnosus
Lactobacillus sake
Lactococcus lactis subsp. cremoris
Lactococcus lactis subsp. lactis
Lactococcus lactis
Leuconostoc mesenteroides subsp. cremoris
Leuconostoc mesenteroides subsp. dextranicum
Leuconostoc mesenteroides subsp. mesenteroides
Pseudomonas
Pseudomonas fluorescens
Pseudomonas putida
Streptococcus thermophilus
Candida humilis (levedura)
Kazachstania unispora (levedura)
Kazachstania exigua (levedura)
Kluyveromyces siamensis (levedura)
Kluyveromyces lactis (levedura)
Kluyveromyces marxianus (levedura)
Saccharomyces cerevisiae (levedura)
Saccharomyces martiniae (levedura)
Saccharomyces unisporus (levedura)

Sendo assim, o kefir de leite superior aos demais.

Descobriu-se que o kefir de leite induz a secreção de interferon pelas células. O Interferon é uma glicoproteína produzida pelas células em resposta a um ataque viral, tal como a Hepatite, cuja função parece ser desencadeada por mecanismos de defesa das células não infectadas. Acredita-se que o Interferon é eficiente contra doenças virais incluindo algumas formas de câncer. O kefir aumentou a secreção de interferon-beta em um humano com osteosarcoma, tratado com um indutor químico. A substância ativa no kefir foi descoberta como sendo a sphingomielina [SpM].

A SpM do kefir é uma mistura de quatro espécies de SpMs a C21-, C22, C23- e C24. As SpM fermentadas do leite aumentaram a secreção de interferon em 14 vezes, enquanto SpMs de outras fontes aumentaram só 2 -3 vezes.

E Se Eu For Intolerante à Lactose?

Ao contrário do iogurte, a lactose no Kefir é totalmente digerida no momento em que é ingerida e quanto mais tempo ele fermentar (por 72 h), menos lactose conterá algumas das proteínas são quebradas - de modo que a maioria dos indivíduos com sensibilidade ao leite pode usá-lo *** Kefir pode ser feito a partir de qualquer tipo de leite: cabra, vaca ou ovelha. Kefir é feito a partir de grãos gelatinosos brancos ou de partículas granulosas amarelas. Isso faz do Kefir único, como nenhuma outra cultura de leite faz esses grãos.

Como Kefir é Feito?

Os grãos contêm uma mistura de bactérias / leveduras aglutinados com a caseína (proteína do leite) e açúcares complexos que fermentam o leite, incorporando seus organismos amigáveis ??para criar o produto cultivado. Os grãos são então removidos com um coador antes do consumo do kefir e adiciona-se um novo lote de leite.

Introduzindo o Kefir na Sua Alimentação

Algumas pessoas se beneficiam dos efeitos do Kefir desde o início e outros podem precisar se adaptar de forma mais lenta. Para aqueles que estão preocupados com um equilíbrio saudável de levedura no organismo, recomenda-se um consumo e acúmulo lento para que haja tolerância alimentar. No caso do kefir de leite, comece com cerca de meio copo americano ou 100 ml (ou de requeijão (não deve ser cheio até a borda do copo, deixe uns dois dedos vazios ou de 200 ml) de manhã com o estômago vazio. A cada dois dias, aumente a quantidade até que você consiga beber um copo cheio (americano).

Para quem ainda apresentar problemas para digerir o Kefir de leite, recomenda-se cultivá-los com leites vegetais caseiros. No caso do kefir de água, comece com cerca de meio copo americano ou 100 ml ou de requeijão (não deve ser cheio até a borda do copo, deixe uns dois dedos vazios ou de 200 ml) de manhã com o estômago vazio. A cada dois dias, aumente a quantidade até que você consiga beber de um copo cheio (americano) a 1 L por dia. 

Dicas para Fazer e Usar o Kefir de Leite

Tempo e temperatura são dois fatores importantes que determinam quão espesso e saboroso seu Kefir será. Nos meses mais quentes Kefir poderá estar pronto para beber em 18 horas e pode ser deixado fermentando até 72 horas. Se você deixá-lo por muito tempo em temperatura ambiente, ele se torna espesso e, eventualmente, começa a se transformar em queijo e soro de leite. Se seu Kefir é "irregular" e muito azedo, você está deixando-o fora por muito tempo. Ele deve ser cremoso e "potável", um pouco mais grosso do que o leite. Neste ponto, agite bem e coloque o Kefir em sua geladeira. Ele vai engrossar ligeiramente, uma vez que cultura continua a crescer, porém em um ritmo muito mais lento.

Fazer Kefir é uma arte, não uma ciência exata. A cada lote que você fizer, ajuste o tempo até que você o obtenha da maneira que mais gostar. Depois de iniciar o seu primeiro lote de Kefir, você pode usar uma pequena quantidade deste para fazer o seu segundo lote.

O kefir deve ser agitado 1 - 2 vezes diariamente, para impedir que os fermentos e acetobactérias formem colônias na superfície do kefir. Se não agitado, estas colônias podem ser vistas como uma película ondulada marrom luminosa. Este fenômeno é similar ao que ocorre no processo de fabricação de vinhos, onde esta película é denominada "flores do vinho" (Mycodermia). No caso do kefir, flores do kefir. Embora o desenvolvimento inicial de tais colônias não seja prejudicial, fungos não desejados podem propagar-se nelas; a agitação impede isto, possivelmente devido ao aumento do oxigênio disponível.

Algumas fontes sugerem que não se deve utilizar utensílios metálicos para manipular os grãos de kefir (de água e de leite). Alternativamente, pode-se utilizar colher de plástico ou de madeira ou de bambú. Seu armazenamento deve ser feito em frasco de vidro.

OBS: O leite ideal seria o cru de vacas A2 orgânicas (equivalente ao de cabras e ovelhas) criadas soltas, alimentadas com pasto e tratadas com homeopatia, mas poderia ser usado o leite de saquinho (pois é menos processado, não contém conservantes e não é pasteurizado em temperaturas extremamente elevadas (UHT)) ou faça o preparo com o leite de coco caseiro.


Preparo do Kefir em Leite (de Origem Animal):


-Num recipiente de boca larga, de vidro transparente e incolor, 1 L de leite;

-Nunca encha até o topo, deixe pelo menos 1/3 do frasco com espaço para o ar;

-Adicione ao leite 2 colheres de sopa rasas de grãos de kefir;

-Não vede o recipiente (o kefir está vivo e formam-se gases no leite);

-Cubra com tecido poroso, ou com um guardanapo ou papel toalha (limpo), prenda-o com um elástico na boca do vidro para proteção contra insetos e impurezas;

-Deixe fermentar entre 12 a 72 horas (conforme o clima da região e o efeito pretendido). Em lugares muito quentes o kefir fermentará muito mais rapidamente;

-Mexa suavemente com a colher para homogeneizar e ser mais fácil de coar;

-Ao coar, use um coador de malha muito fina (não aperte ou esprema os grãozinhos, quando estão novos são muito pequenos);

-Tome a bebida nas próximas 24 horas, se ficar fora da geladeira. Pode deixar o preparado na geladeira até 7 dias, com o passar dos dias, vai ficando mais ácido;

-Reutilize os grãos (o conteúdo que ficou no coador) com uma nova dose de leite;

-Pode, ainda, bater o líquido (sem os grãos) no liquidificador com as frutas que preferir: morangos, bananas, etc. Se pretende usufruir das suas propriedades terapêuticas, utilize-o somente em receitas frias, pois as altas temperaturas matam as bactérias benéficas e se perdem as suas propriedades terapêuticas;

-Não deixe o frasco com os grãos de kefir exposto ao sol. Guarde-o num armário da cozinha e longe de qualquer produto químico;

-NUNCA LAVE OS GRÃOS!!! Lave apenas o frasco, quando fizer as trocas de leite. E não use sabão ou detergente, apenas água. Para desinfetar o frasco de vidro pode passar água fervente no mesmo, espere o frasco esfriar para recolocar os grãos nele.

OBS: Como a quantidade de kefir de leite diária a ser consumida é de 100 ml, você pode usar 500 ml de leite e 1 colher de sopa de grãos ou ainda, 250 ml de leite e 1/2 colher de sopa de grãos, o restante do procedimento é igual ao que foi descrito acima.

Quando o kefir estiver pronto deverá parecer como a imagem abaixo e haverá a presença de grãos conforme a da área destacada.

kifron1

Após agitarmos o vidro, iremos peneirar conforme a imagem que se segue:

kifron2

Podemos consumir o Kefir líquido conforme a imagem:

kifron3

Podemos consumi-lo puro ou adicionar frutas picadas ou batê-las no liquidificador, mel ou açúcar mascavo. Na hora do consumo, diabéticos devem evitar o mel, açúcar mascavo e até mesmo adoçantes artificiais e devem dar preferência à algumas frutas, sugeridas por um nutricionista ou nutrólogo qualificado. O açúcar adicionado ao kefir ou lactose (açúcar do leite) é consumido pelos micro-organismos saudáveis do kefir no processo de fermentação dos mesmos, em 48 h no de água e 72 h no de leite animal (resta pouquíssima lactose neste, cerca de 1,10 gramas).

Os grãos de kefir se alimentam de Sacarose, Frutose ou Lactose. É um ProBiótico[pro=a favor de, biotic=vida] = promove vida ao invés de Antibiótico - [anti=contra, biotic=vida] = contra-vida. O termo "Probiótico" refere-se a organismos e a produtos de cultura que contribuem para um aumento ou estabilização da microbiota intestinal, assim beneficiando o anfitrião, protegendo-o contra doenças e melhorando a sua nutrição.

Preparo dos Grãos de Kefir de Leite Animal com Leite Vegetal (aprenda como preparar seus leites vegetais aqui):

-Num recipiente de boca larga, de vidro transparente e incolor, coloque 1 litro de leite de coco ou de leite vegetal à sua escolha à temperatura ambiente;

-Nunca encha até o topo, deixe pelo menos 1/3 do frasco com espaço para o ar;

-Adicione ao leite 2 colheres de sopa rasas de grãos de kefir;

-Não vede o recipiente (o kefir está vivo e formam-se gases no leite);

-Cubra com tecido poroso, ou com um guardanapo ou papel toalha (limpo), prenda-o com um elástico na boca do vidro para proteção contra insetos e impurezas;

-Deixe fermentar entre 12 a 24 horas (conforme o clima da região, e o efeito pretendido) - em lugares muito quentes o kefir fermentará muito mais rapidamente;

-Mexa suavemente com a colher para homogeneizar e ser mais fácil de coar;

-Ao coar, use um coador de malha muito fina (não aperte ou esprema os grãozinhos, quando estão novos são muito pequenos);

-Tome a bebida como refresco nas próximas 24 horas, se ficar fora da geladeira. Pode deixar o preparado na geladeira até 5 dias, com o passar dos dias, vai ficando mais ácido;

-Reutilize os grãos (o conteúdo que ficou no coador) com uma nova dose de leite vegetal;

-Pode, ainda, bater o líquido (sem os grãos) no liquidificador com as frutas que preferir: morangos, bananas, etc. Se quiser deixá-lo mais suave, acrescente leite. Se pretende usufruir das suas propriedades terapêuticas, utilize-o somente em receitas frias, pois as altas temperaturas matam as bactérias benéficas e se perdem as suas propriedades terapêuticas;

-Não deixe o frasco com os grãos de kefir exposto ao sol. Guarde-o num armário da cozinha e longe de qualquer produto químico;

-NUNCA LAVE OS GRÃOS! Geralmente a água, mesmo filtrada apresenta resíduos de cloro que matam os micro-organismos saudáveis do kefir. Lave apenas o frasco, quando fizer as trocas de leite. E não use sabão ou detergente, apenas água. Para desinfetar o frasco de vidro pode passar água fervente no mesmo, espere o frasco esfriar para recolocar os grãos nele.

Observações:

-Quando preparar o kefir com leite de vegetal vai observar que em determinado ponto, os grãos de kefir poderão parar de crescer ou crescerão mais lentamente – não estranhe, é natural que tal aconteça;

-Se recebeu uma colônia nova, esta passará por um período de adaptação ao novo ambiente. Deve proceder a troca frequente de leite (animal), conforme explicado no preparo; mesmo que a fermentação, nos primeiros dias não seja aparente, as bactérias benéficas e os fermentos estarão presentes no leite coado que pode ser consumido normalmente, desde que não esteja azedo.

Mas se o leite estiver ficando azedo, depois da troca diária do leite, após 5 dias consecutivos, pode ser que os grãos tenham morrido.

-Se notar que a fermentação do kefir em leites vegetais, após 1 semana, utilizando os grãos de kefir de leite (de vaca) não está ocorrendo, utilize o leite de vaca, ao menos 1 vez por semana, para revitalizar os grãos.

PARTE 2

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade