O Poder da Palavra e as palavras sagradas - CUIDADO com o que você vibra !!!

palavra_vibracao_1O Universo vibra, a Fonte cria numa explosão de vibração.As palavras convertem as vibrações da natureza em som. Durante a nossa evolução, nós aprendemos quais sons são perigosos, quais sons são calmantes e seguros, quais sons são prazerosos e assim por diante. Nós, vagarosamente, aprendemos sobre as várias vibrações das leis da natureza. Nós aprendemos isso pelo instinto e pela experiência. Nós acumulamos estas informações pelos tempos. Começamos por sons simples como "a" ou "u" ou "e", que foi se envolvendo em sons mais complexos como "Amor". E estas palavras positivas criaram estruturas cristalinas "naturais" – que são todas baseadas no hexágono.

Os antigos, sabedores que eram do imenso poder contido na Palavra e, à fim de, por um lado, levar aos profanos a Sabedoria Divina e, por outro, velar as palavras para que não pudessem ser utilizadas de maneira leviana, criaram os símbolos.  É fundamental termos claro que a vibração tornada palavra torna o Mundo que conhecemos tal qual ele é. O entendimento da vibração é extremamente necessário para entendermos a manifestação de tudo que somos.

Quando verbalizamos qualquer palavra ela tem uma energia e essa energia pode transformar-se em uma energia poderosa, mediana ou fraca.

O pensamento (vibração potencial) necessita ser Verbalizado (vibração dinâmica) caso contrário não existe a Manifestação. A verbalização, para que possa ser entendida, necessita de quem A Escute. A Primeira atitude do Criado portanto, é Escutar.


Palavra e Vibração


A palavra, junto com o poder da vibração, é capaz de criar, curar e também destruir.

A teoria indica que, quando focalizamos nossa mente em algo, e a isto somamos o sentimento e a emoção, para finalmente expressá-lo, estamos exteriorizando e materializando um poder que estará afetando os reinados da matéria.

O QUE DIZES A TEU SEMELHANTE, DIZES A TI MESMO

Se cada um de nós estivesse consciente de que a energia liberada em cada palavra afeta não só a quem a dirigimos, mas também a nós mesmos e ao mundo que nos rodeia, começaríamos a cuidar mais o que dizemos.

Os antigos essênios sabiam da existência de um enorme poder contido na oração, no verbo e na palavra. Os antigos alfabetos, como o sânscrito, o aramaico e a linguagem hebraica são fontes de poder em si mesmas. Os essênios utilizaram a energia que canaliza a linguagem - que era a manifestação final do pensamento, da emoção e do sentimento - para manifestar na realidade a qualidade de vida que desejavam experimentar neste mundo. Nas culturas do antigo Oriente eram utilizados os mantras, as rezas, os cânticos e as orações com intenção predeterminada, como técnicas para materializar estados internos e programar, de uma forma ignorada por nós na atualidade, realidades pensadas, desejadas e afirmadas previamente.

Os estudos realizados por físicos quânticos começam a redescobrir e validar o enorme conhecimento esquecido de antigas culturas ancestrais. Um conhecimento que se encontra ainda escondido e esquecido e que nos traria o poder de mudar nosso mundo.

AS PALAVRAS PODEM PROGRAMAR O ADN

A mais recente investigação científica russa indica que o DNA pode ser influenciado e reprogramado por palavras e freqüências, sem seccionar e nem substituir genes individuais. Só 10% de nosso DNA é utilizado para construir proteínas, e este pequeno percentual do total que compõe o DNA é o que estudam os investigadores ocidentais. Os outros 90% é considerado “DNA sucata”. Entretanto, os investigadores russos, convencidos de que a natureza não é tola, reuniram lingüistas e geneticistas - em um estudo sem precedentes -, para explorar esses 90% de “DNA sucata”.

Os resultados levaram a conclusões impensadas: segundo os estudos, nosso DNA não só é o responsável pela construção de nosso corpo, mas também serve como armazém de informação e para a comunicação a toda escala da biologia. Os lingüistas russos descobriram que o código genético, especialmente no aparentemente inútil 90%, segue as mesmas regras de todas as nossas linguagens humanas. Compararam as regras de sintaxe (a forma em que se colocam juntas as palavras para formar frases e orações), a semântica (o estudo do significado da linguagem) e as regras gramaticais básicas e assim descobriram que os alcalinos de nosso DNA seguem uma gramática regular e têm regras fixas, tal como nossos idiomas.

Portanto, as linguagens humanas não apareceram coincidentemente, mas são um reflexo de nosso DNA inerente. O biofísico e biólogo molecular russo Pjotr Garjajev e seus colegas também exploraram o comportamento vibratório do DNA. “Os cromossomas vivos funcionam como computadores solitônicos/holográficos usando a radiação laser do DNA endógeno”. Isso significa que alguém pode, simplesmente, usar palavras e orações da linguagem humana para influir sobre o DNA ou reprogramá-lo.

Os mestres espirituais e religiosos da antiguidade souberam, há milhares de anos, que nosso corpo pode ser programado por meio da linguagem, das palavras e do pensamento. Agora isso foi provado e explicado cientificamente. A surpresa maior foi descobrir a maneira como os 90% do “DNA Sucata” armazena a informação. “Imaginemos uma biblioteca que, em lugar de arquivar milhares de livros, só guarda o alfabeto comum a todos os livros. Então, quando alguém solicita a informação de um determinado livro, o alfabeto reúne todo o conteúdo em suas páginas e coloca a nossa disposição”, esclareceu Garjajev. Isto nos abre as portas a um mistério ainda maior: que a verdadeira “biblioteca” estaria fora de nossos corpos em algum lugar desconhecido do cosmos e que o DNA estaria em comunicação permanente com este reservatório universal de conhecimento.

A EVIDÊNCIA INESPERADA


O investigador Dan Winter, que desenvolveu um programa de computação para estudar as ondas sinusoidais que emite o coração sob respostas emocionais, em uma fase da investigação com seus colegas, Fred Wolf y Carlos Suárez, analisou as vibrações da linguagem hebraica com um espectrograma. O que descobriram foi que os pictogramas que representam os símbolos do alfabeto hebraico se correspondiam exatamente com a figura que forma a longitude de onda do som de cada palavra.

Isso significa que a forma de cada letra era a exata figura que formava a referida longitude de onda a ser vocalizada. Também comprovaram que os símbolos que formam o alfabeto são representações geométricas. No caso do alfabeto hebraico, os 22 gráficos utilizados como letras são 22 nomes próprios originalmente usados para designar diferentes estados ou estruturas de uma única energia cósmica sagrada, que é a essência e semelhança de tudo o que é. O livro do Gênesis está escrito nesta linguagem.

As letras dos antigos alfabetos são formas estruturadas de energia vibracional que projetam forças próprias da estrutura geométrica da criação. Desta maneira, com a linguagem se pode tanto criar como destruir. O ser humano potencializa o poder contido nos alfabetos ao somar-lhe o poder de sua própria intenção. Isso nos converte em responsáveis diretos dos processos criativos ou destrutivos na vida. E somente com a palavra!

O PODER CURATIVO DA PALAVRA

palavra_xama_1


Existe uma capacidade demonstrada de quanto a palavra pode afetar a programação do DNA. A saúde poderia conservar-se indefinidamente se nos orientamos em pensamentos, sentimentos, emoções e palavras criativas e, sobretudo, bem intencionadas.

Os estudos do Instituto Heart Math nos abrem um novo panorama para a cura, não só dos humanos enfermos, mas também para a cura planetária. O instituto crê na existência do que eles chamam “hiper-comunicação”, uma espécie de rede de Internet sob a qual todos os organismos vivos estariam conectados e comunicados permitindo a existência da chamada “consciência coletiva”.

O Hearth Math declara que se todos os seres humanos fossem conscientes da existência desta matriz de comunicação entre os seres vivos, e trabalhassem na unificação de pensamentos com objetivos mancomunados, seríamos capazes de logros impensados, como a reversão repentina de processos climáticos adversos.

O poder das rezas, orações e pedidos, tal como nos legaram os antigos essênios - potencializado por milhares de pessoas -, nos outorgaria um poder que superaria ao de qualquer potência militar que quisesse nos impor sua vontade pela força.

Este poder foi demonstrado em espécies animais como os golfinhos, que trabalham unificados em objetivos comuns. Os golfinhos utilizam padrões geométricos de hiper-comunicação, ultra-som e ressonâncias que lhes servem para interagir com as redes energéticas do planeta. Estes animais possuem a capacidade de produzir estruturas sônicas geométricas e harmônicas sob a água. Poderíamos afirmar que os golfinhos ajudam mais a manter o equilíbrio planetário do que os humanos.

Se O CRIADOR nos outorgou o poder, significa que quer que nós, uma vez alcançado um nível de consciência determinado, ajudemos com respeito à vida, sendo co-criadores de sua obra.
Brad Hunter


Publicado na Revista ‘EL PLANETA URBANO’
El poder de la palabra
http://www.epu21.com/planetax/planetax113.htm
http://construindoumanovaconsciencia.blogspot.com/
Extraído de: http://sollk.multiply.com/journal/item/651


O Poder da Palavra


No xamanismo aprendi que antes de se praticar o uso da palavra, é necessário conferir poder à sua palavra. Antigamente eu acreditava que bastava utilizar palavras de efeito positivo para que pudessemos alcançar efeitos positivos. Sem dúvida, palavras positivas atraem vibrações positivas. Porém, só existe um meio de você carregar suas palavras de poder, para extrair delas seu potencial mágico, é torná-la sagrada, é colocá-la na pratica da verdade. É purificá-la.

A mentira é UM FATOR que diminue o poder da palavra. Quando uma pessoa mente, e você descobre, a palavra da mesma não vai mais surtir efeito para você, por mais lindas e poéticas que elas sejam. A palavra tem que ser acompanhada da conduta. Cada vez que se usa a palavra para mentir, reduz o poder da palavra. Mesmo quando a mentira não servirá para magoar alguém, ou como costumamos dizer : apenas uma mentirinha sem importância. Não se iluda! A escolha é sua, você estará enfraquecendo as vibrações de sua palavra. Quando usa-se a palavra para blasfemar, para julgar o próximo, para ironizar pessoas ou situações, damos mau uso à palavra e a palavra perde o poder.

Quando alguém dá a sua palavra, e não cumpre, mesmo que seja apenas não estar presente em uma data ou local combinado, no cumprimento de prazos, mesmo que seja por esquecimento, enfraquece a palavra. O mesmo acontece com as palavras de baixo calão.

Quando você pronuncia uma palavra, principalmente com emoção, emite uma energia ao Universo. Como toda a energia tem movimento, e como tudo o que você emite ao Universo, acaba voltando ao mesmo ponto, o padrão de vibração que vai, vem trazendo na volta, vibrações semelhantes para quem as emitiu, como um bumerangue.

A história é além disso ainda!

Veja como são fortes os mantras, como é forte a invocação em sânscrito ou latim! São fortes até porque não são utilizadas atualmente, a não ser para preces.
A palavra tem uma singeleza e uma sutileza. Você percebe o grau de um ser, de acordo como se expressa. Os estudiosos afirmam que os anjos falam metafóricamente, como se fosse a PNL (programação neuro-linguística). Jesus Cristo falava por parábolas, os Mestres ensinavam através dos contos, usavam apalavra com maestria. Perceba como são lindos os Decretos da Fraternidade Branca!

Reflita então, que tipo de entidade usaria termos chulos, agressivos, desafiadores?

As entidades de luz falam sem emoção, são serenas, não sentem raiva, pois compreendem a existência humana, não brigam, mas mostram o caminho. Agora, não é para a compreensão de todos! E não foi sempre assim ? Para a minoria ?

Assim se expressam os mestres xamânicos, poeticamente!

Seus ensinamentos são expressos, abrindo o livro da Natureza. Uma verdade que se enconde debaixo de cada pedra, de cada folha. A Sabedoria ancestral, fruto da obsevação da vida do homem na Terra, passado de pai para filho, cruzando as eras, formando uma rede de poder, que podemos chamar de egrégora. Das canções de poder, hinos, mantras, kyrtans, gregorianos, pontos, etc. Passa pelo intelecto, mas não pára nele, é maior.

Toda o caminho, que necessita usar muitos fundamentos para explicar o "por quê" das coisas, vira uma filosofia, e não uma re-ligação. A espiritualidade não privilegia doutorados. Inclui pessoas simples e não exclui ninguém. Ela não necessita tanto da lógica para obter compreensão. Os nativos norte americanos cultuam o "Grande Mistério", Eles sabem que é a Fonte e a Origem de tudo o que é vivo. Usam mais parte do seu tempo para amar e respeitar.

Para aqueles quem têm uma ligação mental, intelectual com a espiritualidade, a palavra tem que ser muito bem traduzida, mais do que sentida. O nativo sente mais do que pensa. É um nível mais sutil de compreensão.

Foi descoberta uma tumba no Egito, com mais de 3.000 anos, com a seguinte inscrição: " Torna-te pois, um artista da fala. E assim terás domínio sobre os demais."

Lembram-se da "palavra mágica" dos contos infantís ?

A palavra também é amoral. É um poder que pode tanto ser usado para "bendizer", como para "maldizer".
Vejam o exemplo de Hitler, que resgatou a auto-estima de uma nação, jogando-a contra o mundo. E tudo através de suas palavras, de seus decretos.
A mídia, o que não faz com as palavras? Incita ao consumismo !

Observem a quantidade de seitas que se espalharam pelo Planeta. Até na internet!!! Recordam aquele grupo que se suicidou na passsagem do Haley? Usam a palavra tocando um ponto fraco, o Ego: Você é o escolhido! Você é muito importante para nós ! Sua missão irá salvar o Planeta! E quando tocam pessoas com carência e predisposição para tal, dá-se o deslumbramento, o encanto, a adesão. O terror usa isso, persuadindo suicidas, de que este estão prestando um serviço para Deus, e que, depois, serão recompensados do outro lado.

Vejam que efeito a palavra faz, quando sua origem é credenciada a uma Divindade?!

O poder é atribuido à palavra de acordo com o remetente! Hoje é crescente o número de sensitivos que canalizam mensagens. É muito tênue o fio que separa o fenômeno da canalização, da inspiração de uma personalidade humana.

O valor da tradição, está acima da compreensão humana. Sua origem é espiritual. Condenar uma oração, é julgar sobre o poder de quem a recebeu. Seja de que origem for, junto com ela vem um poder, um poder magnético. Veja se algum yoguim muda um mantra? Ou seja, uma prece é uma fórmula.

Rudolf Steiner escreveu que o Pai Nosso, terá seu significado mesmo após decorridos milhares de anos. Quem reza o Pai Nosso sente seu efeito mesmo sem ouvir explicações sobre ele. Está no coletivo.

Jesus resumiu toda a lei e os profetas numa única palavra: AMOR. Amar é a mais perfeita de todas as preces e orações.

Uma das formas de carregar nossas palavras com "Poder de Verdade" e um verdadeiro teste, é quando se dirige a palavra às pessoas mais próximas. Se você usa palavras para depreciar, intimidar, ofender, caluniar, agredir, chantagear, etc, às pessoas de seu próprio convívio, não saiu do primário, ainda está no início do ABC. Você irá sentir suas palavras carregadas de iluminação, quando elas ajudarem as pessoas no seu processo de crescimento, sem destruir a auto-estima.

Isso é um dos grandes desafios da Nova Era - A Comunicação.

Lembrando : " Com o Verbo se fez a carne ..."

O Estudo da palavra é muito profundo! Mais ainda do que eu possa com "palavras" expressar.

Sejamos pois, vigilantes das palavras que emitimos, compreendendo que, quando a palavra vale menos do que o silêncio, é preferível calar-se. E se cada palavra emitida é uma energia, quanto menos falarmos desnecessariamente, mais energia, mais poder, teremos ao pronunciá-la, compreendendo a sabedoria que também pode vir com o silêncio.

A partir deste estudo, então, estaremos prontos para utilizar palavras sagradas, em todo o seu potencial.

Amor - Paz e Luz

Léo Artése
 
Extraído de: http://www.xamanismo.com.br/Poder/SubPoder1192243899

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade