VERDADES INCONVENIENTES

Os Mais Ferozes e Fanáticos ‘Defensores da Vacina Covid mRNA’ já estão admitindo a verdade

defenvac topo04/84/2023 - Mesmo o The New York Times, um dos mais importantes instrumentos da propaganda do establishment, não pode mais esconder a gritante realidade sobre injeções de mRNA para sempre. Na semana passada, o Times publicou um artigo com o título: “Você deveria receber outro reforço da Covid?” O subtítulo do artigo dizia: “A Grã-Bretanha e o Canadá autorizaram outra rodada de doses de reforço”, sugerindo que os EUA foram de alguma forma negligentes ao não fazê-lo.

O Controverso Caso do Dr. Joseph Biederman: O Impacto na Prescrição de Medicamentos para Transtorno de Déficit de Atenção em Crianças

biderman1Em 2008, um escândalo abalou o mundo da psiquiatria infantil quando veio à tona que vários laboratórios farmacêuticos estavam pagando quantias substanciais, superiores a 1,5 milhão de dólares, ao Dr. Joseph Biederman, uma das maiores autoridades em psiquiatria infantil. O Dr. Biederman ganhou renome por seu trabalho no diagnóstico e tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) em crianças.

Desmistificando as Patentes Farmacêuticas: Como as Empresas Estendem seu Monopólio Além dos 20 Anos

patentesmais1As patentes farmacêuticas têm sido uma peça fundamental no desenvolvimento e comercialização de novos medicamentos, oferecendo às empresas um período de exclusividade para recuperar os investimentos em pesquisa e desenvolvimento. No entanto, essa exclusividade muitas vezes se estende além dos 20 anos previstos, resultando em um prolongado monopólio que pode prejudicar o acesso a medicamentos essenciais e encarecer o custo dos tratamentos médicos. Neste artigo, exploraremos como as empresas farmacêuticas conseguem estender seus monopólios e as consequências disso para a saúde pública.

Assassinos de bebês

bebekill1Uma investigação da War on Want sobre a promoção e venda de pó leite para bebês no Terceiro Mundo. Por Mike Muller, março de 1974. Agradecemos à revista New Internationalist e à sua equipe que primeiro desenhou atenção ao assunto e encorajou War on Want a investigar mais a fundo. Particularmente a Hugh Geach, que fez o trabalho inicial para o New Internationalist e disponibilizou seu material para nós.