RELIGIÃO, CULTOS E OUTROS

Templo Satânico realiza convenção inaugural em Scottsdale, Arizona, EUA

satanictem113/02/2022 - A primeira SatanCon anual trouxe satanistas e manifestantes. Centenas de pessoas se aglomeraram do lado de fora do Saguaro Hotel em Scottsdale no sábado, armadas com crucifixos, cruzes e placas denunciando Satanás. "Satanás não tem direitos", dizia uma placa. "Fora Satanás", dizia outro. Porque em um pequeno estacionamento dentro do hotel colorido, foi a primeira SatanCon, uma convenção organizada pelo Templo Satânico.

Mons. Viganò: A elite globalista falhou em seu ataque

viganonovaordem126/06/2022, por Cesare Sacchetti - Monsenhor Carlo Maria Viganò volta a falar e desta vez o faz por ocasião do segundo festival de Filosofia realizado ontem em Veneza e dedicado à memória de Monsenhor Antonio Livi. Viganò durante a farsa pandêmica foi um ponto de referência para muitos católicos perdidos. Uma rocha à qual agarrar-se durante a tempestade que chocou o mundo inteiro e levantou ainda mais, se possível, a fumaça da apostasia no Vaticano. Enquanto o mundo caía vítima de um estrangulamento autoritário sem precedentes, ...

Templo Satânico processa a cidade de Boston para obter 'oportunidade igual' para 'invocar Satanás' nas reuniões do conselho

templsata127/01/2021 - O Templo Satânico (TST) entrou com uma ação contra a cidade de Boston para contestar sua prática de permitir que os membros do conselho escolham aqueles que apresentam a invocação durante as reuniões públicas, em vez de aceitar pedidos de membros da comunidade. A contestação legal do grupo ocorre depois que os pedidos de participação foram negados em 2016 e 2017. “Este caso não é um desafio às orações legislativas, em geral; e não é um desafio às orações ofensivas, particularmente”, ...

O clero francês abusou sexualmente de mais de 200.000 crianças desde 1950, revela investigação

vaticasex1a10/05/2021 - A Igreja Católica mostrou 'indiferença profunda, total e até cruel por anos', diz chefe da comissão. O clero francês abusou sexualmente de mais de 200.000 crianças nos últimos 70 anos, segundo uma grande investigação divulgada na terça-feira, e seus autores acusaram a Igreja Católica de fechar os olhos por muito tempo. A igreja mostrou "indiferença profunda, total e até cruel por anos", protegendo a si mesma e não às vítimas do que era um abuso sistêmico, disse Jean-Marc Sauvé, chefe da comissão que compilou o relatório. A maioria das vítimas eram meninos, disse ele, muitos deles com idades entre 10 e 13 anos. “Diante desse flagelo, por muito tempo a reação imediata da Igreja Católica foi proteger-se como instituição e demonstrou total, até cruel, indiferença para com aqueles que sofreram abusos”, disse o relatório.