Entrevista de emprego: cuidado com a pegadinha do silêncio! E as 5 perguntas embaraçosas!

entrevista topo 2Entrevistas de emprego são o próximo desafio a ser enfrentado por quem teve um currículo selecionado, e são a primeira grande chance de expor o seu potencial, procurando deixar em primeiro plano os seus pontos positivos. Mas as entrevistas, processos seletivos e dinâmicas, quando mal conduzidas ou massificadas às vezes parecem seguir um verdadeiro roteiro, quase como as danças juninas. O entrevistador diz “olha a cobra!”, o entrevistado experiente diz “é mentira!”. E a quadrilha prossegue:

“Olha a chuva!”, “Já passou!”, e assim por diante, enquanto fazem evoluções que o avaliador viu inicialmente em uma fita de videocassete que já era velha, e que o candidato já sabe que não levam a lugar algum, mas precisa tolerar.

O entrevistador que se cala após sua resposta

Um truque mais velho do que a prática das entrevistas de emprego, nascido nos interrogatórios e provas orais e usado com sucesso há séculos para colocar candidatos sob pressão sem muito esforço e tentar levá-los a se contradizer sozinhos é a chamada armadilha do silêncio.

Leia também - Porque o sexo casual é bom para o homem e ruim para a mulher

O funcionamento é simples: logo após alguma pergunta “complicada”, como a famosa “por que devemos lhe contratar?” ou a não menos comum “qual o seu maior defeito?“, o entrevistador não dá qualquer feedback, simplesmente fica mudo, sem alterar a expressão.Ele não faz uma nova pergunta, não faz aquela cara de “o que mais?”, não faz que sim nem que não com a cabeça – apenas permanece encarando você, com a mesma expressão que estava enquanto você respondia. Acredite, em aulas de técnicas de negociação e mediação, essa expressão vazia é ensinada e praticada (e tem vários usos bem reais).

Não morda uma isca que nem mesmo está lá

Em uma entrevista de avaliação, essa ausência de mensagem, confirmação ou validação é uma “pegadinha”, um truque comum que também pode ser bem usado mas muitas vezes é apenas algo que o entrevistador aprendeu a usar porque, de fato, costuma funcionar para ver a solidez da postura do candidato, quando o avaliador sabe interpretar o que acontece logo a seguir.

Isso porque ao perceber a situação inesperada, apesar de não haver nenhuma pressão objetiva presente, muitos entrevistados entram sozinhos em um modo de stress, e aí expõem algo que de fato tentariam esconder: a sensação de que o entrevistador os “pegou na mentira”, considerou a resposta insuficiente, esperava algo mais e ainda está dando uma chance, etc.

Também é comum que a “vítima” da pegadinha demonstre neste momento como se comporta quando se percebe sendo avaliada, e tenta se defender (se exaltando, se encolhendo, tentando esconder a “culpa”, etc.) de uma acusação que – objetivamente falando – não foi feita: a de que a resposta dada era errada, mentirosa, insuficiente, ridícula, infantil, despreparada ou qualquer outro adjetivo negativo.

O grande erro a evitar neste caso, portanto, é deixar de perceber que isso é um teste, e aí começar a tentar “consertar” ou “emendar” a resposta, o que muitas vezes traz resultados desastrosos para si mesmo, porque o entrevistador aproveitará para fazer ainda mais pressão procurando conflitos entre as duas respostas. Lembre-se que a intenção muitas vezes é mesmo criar uma situação de potencial intimidação e stress, embora sem violência e até mesmo “negável”, para ver como o candidato se sai.

Como lidar com o entrevistador

Se tentarem isso com você, saiba entrar no jogo. Aguarde também alguns segundos calmamente, e em seguida não afirme nada, apenas pergunte: “há algo mais que eu possa esclarecer sobre este ponto?”

Se o entrevistador responder com outra pergunta (“Por que, você tem algo mais a a acrescentar? Quer corrigir algo?”), simplesmente diga que não e que permanece à disposição.

Se o entrevistador continuar em silêncio , simplesmente aguarde silenciosamente também, em atitude respeitosa e séria, prestando atenção a ele, como se estivesse dando a ele tempo para pensar, até que ele perceba que você não se intimidou e nem vai “se entregar”. A não ser que seja uma dinâmica com objetivos específicos, é um fato bem claro que em uma entrevista a bola está com ele, e é ele que precisa fazer a próxima pergunta ou indicar o que espera que você faça a seguir.

Aí aguarde o próximo teste torcendo para que o entrevistador esteja mesmo apto a interpretar o seu comportamento a partir das situações que provoca, e não apenas repetindo truques de almanaque!

 

Saiba como responder 5 perguntas "embaraçosas" na entrevista de emprego

 

Por Karla Santana Mamona, 15/05/2012 - Este tipo de pergunta não é para constranger, mas sim, mais uma maneira que o recrutador tem de conhecer o profissional. No processo seletivo, existem algumas perguntas que podem deixar o profissional na “famosa saia justa”. Geralmente, são perguntas que a pessoa não se preparou para responder e dependendo da resposta pode comprometer o desempenho do candidato. A consultora em Recursos Humanos e diretora Educacional da Drhíade, Angela Christofoletti, explica que este tipo de pergunta não é para constranger ninguém, mas sim, mais uma maneira que o recrutador tem de conhecer o profissional. “Por isso é fundamental que a pessoa seja transparente, mas sempre com muita elegância”.

Perguntas difíceis de responder Pensando nisso, o Portal InfoMoney, em parceria com a especialista, elaborou cinco perguntas que são consideradas difíceis de responder. Angela ressalta que a ideia é orientar o profissional e não ser utilizada como uma resposta padrão. “Tudo que é ensaiado não é legal”. Confira abaixo:

Quais são os seus pontos fracos?

Dizer que é perfeccionista e detalhista está bem longe do que o recrutador deseja ouvir. A consultora explica que este tipo de pergunta é para que o profissional de Recursos Humanos possa relacionar as características pessoais com o cargo que está em aberto. A resposta idealseria que a pessoa cite alguma característica, mas não se aprofunde. “Cite alguma situação e diga que você está trabalhando para melhorar, mas não dê detalhes. Não entre nesta questão”.

Por que eu deveria te contratar?

Segundo a especialista, neste momento, é indicado que a pessoa responda que irá ajudar a empresa a alcançar o resultado esperado, já que ela tem as características e competências que o empregador busca.

Do que você menos gostava do seu último trabalho?

Se o problema por o horário ou a distância, o mais indicado é dizer que neste sentido, o trabalho era incompatível. Já se o problema for algo relacionado a ética é fundamental que a pessoa cite que “eram problemas de natureza ética que eu não concordava”. Se foram problemas como acordos que não forem cumpridos, esta deve ser a resposta, bem curta. “Lembre-se que o entrevistador não está interessado na empresa em que a pessoa trabalhava, mas no candidato”.

Fale sobre o seu último chefe

Esta pergunta é para avaliar o nível de relacionamento que a pessoa tinha com o chefe. Nestas horas, não é bom nem falar muito bem do chefe, porque o profissional pode parecer que é do tipo “puxa-saco” e muito menos falar mal, porque mostra imaturidade. “Fale: nossa relação era boa. Toda vez que eu era solicitado, entrega os resultados esperados”.

Se você está empregado, por que está procurando emprego?

Nada de falar da distância, do salário, dos benefícios e nem dos problemas que o profissional esteja passando na empresa atual. A melhor resposta que o candidato possa dar é que ele está em busca de novos desafios e de reconhecimento profissional.

 

100 Possíveis Perguntas em Uma Entrevista de Emprego

entrevista topo 1

2010 - Confira abaixo, uma lista com as 100 possíveis perguntas que podem ser utilizadas em uma entrevista de emprego:

Leia também - A Doença da Vaca Louca

1. Fale um pouco sobre você.

2. Quais são seus pontos fortes?

3. Quais são seus pontos fracos?

4. Quem foi o seu gerente favorito e por quê?

5. Que tipo de personalidade mais te agrada no ambiente de trabalho e por quê?

6. Por que você quer este emprego?

7. Onde você quer estar na sua carreira daqui há cinco anos?

8. Me conte sobre a sua principal conquista.

9. Se você tiver num almoço de negócios e o seu filé chega bem passado ao invés de mal-passado, como você geralmente gosta, o que você faria?

10. Se eu te desse o salário que você pediu mas deixasse você decidir quais seriam as suas funções na nossa empresa no ano que vem, o que você diria?

11. Por que a bola de tênis tem feltros?

12. Num curto período de tempo, como você demonstraria credibilidade na sua equipe de trabalho?

13. Não existe resposta certa ou errada, se você pudesse estar em algum lugar no mundo agora, onde você estaria agora?

14. Como você se sentiria em trabalhar para alguém que sabe menos que você?

15. Me diga alguém que fez diferença na sua carreira.

16. Qual é a companhia ideal?

17. O que te atraiu à nossa empresa?

18. O que mais te orgulha?

19. O que você busca em termos de desenvolvimento profissional?

20. O que você procura: livre-iniciativa ou estruturação?

21. O que você gosta de fazer?

22. De exemplos de ideias que você teve ou implementou?

23. Quais são os seus sonhos de vida?

24. Aonde você quer chegar de verdade?

25. Como você descreve seu estilo de vida?

26. Qual carro você dirige?

27. De um exemplo de quando você teve que lidar com um conflito no trabalho.

28. Qual foi o último livro que você leu?

29. Que revistas você assina?

30. Qual seria seu ambiente de trabalho ideal?

31. Por que eu deveria contratá-lo?

32. O que você menos gostou no seu último trabalho?

33. Qual a sua opinião sobre seu último chefe?

34. Que pontos você acha que eu avalio como entrevistador?

35. Você tem alguma pergunta pra mim?

36. Em que momento você esteve mais satisfeito com o seu trabalho?

37. O que você pode fazer por nós que os outros candidatos não fariam?

38. Diga três coisas que o seu chefe falaria sobre você.

39. O que de negativo o seu chefe falaria sobre você?

40. Se você fosse um animal, qual você seria?

41. Que faixa salarial você busca?

42. Qual é o seu histórico de salário?

43. Você tem planos em ter filhos no futuro?

44. Quais foram as suas responsabilidades na sua última posição?

45. O que você conhece sobre esta indústria?

46. O que você conhece sobre a nossa companhia?

47. Quanto tempo levará para que você mostre uma contribuição importante?

48. Podemos realocar seu local de trabalho?

49. Qual foi o último projeto que você liderou e qual foi o resultado?

50. Que tipos de objetivo você tem em mente?

51. Me dê um exemplo de quando você fez mais do que a sua função de trabalho pedia.

52. O que faria se ganhasse na loteria?

53. Você pode descrever uma situação em que o seu trabalho foi criticado?

54. Você já esteve numa equipe onde alguém não colaborava tanto assim? E de que forma você lidou?

55. Qual é a sua missão pessoal?

56. Me diga uma ocasião em que você teve que dar um feedback ruim para alguém. Como você lidou com a situação?

57. Qual foi a sua maior derrota, e o que você aprendeu com ela?

58. O que mais o irrita sobre outras pessoas, e qual é a sua reação?

59. Qual é o seu maior medo?

60. Quem teve o maior impacto na sua carreira e como?

61. Qual foi a coisa mais importante que você aprendeu na escola?

62. O você se vê fazendo nos primeiros 30 dias no seu novo emprego?

63. Quais são três características que os seus amigos usariam para descrever a sua personalidade?

64. O que você vai sentir falta do seu último / atual trabalho?

65. Se você estivesse entrevistando alguém pra esta posição, que características você procuraria?

66. Descreva cinco palavras para descrever a sua personalidade.

67. Qual é sua a maior realização fora do trabalho?

68. Me venda este lápis.

69. Se eu fosse o seu supervisor e eu te pedisse para fazer algo que você não concorda, o que você faria?

70. Você acha que um líder tem que ser admirado ou temido?

71. Qual foi a decisão mais difícil que você teve que fazer nos últimos dois anos?

72. O que você faz para se divertir?

73. Por que você está deixando o seu trabalho atual?

74. O que você faz no seu tempo livre?

75. O que você faz quando tem um não como resposta?

76. Qual foi o período mais difícil da sua vida, e qual foi a sua reação?

77. Qual é a sua memória de infância preferida?

78. Me diga quando você fez algo errado. E qual foi a sua reação?

79. Me diga algo sobre você que eu não deveria saber.

80. Me diga a diferença entre bom e excepcional.

81. Por que você escolheu fazer esse curso universitário?

82. Quais são as características de um bom líder? E de um ruim?

83. Qual foi o seu maior arrependimento e por quê?

84. Quais são as três principais características que você não tem?

85. O que o irrita em outras pessoas e por quê?

86. Se você descobrisse que a sua companhia estava fazendo algo contra a lei, como um golpe, o que você faria?

87. Quantas vezes os ponteiros de um relógio se sobrepõem por dia?

88. Como é possível pesar um avião sem usar uma balança?

89. Que tarefa foi difícil de cumprir e como você resolveu o problema?

90. Se eu pedisse para o seu último supervisor dar treinamento, o que ele iria sugerir?

91. Se você tivesse que escolher algum poder de um superherói, qual seria e por quê?

92. Qual foi o melhor filme que você viu no ano passado?

93. Me diga como você lidaria com uma situação em que tivesse que terminar tarefas múltiplas até o fim do dia e de maneira alguma poderia terminar todas elas.

94. Que técnicas ou ferramentas você usa pra se manter organizado?

95. Se pudesse apagar do mapa um dos estados da federação, qual você apagaria? E por quê?

96. Com os seus olhos fechados, me diga passo-a-passo como amarrar seu sapatos.

97. Escolha uma opção, você ve tudo de maneira geral ou detalhadamente?

98. Caso seja selecionado, qual será a sua estratégia para os próximos 90 dias?

99. Quem são os seus heróis?

100. Diga 10 maneiras de usar o seu lápis, escrever não vale.

Dicas Importantes
Por Gustavo Nascimento

Pergunta: Como posso ir bem em uma entrevista de emprego sem me complicar?

Resposta: Para garantir um bom desempenho na entrevista, o ideal é se preparar antes, o que reduz muito a ansiedade. Isso inclui os seguintes itens:

- Alimentar-se bem antes de sair de casa;

- Verificar o local correto com antecedência;

- Chegar 15 minutos mais cedo;

- Estudar um pouco sobre a empresa, entrando no site e pesquisando a respeito dos principais produtos e serviços;

- Vestir-se adequadamente, com roupas sóbrias e discretas, sem excesso de perfume;

- Durante a entrevista, ser você mesmo, evidenciando traços de sua personalidade nas respostas;

- Utilizar uma linguagem adequada ao meio organizacional, sem gírias e vícios.

Como é uma entrevista de emprego por telefone 03/07/2012 - Por Flávia Saad - Recrutadores costumam fazer uma pré-entrevista para vagas de trabalho pelo telefone para sabe rmais sobre o candidato. Veja quais são as perguntas possíveis e como se preparar. Impessoal como o próprio meio, a entrevista de emprego por telefone destina-se simplesmente a ser uma forma para os recrutadores e profissionais de recursos humanos descartarem aqueles candidatos que não são adequados para o trabalho ou a empresa. A entrevista por telefone pode acontecer a qualquer momento, e já que é muito importante que você cause boa impressão aqui, deve sempre estar preparado para se envolver em uma delas após o envio de um currículo.

Por sua própria natureza, entrevistas por telefone são mais como entrevistas de surpresa. Elas são destinadas a pegar os candidatos de emprego no meio do dia para ver se eles estão tão interessados como eles dizem em seu currículo e carta de apresentação. Embora não haja maneira de se preparar para o momento das entrevistas, você pode saber mais ou menos quais perguntas podem ser feitas. Afinal, o objetivo da entrevista por telefone é soar interessado e inteligente o suficiente para ser convidado para uma entrevista presencial.

O diálogo a seguir mostra as partes mais comuns da entrevista por telefone, o que o entrevistador está tentando dizer e a melhor maneira de responder às declarações e perguntas do entrevistador.

Entrevistador: "Olá, Sr. Souza. Meu nome é Juliana Martins, eu sou diretora de Recursos Humanos na empresa X".

Leia também - Como Funciona a Coluna Vertebral

Tradução: Com apenas esta introdução simples, o entrevistador está esperando ouvir algum reconhecimento em sua voz. Ela quer ter certeza de que você se lembra para onde enviou o seu currículo.

Melhor resposta: A melhor maneira de responder a esta introdução é reconhecer a pessoa e sua empresa. Se você sabe algo sobre a empresa, pode falar. A melhor resposta a esta introdução seria algo nos moldes do "Olá. Como você está? Acabei de ler que a empresa X está esperando para abrir uma filial no Rio de Janeiro. As coisas devem estar agitadas no escritório". Mantenha a conversa cortês e amigável e sempre seja profissional.

Entrevistador: "Olá, Sr. Souza. Recebemos o seu currículo no outro dia e gostaria de saber se você tem alguns minutos para falar comigo para que eu possa ter uma melhor idéia das suas expectativas sobre a vaga".

Tradução: Seu currículo chamou a nossa atenção. Antes de levá-lo para uma entrevista, gostaríamos de saber que tipo de pessoa você é. Posso tomar alguns minutos do seu tempo para um pequeno teste antes de convidá-lo para o escritório?

Melhor Resposta: "Absolutamente". Parte do teste aqui é para ver se você está pronto para falar sobre as suas qualificações e desejo de trabalhar com esta empresa a qualquer momento. A partir do momento que você iniciar o envio de seu currículo, sempre esteja preparado para receber a ligação de um recrutador. Acima de tudo, tome isso como um elogio. Algumas pessoas nem sequer chegam tão longe. Se você for realmente pego de surpresa por um telefonema e não acha que você poderia estar no seu melhor dia para falar com o entrevistador, não tenha medo de pedir para remarcar a entrevista. Você deve, entretanto, tentar que ela seja o mais rápido possível e dizer algo como "Agora não é uma boa hora, mas eu seria capaz de falar com você em outra hora, se puder".

Entrevistador: "Vejo aqui que você está trabalhando atualmente como representante de vendas para a empresa Y. Por que você quer sair? "

Tradução: Por que você quer deixar sua posição atual?

Melhor resposta: Fale sobre o seu desejo de diversificar ou crescer e a falta de oportunidade que você enfrenta com o seu empregador atual. Mesmo se você responder esta pergunta durante uma entrevista por telefone, esteja preparado para falar sobre isso novamente durante uma entrevista pessoal com uma resposta forte. Lembre-se, acima de tudo, não fale mal do seu empregador atual. Dica: Os melhores motivos para dar para deixar um trabalho incluem a falta de oportunidade de crescimento ou um ambiente sem desafios.

Entrevistador: "O que te levou a se candidatar a esta posição"

Tradução: Por que você acha que seria uma boa opção para este cargo, empresa e indústria?

Melhor resposta: Seja honesto. Quais são as razões que o influenciaram para enviar seu currículo para fora para esta empresa em particular? Como você acha que um trabalho nesta empresa iria beneficiá-lo? O que você quer realizar?

Entrevistador: " Qual seria o seu emprego ideal nos próximos cinco anos? "

Tradução: Você está procurando um emprego ou uma carreira? Se fôssemos contratá-lo, estaríamos fazendo um investimento no futuro da empresa? Existe alguma chance de que você poderia ficar pelos próximos cinco anos ou você quer ganhar um dinheirinho rápido e sair daqui?

Melhor resposta: Com o plano de carreira típica de alguém na sua posição em mente, descreva os tipos de coisas que você se vê fazendo em cinco anos. Quais são algumas das tarefas diárias que você imagina como sendo parte do seu trabalho? Sem falar sobre cargos específicos, dê ao entrevistador uma idéia dos tipos de atividades profissionais com as quais você gostaria de estar envolvido em dentro dos próximos anos.

Entrevistador: A parte final da conversa - que deve durar não mais que cinco a dez minutos no total - geralmente consiste no entrevistador contando um pouco mais sobre a vaga. Ela vai falar sobre o horário, o que será esperado de você, as qualificações que estão procurando e todas as outras informações pertinentes.

Tradução: Você é a pessoa certa para este trabalho?

Melhor resposta: Assegure o entrevistador que você é qualificado, mas não excede os critérios mencionados. Fale um pouco sobre suas habilidades e indique o seu interesse na oportunidade, especialmente agora que você aprendeu mais sobre o assunto. Lembre-se: sempre seja muito breve ao falar no telefone. Haverá tempo de sobra para discutir seus talentos e habilidades inumeráveis quando você estiver com a essa pessoa cara a cara, que é o seu objetivo nesta resposta final.

Entrevistador: "Vamos começar a entrevistar os candidatos na próxima semana. Você estaria interessado em vir falar com a gente um pouco mais?"

Tradução: Você passou pela triagem por telefone. Agora é hora do próximo teste.

Melhor resposta: "Absolutamente. Que dia e hora seria melhor para você? "

Lembre-se: na entrevista de emprego presencial, é muito provável que você tenha que responder às mesmas perguntas que lhe foram feitas por telefone. Enquanto você deve ter cuidado ao responder a estas questões uma segunda vez, também deve estar ciente de que terá mais tempo para preparar a melhor resposta possível no tempo entre esta entrevista e uma real - se houver. Assim como em uma entrevista cara-a-cara, lembre-se sempre de manter uma atitude positiva e nunca mencionar nada sobre salário ou compensação financeira.

 

Dicas para entrevista de emprego com psicóloga

 

13/02/2012 - Confira algumas dicas que podem ser a chave para não errar durante uma entrevista de emprego e garantir a vaga pretendida. Entrevistas de emprego são sempre terríveis, o entrevistador sempre parece alguém frio e sem coração, enquanto os candidatos a vagas ficam muito ansiosos e nervosos, com medo de errar ou fazer algo que possa acabar com a chance de conseguir uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

A verdade é que a maioria das pessoas ficam nervosas no momento da entrevistas, principalmente se essa entrevista é avaliada por um psicólogo, um profissional que vai observar os mínimos detalhes do caráter do candidato, sua personalidade e até mesmo o jeito de se comporta, vestir e falar, analisando se o entrevistado está realmente apto a trabalhar em grupo e ocupar a vaga oferecida pela empresa. Confira algumas dicas do que fazer e do que não fazer durante uma entrevista de emprego com uma psicóloga:

- Nunca mantenha o celular ligado durante uma entrevista de emprego. Caso seja muito necessário, deixe o celular ligado apenas no alerta vibratório ou silencioso, pois um celular que toca durante uma entrevista de emprego pode ser visto como uma falta de interesse por parte do candidato a vaga.

- Jamais demonstre desinteresse pela vaga. Quando questionado sobre o cargo, afirme que se emprenhará ao máximo para atingir os objetivos da empresa e que tem grande interesse em crescimento profissional.

- Vista-se de maneira adequada para a entrevista de empregos. Brincos, cabelos rebeldes e muito modernos, fone de ouvido, decotes, saias curtas e roupas apertadas são totalmente dispensáveis e dão um ar de que o candidato não leva a entrevista de emprego a sério.

- Não fale mal do antigo emprego ou chefe. Quando a psicóloga questionar o motivo que o levou a abandonar o emprego anterior, tente contornar a situação, principalmente se os motivos forem justa causa, agressão física ou verbal, ou qualquer tipo de desrespeito. Revelar uma informação deste tipo pode levar a psicóloga acreditar que a situação pode se repetir.

- Procure ser sempre educado, gentil, atencioso e prestativo, mas de maneira alguma fique elogiando demais o local de trabalho ou ‘puxando o saco’ do chefe. Responda somente o que for perguntado pela psicóloga e sem muita ‘enrolação’. Seja objetivo, deixando as suas ideias claras, o que evita a má impressão por parte da entrevistadora.

Seguindo essas dicas, na sua próxima entrevista de emprego, certamente, você garantirá seu lugar no mercado de trabalho.

 

O que não falar na entrevista de emprego

 

2011 - Por Rômulo Martins - Vale tudo para convencer o recrutador a contratar você? Definitivamente não, afirmam especialistas. Segundo eles, foi-se o tempo em que a retórica sedutora e comovente e os cursos em universidades de renome eram garantias de um bom emprego. Hoje a orientação é ser contido, verdadeiro, centrado. Ou seja: nada de marketing enganoso; os entrevistadores querem ser impressionados pelo o que você é e sabe fazer.

Especialistas consultados pelo Empregos.com.br apontaram os principais equívocos presenciados por eles durante os processos seletivos a que conduziram. A dica é prestar bastante atenção para não se deixar levar pelos falsos artífices, pois eles costumam eliminar candidatos.

1. Estou passando por um momento muito difícil…

Não há nada de errado em falar brevemente sobre a sua vida pessoal – caso o recrutador questione. O problema é quando a sua vida passa a ser o tema da entrevista. “Dá a impressão de que o candidato não resolveu o problema e precisa do espaço para falar sobre a vida dele em vez de tratar de suas experiências profissionais”, diz Cíntia Bortotto, consultora de recursos humanos.

2. Meu pior defeito é ser desorganizado

Digamos que você esteja concorrendo a uma vaga em um centro de informação, onde a principal característica requisitada é a organização. Quando questionado sobre o seu defeito você diz que é desorganizado. Segundo Cíntia, é o mesmo que pedir para ser eliminado. “Ao mencionar um defeito, mostre que tem um plano de ação para corrigi-lo.”

3. Essa empresa é muito ruim. As lideranças também.

Jamais critique as empresas por quais passou, nem os antigos chefes. Ao falar mal das empresas ou chefes, o profissional deixa claro que não conseguiu lidar com a situação, afirma Cíntia. “Essas influências devem ser encaradas como oportunidades de desenvolvimento e aprimoramento em termos de como se relacionar em um ambiente hostil.”

4. A gente fomos…

Se você não possui um repertório privilegiado fale de maneira simples, mas correta. Dependendo do cargo a ser disputado, erros de português são imperdoáveis. Segundo a psicóloga Stefania Lins Giannoni, especialista em desenvolvimento de pessoas, o uso excessivo de gírias e palavras no diminutivo também podem prejudicar. “Seja assertivo. Procure fazer suas colocações de forma clara, sincera e transparente.”

5. Tentar falar sobre um assunto que desconhece

Não caia na armadilha de tentar responder a uma pergunta mal compreendida. Caso seja necessário, diga que não compreendeu o recrutador ou repita a questão do seu jeito para esclarecer o possível mal entendido.

Do mesmo modo, jamais fale sobre algo que você desconhece a fim de tentar acertar a resposta e ficar bem na fita com o entrevistador. “É melhor dizer que não tem certeza, não teve experiência ou não ouviu falar durante a formação. Se você tem conhecimento teórico sobre o assunto, diga o que sabe a respeito, mas esclareça que não teve vivência prática”, orienta Cíntia Bortotto.

Leia também - Superalimentos que Ajudam a Emagrecer

6. Supervalorizar-se

Contar vantagens sobre si não é uma maneira inteligente de chamar a atenção do recrutador. “Fale o necessário”, adverte a psicóloga Stefania Giannoni. Ela avisa que achar que está em vantagem em relação aos concorrentes por falar mais que eles a respeito de suas habilidades é um equívoco. Segundo Carla Correia, psicóloga e consultora de recursos humanos, os melhores trunfos devem ser guardados para após a contratação. “Ser humilde não é ser inferior.”

7. Mentir na entrevista

Na tentativa de abocanhar a vaga de emprego acirradamente disputada e ambicionada alguns candidatos chegam ao ponto de inventar competências técnicas ou comportamentais que não possuem. Atitude unanimemente desaprovada pelos consultores de carreira e recursos humanos. Além de minar a oportunidade profissional, o candidato vira figurinha carimbada nos processos de seleção.

8. Errar no tom de voz

Não é só o conteúdo que conta na avaliação do recrutador. Errar no tom de voz também prejudica seu desempenho na entrevista de emprego. De acordo com a psicóloga Stefania Giannoni, um tom de voz alto pode evidenciar falta de educação, arrogância ou imposição. “Por outro lado, um tom muito baixo pode demonstrar retraimento ou dificuldade de se expor diante das situações.”

 

Melhores respostas em entrevistas de emprego

 

27/06/2012 - Respostas conforme a expectativa do selecionador de vaga pode trazer a vaga sonhada. A sinceridade possui valor inestimável nos processos seletivos. Contudo, respostas que sejam verdadeiras e ao mesmo tempo também convençam são passos indispensáveis para brilhar na entrevista de emprego. Olhe sempre nos olhos do entrevistador, somente fale quando necessário e tome cuidado com a própria promoção dos atributos trabalhistas ou experiências passadas. Respostas conforme a expectativa do selecionador pode trazer a efetivação da vaga sonhada.

O que mais te chamou atenção na vaga?

Pergunta que quase sempre está presente nos processos seletivos. Candidatos que querem trabalhar de qualquer maneira enviam milhares de currículos, são chamados para dezenas de entrevistas e no momento da indagação não têm o que responder. Consequentemente acontece o fim das chances profissionais. Somente se candidate em vagas nas quais exista relação direta entre experiência e formação profissional. Não basta estar somente interessado. Mercado de trabalho está cada vez mais concorrido e demandado de profissionais preparados.

Para vagas do ensino médio é sempre interessante dizer que almeja crescer dentro da profissão, ambicionando até mesmo fazer cursos técnicos ou bacharéis para ficar mais preparado visto que esta é a área de interesse. Seja sincero, ou então vai ter que aturar um itinerário que não gosta para o resto da vida.

Qual é o seu endereço?

Existem empresas que contratam apenas os candidatos que residem nas proximidades. Seja sincero, mesmo que more longe. A disponibilidade em mudar para a região representa predisposição que pode ser medida de forma positiva pelos recrutadores.

Jamais diga que mora mais longe do que a realidade somente para ganhar vale transporte adicional. Caso seja descoberto o funcionário pode inclusive ser demitido com justa causa, ficando com a carteira de trabalho suja e não contando com seguro-desemprego.

Antecedentes criminais?

Os que possuem antecedentes devem ser claros na informação. Mais ou cedo ou tarde o DP da empresa vai descobrir, a não ser que se trata de indicação pessoal vinda de trabalhador considerado modelo, o que pode diminuir na burocratização para efetivar a contratação.

A realidade é dura! Dificilmente funcionários com antecedentes que não são indicados conseguem conquistar vagas de emprego para prosseguir na vida de forma legal, como autênticos cidadãos brasileiros.

Conhecimentos gerais?

Quanto maior o nível oferecido pela vaga mais chances existem da pergunta ser realizada pelo selecionador de vaga. Necessário ficar atualizado, assistindo pelo menos o telejornal diário. Diversidade de conhecimento pode simbolizar inclusive critério de desempate na entrevista de emprego. Se atualize e brilhe nos processos seletivos.

Terno preto é o preferido para entrevistas de emprego

traje 1

Junho 2012 - As sugestões para se sair bem numa entrevista de emprego não são poucas: currículo atualizado, ser claro e objetivo nas respostas, procurar saber sobre o tipo de trabalho que vai exercer, conhecer a cultura da empresa. Todavia, muitos candidatos esquecem que a apresentação pessoal também pesa na hora de escolher um novo empregado.

“A roupa não é o principal fator em uma entrevista, porém uma boa apresentação conta pontos. Uma camisa bem passada, um sapato engraxado e outros detalhes ajudam a causar uma boa impressão ao entrevistador. Cuidados como barba bem-feita e unhas aparadas também ajudam no marketing pessoal inicial”, avalia Caio Infante, diretor da área de novos negócios e marketing da Fellipelli, empresa especializada em treinamento e desenvolvimento humano.

Vá para a entrevista vestindo terno ou roupas clássicas

traje 2

Muitos especialistas recomendam o uso de traje formal para uma entrevista de emprego. Será que isso também vale para as empresas informais? Na avaliação de Caio Infante, “em ambientes mais descontraídos, como agências de propaganda e empresas de internet, uma roupa mais casual na hora da entrevista é comum, pois faz parte do dia a dia da empresa. Já em bancos ou escritórios de advocacia, a formalidade do terno e gravata ainda prevalece”.

“O ideal é que o profissional pesquise e identifique o perfil da empresa antes da entrevista. Como nem sempre é possível chegar a este nível de conhecimento antes de ir até a organização, é indicado o uso do terno e gravata por ser mais usual. Mesmo que seja uma empresa menos conservadora e que no dia a dia de trabalho não seja exigido este tipo de traje, entende-se que na entrevista o profissional use roupas mais conservadoras”, explica Daniella Correa, consultora de RH da Catho Online, site de classificados de currículos e vagas de emprego.

Pesquisa revela que recrutadores preferem candidatos com terno preto

Segundo a pesquisa “A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Executivos Brasileiros”, realizada pela Catho Online, 46,1% dos recrutadores preferem os candidatos masculinos com terno preto. O dado mostra uma significativa mudança nos últimos anos. Em 2005, 44% dos entrevistadores preferiam os concorrentes que usavam terno azul-marinho. A mudança ocorreu em 2009, quando o terno preto passou à frente com a preferência de mais 45%.

A cor preta transmite uma imagem de autoridade e poder, qualidades exigidas para executivos. No entanto, o uso excessivo desta cor pode dar a impressão de prepotência. Apesar de não ser uma cor muito favorável ao nosso clima, os homens brasileiros aderiram ao uso por diferentes razões, como ser considerado elegante, por afinar a silhueta e pela sua difusão em filmes de sucesso como “Homens de Preto”. Sem contar que o estilista Hedi Slimane promoveu uma renovação do terno preto durante sua passagem pela Dior Homme, entre 2001 e 2007, com a proposta de um caimento mais próximo do corpo, que virou tendência internacional. Vale lembrar que o traje formal nesta cor, ao contrário do que se possa pensar, deve ser bem cortado e estar na medida certa de quem o veste, porque as imperfeições ficam mais visíveis.

Homens de cabelo curto e sem barba e bigode levam vantagem

Um dado interessante dessa pesquisa é que 93,5% dos responsáveis pelo recrutamento e entrevistas de emprego preferem homens de cabelo curto e 81,9% optam pelos candidatos sem barba e nem bigode. Mesmo que estes números apresentem um pequeno decréscimo nos últimos seis anos, ao que tudo indica, é melhor cortar o cabelo e raspar a barba, mesmo que você a cultive há anos.

 

Dez maneiras de arrasar numa entrevista de emprego

 Leia também - Principais Cuidados com seu Cabelo no Verão

Ao chegar numa empresa nova, onde ninguém te conhece, a primeira impressão é a que fica. Isso revela a importância de você saber tomar alguns cuidados básicos sem perder a sua naturalidade no momento em que é entrevistada.

Se você fosse oferecer uma vaga de emprego para uma mulher que estivesse com o cabelo feio e com a unha quebrada e mal feita, o que pensaria? Mesmo que seja apenas naquele dia, essa mulher poderia passar a imagem de ser desleixada e os outros associariam isso à falta de energia ou vitalidade, por exemplo. E assim pode perder um ponto forte já logo de cara. Mas, para isso não acontecer, vamos dar dicas simples e fazer você conseguir alcançar um novo objetivo com mais segurança e sucesso.

1- Roupa: Em primeiro lugar, você deve se sentir confortável. Uma calça social básica e uma blusa ou camisa básica podem te ajudar a ser neutra. Escolha um sapato bonito e discreto. Você deve chamar atenção pelas suas qualidades e não porque parece uma árvore de Natal.

2- Pontualidade: É imprescindível chegar no horário combinado. Para quem mora em cidades grandes como São Paulo saia de casa com muita antecedência. É melhor pecar pelo excesso nesse caso. Lembre que a pessoa responsável pelo cargo tem outras coisas para fazer além de te esperar o dia todo.

3- Aparência: As unhas devem estar feitas, com um esmalte bonito e que te agrade. Unhas quebradas no meio, com peles para fora e sujas são inaceitáveis. Cabelo sujo, despenteado, metade de uma cor e metade da outra (porque você não teve tempo de pintar) podem causar uma má impressão em quem vai te entrevistar.

4- Assunto: Antes de sair falando muito, escute, tente entender como essa pessoa é e o que ela quer de você. A partir daí, fale sobre o que você tem domínio. Dê exemplos concretos sobre suas realizações profissionais sempre que houver uma oportunidade. Pessoas que tem referências e estão informadas sobre as atualidades nunca ficam sem assunto.

5- Sobre você: Seja sempre objetiva e segura. Não gagueje o tempo inteiro. Tente falar num tom nem baixo e nem muito alto. Articulação é uma qualidade necessária para qualquer profissão nesse mundo.

6- Piadas: Uma descontração é sempre bem-vinda. Mas, tome cuidado com piadas. Hoje nós estamos muito acostumadas a sair falando o que pensamos. O mundo corporativo nem sempre enxerga isso com bons olhos. Ser agradável e engraçada é diferente de ser inconveniente.

7- Postura: Seja você mesma. Cuidado só para não ficar muito corcunda ou jogada numa cadeira. Encontre uma posição que você pareça muito à vontade (mesmo que esteja nervosa).

8- Gíria: Evite ao máximo. As gírias podem comprometê-la. Para isso, pense antes de falar. Não fale nada que você não pensou. Tome o seu tempo.

9- Fazer perguntas sobre a empresa: Converse sobre o que sabe da empresa. Mostre que você estudou e sabe como funciona a companhia. Mas, ainda assim perguntar algumas coisas técnicas mostra interesse da sua parte.

10- Assepsia: Ande sempre com uma bala, um desodorante, um perfume. Até para você se sentir bem consigo mesma. Preocupação com a higiene é bom em qualquer lugar.

 

Fonte: http://www.efetividade.net
http://www.infomoney.com.br
http://creajrpr.wordpress.com
http://blog.grupofoco.com.br
http://www.manutencaoesuprimentos.com.br
http://www.mundodastribos.com
http://www.empregos.com.br/
http://euquerotrabalho.com
http://www.nosmulheres.com.br

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade