Os Inúmeros Benefícios do Probiótico Kefir - Parte 2

kefir de água topo 2Kefir de Água ou Tibico - O kefir pode ser preparado com água e açúcar mascavo ou com leite (vegetal) ou com água de coco. Deve-se levar em conta que o kefir de água ou Tibico não contém a mesma microbiota do Kefir Real feito com leite (animal), nem os mesmos efeitos terapêuticos e probióticos.

Preparo do Kefir de Água com Água e Açúcar Mascavo

-Num recipiente de boca larga de vidro, transparente e incolor, coloque 1 litro de água mineral ou filtrada à temperatura ambiente;

-Adicione 1 colher de sopa de açúcar mascavo e mexa bem;

-Coloque de 2 colheres de sopa dos grãos de kefir;

-Deixe fermentar por 24 a 48 horas (ou durante o tempo necessário para o efeito pretendido);

-Coe com uma peneira fina para não perder os pequenos grãos que se vão formando;

-Não esprema esses grãos;

-Está pronto a beber, findas as 24 a 48 horas. Se preferir, pode conservar na geladeira até 5 dias, e consuma conforme desejar;

-Reutilize os grãos que ficaram na peneira com a nova dose de água e açúcar mascavo puro;

-Não vede o recipiente (os grãos de kefir estão vivos e formam gases na água);

-Coloque um tecido de tule ou pano (ou um tecido perfurado) ou papel toalha preso com elástico na boca do vidro para proteção contra insetos e impurezas.

Observações:

-O açúcar mascavo é úmido e, se não conservado adequadamente, poderá conter fungos que “matarão” o kefir e prejudicarão a saúde. O açúcar mascavo deve ser puro – sem misturas. de preferência orgânico, e dentro do prazo de validade. Não use açúcar mascavo que está no açucareiro há muito tempo. O açúcar deve ser armazenado numa embalagem hermeticamente fechada;

- É normal os grãos boiarem devido ao gás (CO2) que se forma;

- A cor acastanhada dos grãos deve-se à cor do açúcar mascavo;

- Na preparação do kefir, a higiene é fundamental;

- Reserve os utensílios que foram utilizados no preparo do kefir apenas para essa finalidade.

Preparo dos Grãos de Kefir de Água com Água de Coco

Os benefícios naturais da água de coco são ainda mais potencializados com a adição dos probióticos de kefir de água.

-Num recipiente de boca larga de vidro, transparente e incolor, coloque um litro de água de coco (natural) à temperatura ambiente;

-Adicione 2 colheres de sopa de grãos de kefir de água;

-Deixe fermentar por 24 a 48 horas (ou durante o tempo necessário para o efeito pretendido);

-Coe com uma peneira fina para não perder os pequenos grãos que se vão formando;

-Não esprema esses grãos;

-Está pronto a beber, findas as 24 a 48 horas. Se preferir, pode conservar na geladeira até 5 dias, e consuma conforme desejar;

Opcional: adicionar 1 xícara de frutas frescas (misturas de frutos silvestres como amora, framboesa, acerola batidas ou suco de 1 limão espremido ao kefir pronto)
-Reutilize os grãos que ficaram na peneira com a nova dose de água e açúcar mascavo puro;

-Não vede o recipiente (os grãos de kefir estão vivos e formam gases na água);

-Coloque um tecido de tule ou pano (ou um tecido perfurado) ou papel toalha preso com elástico na boca do vidro para proteção contra insetos e impurezas.
Observação: Idealmente grãos de kefir de água devem ser cultivados em água com açúcar, reveze o preparo do kefir água de coco com o de açúcar mascavo (a cada dia prepare um deles). A água com açúcar irá alimentar e manter os grãos de kefir saudáveis.


https://estaoteenvenenando.blogspot.com.br/2015/02/como-fazer-leites-vegetais.html

Preparo dos Grãos de Kefir de Água com Leite Vegetal:

-Num recipiente de boca larga, de vidro transparente e incolor, coloque 1 litro de leite de coco ou de leite vegetal à sua escolha) à temperatura ambiente;

-Nunca encha até o topo, deixe pelo menos 1/3 do frasco com espaço para o ar;

-Adicione ao leite 2 colheres de sopa rasas de grãos de kefir;

-Adicione 1 colher de sopa de açúcar mascavo;

-Não vede o recipiente (o kefir está vivo e formam-se gases no leite);

-Cubra com tecido poroso, ou com um guardanapo ou papel toalha (limpo), prenda-o com um elástico na boca do vidro para proteção contra insetos e impurezas;

-Deixe fermentar entre 12 a 24 horas (conforme o clima da região, e o efeito pretendido) - em lugares muito quentes o kefir fermentará muito mais rapidamente;

-Mexa suavemente com a colher para homogeneizar e ser mais fácil de coar;

-Ao coar, use um coador de malha muito fina (não aperte ou esprema os grãozinhos, quando estão novos são muito pequenos);

-Tome a bebida como refresco nas próximas 24 horas, se ficar fora da geladeira. Pode deixar o preparado na geladeira até 5 dias;

-Reutilize os grãos (o conteúdo que ficou no coador) com uma nova dose de leite vegetal;

-Pode, ainda, bater o líquido (sem os grãos) no liquidificador com as frutas que preferir: morangos, bananas, etc.;

-Não deixe o frasco com os grãos de kefir exposto ao sol. Guarde-o num armário da cozinha e longe de qualquer produto químico;

-NUNCA LAVE OS GRÃOS! Geralmente a água, mesmo filtrada apresenta resíduos de cloro que matam os micro-organismos saudáveis do kefir. Lave apenas o frasco, quando fizer as trocas de leite. E não use sabão ou detergente, apenas água. Para desinfetar o frasco de vidro pode passar água fervente no mesmo, espere o frasco esfriar para recolocar os grãos nele.

Algumas dúvidas:

A Multiplicação dos Grãos do Kefir de Leite é Rápida?

A multiplicação dos grãos do kefir de leite é extremamente lenta, e depende muito de vários fatores, como idade da colônia, a temperatura, o tipo e a qualidade do leite utilizado, a frequência das trocas, etc... Geralmente, em condições ótimas, o crescimento dos grãos duplica - em quantidade - após 30 dias. Nunca jogue fora seus grãos de Kefir! No caso dos grãos não estarem fermentando ou não se multiplicarem, pode tentar mudar a marca ou o tipo de leite, ou apenas alterar o local onde guarda o recipiente. Por exemplo, nos dias mais frios os grãos entram num estado de latência.

Quando é que o kefir “Morreu”?

Quando o kefir apresentar um odor desagradável, semelhante a algo podre, e quando já não ocorrer a fermentação, os grãos estão em processo de putrefação e não devem ser consumidos. Pode tentar recuperá-los fazendo trocas de leite (ou água com açúcar mascavo, no caso do kefir de água), uma vez por dia, durante uma semana. Se continuar o cheiro, então deve jogá-los fora.

Posso Comer os Grãos?

Quanto a comer os grãos, os povos antigos das montanhas do Cáucaso, ingeriam os grãos, além do iogurte e percebeu-se uma longevidade com boa qualidade de vida, ou seja, é muito bom comê-los. Isso recompõe a microbiota intestinal, fortalece o sistema imunológico e se reflete em mais saúde. Pode-se consumir 1 colher de chá de grãos de kefir por dia.

Qual é a Quantidade que Devo Consumir?

Os alimentos fermentados também são alguns dos melhores quelantes e agentes de desintoxicação disponíveis, o que significa que eles podem ajudar a eliminar uma ampla variedade de toxinas do seu corpo, inclusive metais pesados. Isso é parte do motivo pelo qual o Protocolo de Nutrição GAPS da Dra. Caroline McBride é tão eficaz. Ele restaura de modo eficaz seu próprio sistema de desintoxicação, e os alimentos fermentados/em conserva são instrumentos nesse processo de autocura. E também não é preciso consumi-los em grandes quantidades.

Comece com cerca de um quarto a meia xícara (56 a 113 gramas) de kefir, em uma a três refeições por dia. Tenha em mente que uma vez que estes probióticos são agentes de desintoxicação muito eficientes, você pode apresentar sintomas de desintoxicação, ou uma "crise de cura", se introduzir vários deles de uma só vez. Se ocorrerem tais sintomas, Dra. Caroline recomenda começar com porções bem pequenas e aos poucos aumentar para a porção de um quarto a meia xícara. Desse modo, sua flora intestinal tem a chance de se ajustar.

Posso Consumir os Dois Tipos, o de Água e o de Leite?

Você pode usar os dois tipos de Kefir sem problemas, algumas pessoas relatam uma "queimação" ao beber Kefir de água com açúcar mascavo (provavelmente devido ao açúcar adicionado ao kefir pronto para consumo), em jejum. Se você não sente nenhum incômodo, continue intercalando o uso. É bom que não enjoa, né?! E o de leite você pode variar bastante! Neste caso consuma um pouco menos de 200 ml de cada um. O melhor horário do consumo do kefir seria em jejum, mas se não puder consumi-lo nesta hora, tente de estômago vazio antes de dormir.

Percebi que no Kefir de Água em 48 h de Fermentação os Grãos Aumentaram Muito e Alguns Estão Boiando, Isso é Normal?

Quanto mais tempo deixar fermentando, mais eles irão aumentar (quantidade de grãos de kefir), menos açúcar conterão (lactose ou sacarose) e mais ácidos também ficarão. Os grãos do kefir boiam, devido a estarem cheios de CO2 e depois voltam ao fundo do recipiente.

Vou Viajar e Não Posso Levar meus Grãos de Kefir, Como Faço para Conservá-los?

Pode-se mantê-los na geladeira com leite (fefir de leite) ou açúcar mascavo e água (kefir de água), por até 15 dias. E se for ficar fora por mais tempo, pode coar os grãos e congelá-los dentro de um recipiente de vidro com tampa (de plástico) por tempo indeterminado. Para descongelá-los, adicione aos grãos de kefir de leite, o leite e aos de água, o açúcar mascavo e água, nas proporções citadas acima. Após 24 h, observe e/ou experimente o kefir pronto, se não estiver com sabor e consistência similar ao de antes, você pode consumí-lo desde que não esteja estragado e dê continuidade ao preparo do kefir até que sua atividade fermentativa se normalize. Se em 5 dias isto não ocorrer, descarte os grãos e solicite uma nova doação.

Como Fazer Leites Vegetais?

Apesar de gostar do leite de vaca (orgânico cru A2 de vacas alimentadas com pasto), aquilo vendido em supermercados não é mais leite, é um verdadeiro lixo! Ele contém hormônios transgênicos do crescimento, resíduos de antibióticos e outras toxinas aplicadas nas vacas e há constantes denúncias da adição de soda cáustica, formol e água oxigenada. Como se não bastasse, ele é ainda homogeneizado, o que modifica o tamanho de suas moléculas e é pasteurizado em UHT, temperaturas muito altas que eliminam patógenos e quase todos os nutrientes que ele pudesse conter, tornando-o indigesto (aumenta a intolerância à lactose). O leite em pó é pior ainda, pois há mais um processo (o spray-dryer) e a adição de antiumectantes, como silicatos e carbonatos (máximo 10g/kg do produto) e também do emulsificante lecitina de soja, que é utilizado (máximo de 5g/kg do produto) no leite em pó instantâneo. Quanto à vitamina D, artificialmente adicionada à alguns é a D2 ou ergocalciferol, de origem vegetal, uma opção mais barata, é claro, pois as indústrias só nos vendem a xepa! A forma que é melhor assimilada por nosso organismo é a D3 ou colecalciferol (fonte).

É complicado para os intolerantes à lactose ou alérgicos à caseína encontrarem alimentos compatíveis. Nada de manteiga, creme de leite, iogurte, queijos, leite condensado… Pesquisei, então, os leites vegetais, e descobri coisas interessantíssimas. Os industrializados além de serem lotados de aditivos químicos e de óleos parcialmente hidrogenados, são caríssimos e fazer leite vegetal em casa, além de divertido é muito mais econômico.
Vamos lá… Nada de preguiça ou comodismo, você pode ter um leite fresco, gostoso e nutritivo com propriedades maravilhosas e que fazem muito bem à Saúde. Além disso, ao utilizar uma dessas opções em suas receitas habituais vai obter novos sabores.


Leite de Arroz

 

Ingredientes:

2 xícaras de arroz integral orgânico, sem lavar, previamente deixado de molho de 8 a 12 h para remover um antinutriente, o ácido fítico e tendo descartado esta água
10 xícaras de água filtrada ou 2 litros e meio
½ colher das de chá de sal
½ fava de baunilha (compre suas favas aqui) ou 1 canela em pau

Modo de preparar:

Leve tudo ao fogo por exatos 15 minutos, não mais que isso. Bata tudo no liquidificador ainda morno no modo pulsar, por 3 vezes rápidas para que não vire uma papa, queremos apenas quebrar os grãos. Se esperar esfriar ele absorve toda a água e teremos um leite muito grosso. Peneire mexendo o arroz delicadamente apenas para sair o líquido, pronto é só levar à geladeira em um recipiente de vidro. Também neutro.


Leite de Aveia

 

O leite de aveia é muito fácil de preparar, só precisamos de uma peneira e um liquidificador e temos um leite bem gostoso e que não interfere no sabor dos alimentos.

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de aveia em flocos orgânica (sem glúten)
3 xícaras (chá) de água filtrada
Modo de preparar:
Deixe a aveia de molho na água por uns 10 minutos apenas para amolecer. Bata tudo no liquidificador. Coe e leve para a geladeira. Durabilidade 3 dias.

O leite de aveia é rico em fibras, isento de colesterol e lactose, contém vitamina E, ferro, entre outras vitaminas e minerais. Rico em fitoquímicos, produtos químicos das plantas que ajudam a lutar contra doenças como o cancro, doenças cardiovasculares.

Variações e Sugestões:
Abaunilhado: adicione no liquidificador uma colher de café de baunilha e açúcar demerara ou mascavo orgânico a gosto.
Com cacau ou na vitamina: adicione 1 colher de sobremesa de cacau em pó e açúcar demerara ou mascavo orgânico a gosto. Se quiser uma vitamina bata com banana.
Receitas salgadas: com o cozimento o leite de aveia tem o mesmo efeito do amido de milho, engrossa.
Que tal um estrogonofe feito com ele? Purês, sopas cremosas, já pensaram que legal poder aumentar as opções de cardápio?Variações de textura: mais ou menos aveia resultará em leites mais ou menos grossos de acordo com o que você precisa para fazer os pratos mais cremosos.

OBS: Consuma a aveia sem glúten, especialmente se tiver intolerância ou sensibilidade ao glúten.

Leite de Coco

Delicioso e de sabor suave. Pode ser bebido puro ou utilizado em receitas doces e salgadas. Livre de aditivos químicos presentes nos leites de coco industriais e ainda mantém todas as propriedades presentes na água, no fruto e na gordura.
Sua vantagem em relação aos outros leites vegetais é a presença do ácido láurico, existente no leite materno, ajudando a combater infecções e aumentando a imunidade do organismo. Contém calorias, hidratos de carbono, proteínas, gorduras, sais minerais, vitaminas A, B1, B2 ,B5 ,C, fósforo, cálcio, ferro, magnésio, enxofre, silício. Muito bom para adicionar aos outros leites vegetais para saborizar ou aumentar o rendimento.

Ingredientes:
1 coco seco (maduro)
900 ml de água filtrada morna
Modo de preparar:
Fure o coco e retire a água. Reserve. Quebre o coco e passe-o sobre a chama do fogão ou coloque o coco inteiro dentro do forno, assim, sua polpa se desprenderá com facilidade. Retire a polpa com uma faca. Bata por 3 minutos a polpa no liquidificador com a água do coco reservada e mais a água filtrada morna. Coe em um pano de algodão e esprema para retirar todo o leite. Guarde a polpa do coco para utilizar em receitas.

OBS: Se quiser que o leite fique mais concentrado, utilize menos água (600 ml).


Leite de Coco Caseiro


Ingredientes:

Polpa de 1 coco fresco

3 copos de água ou a própria água do coco – caso queira um leite mais docinho

Modo de preparo:

Primeiro: aonde conseguir a polpa de coco fresco?! Bom, aqui em Curitiba no Mercado Municipal no box do coco eles vendem a polpa fresca já ralada – muito prático! Você pode congelar em porções menores e ir batendo seu leite aos poucos.

Caso na sua cidade não tenha essa facilidade, compre o coco, tire a água de dentro. Abra ele e coloque um pouquinho no forno quente para ficar mais fácil de soltar a carne.

Tire do forno e retire a polpa.

Leve a polpa do coco com água ao fogo e quando começar a ferver, desligue. Deixe esfriar um pouco.

Bata no liqüidificador por cerca de 3 minutos, até o coco ficar bem fino. Coe ele com um voal ou peneira fina e esprema bem para retirar todo o líquido. Outra maneira de fazer ele é aquecer a água e bater no liqüidificador com a polpa direto. As duas maneiras dão certo! Este leite, na geladeira, deve ser consumido em até 3 dias. De preferência coloque ele nas prateleiras da geladeira, não na porta – a variação de temperatura é maior nas portas

**Como toda receita de leite vegetal caseiro a consistência depende do seu paladar. Caso goste mais concentrado bata com menos água, caso queira mais suave, bata com mais. O resíduo do leite de coco fica um coco ralado fino fresco, IN-CRÍ-VEL! Armazene na geladeira e salpique em cima de tudo – se você for a louca do coco como eu. Se não, guarde um pouco dele fresco e o resto seque no forno ou frigideira. Aí você terá farinha de coco ou coco ralado seco – ambos ótimos para receitinhas!


Leite de Inhame


ngredientes:

2 inhames
2 a 4 xícaras de água

Modo de preparar:

Cozinhe os inhames orgânicos com casca. Depois de cozidos, descasque e bata com duas ou quatro xícaras de água, de acordo com a textura que preferir. Coe e coloque em uma jarra ou garrafa de vidro. Pode ser adoçado ou saborizado com canela, cacau ou uma fruta de sua preferência.

Assim como o leite de aveia o de inhame é neutro, não interfere no sabor da receita.

O inhame é depurativo, desintoxicante e fortalece o sistema imunológico. Rico em amido e fibras solúveis, ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue e as taxas de colesterol sanguíneo. Auxilia na digestão e na fermentação do bolo alimentar, portanto no funcionamento dos intestinos. Fonte de Betacaroteno, vitaminas C e do complexo B, cálcio, fósforo, potássio e ferro.

Os médicos orientais recomendam a ingestão de inhame para fortificar os gânglios linfáticos. Na Índia, o sistema médico ayurvédico indica para restaurar as defesas orgânicas, principalmente como recurso para combater infecções e tumores.


KEFIR DE ÁGUA: COMO CULTIVAR

kefir de água


Os grãos de Kefir de água são pequenos, translúcidos ou caramelos (dependendo do açúcar que você usa) e tem a aparência de micro cristais. Quando bem cultivados produzem uma rica bebida probiótica e continuam crescendo indefinidamente.

Preparar o Kefir de Água é super simples. Os grãos são cultivados em água adoçada com açúcar ou rapadura (nunca use mel). As bacterias e leveduras presentes nos grãos metabolizam o açúcar, transformando em um conjunto de microorganismos benéficos, repleto em vitamina, aminoácidos e enzimas.

Como toda bebida fermentada, a cultura de kefir de água produz uma quantidade pequena de álcool, que varia de 0.5% a 0.75%, dependendo o tempo de fermentação e a quantidade de açúcar. Quando fermentado suco de frutas, que possuem mais açúcar a quantidade de álcool sobre para 0.9% a 1%.

O QUE PRECISA PARA PRODUZIR KEFIR DE ÁGUA

Primeiro você precisa dos grãos, também conhecido como tibicos. Conforme você cultiva e fermenta a água, os grãos irão crescer e se reproduzir, e você poderá doá-los. O Kefir de Água se reproduz melhor em um ambiente mineral e preferencialmente com açúcar orgânico. Se usar açúcar mascavo, por exemplo, o seu Kefir terá uma coloração caramelo, usando açúcar refinado a coloração será mais límpida. Eu particularmente uso água mineral e açúcar mascavo.

Além dos grãos, água e açúcar você irá precisar de um recipiente de vidro para fermentar os grãos, um pano estilo voal ou gaze, uma peneira e um recipiente para armazenar a sua água já fermentada.

PREPARANDO A ÁGUA DE AÇÚCAR PARA CULTIVAR O KEFIR

Aqueça 250 ml de água filtrada ou mineral.
Adicione ¼ de xícara de açúcar (mascavo de preferência ou rapadura) e dissolva bem.
Complete com mais 750ml de água filtrada ou mineral.
Deixe esfriar até atingir temperatura ambiente.
Obs. Se for preparar uma quantidade menor, utilize cerce de 1 colher (sopa) rasa de açúcar para 250ml de água.

PREPARANDO A ÁGUA DE KEFIR

Prepare a água de açúcar e coloque em um recipiente de vidro.
Adicione os grãos de Kefir – cerca de 3 a 4 colheres (sopa) para cada litro de água.
Cubra com um papel toalha ou um pano estilo voal (gaze ou fralda funcionam bem) e prenda com um elástico e deixe fermentando entre 24 e 72 horas em temperatura ambiente e em local longe de luz. (arrume um lugarzinho no seu armário). * Importante salientar aqui que, quanto maior a temperatura ambiente mais rápido irá fermentar e ainda que quanto mais tempo fermentando menos doce ficará. Faça suas experiências e veja qual o melhor método (tempoXquantidade de grãosXtemperatura) é melhor para o seu paladar. Aqui em casa preferimos o fermentado por 48horas.
Depois de fermentar, coe os grãos de kefir. Armazene o líquido fermentado em um recipiente com tampa.
Retorne os grãos para um recipiente com água de açúcar para reiniciar o processo.
Esse processo é chamado de primeira fermentação, quando a água com açúcar é fermentado em contato com os grãos de kefir.

1. Colocando os grãos de KEFIR na água preparada de açúcar.

kefir de agua3

2. Fechando com um paninho e elástico.

kefir de agua 4

3. Depois de fermentado (48horas).

kefir de agua 5

4. Coando os grãos e separando a água já pronta.

kefir de agua 6

5. Grãos de Kefir, água coada e água com limão.

kefir de agua 7

A tonalidade mais amarelada/caramelo é porque eu uso açúcar mascavo. Depois de fermentada a água ficará mais clara, com um cheiro de fermentado (aparentemente fermento de pão) e com um sabor mais ácido/azedinho.

ARMAZENAMENTO DA ÁGUA DO KEFIR PRONTA

Depois de coada a água de kefir deverá ser armazenada em um recipiente devidamente tampado:

Em temperature ambiente – 3 a 4 dias.
Na geladeira – 2 a 3 semanas.
No freezer – até 3 meses.
O ideal é armazenar na geladeira.

Agora é só consumir a água de kefir pura ou pode-se, ainda, adicionar aromatizadores, como por exemplo suco de frutas, sachê de chá, frutas frescas ou secas para saborizar. O meu preferido é com suco de limão, fica parecendo uma limonada, ou aromatizada com gengibre. Dentro da garrafa com a água de kefir pronta (depois de coado os grãos), eu coloco pedacinhos de gengibre e deixo na geladeira. Com sachê de chá também fica muito bom.

OUTRAS informações:

Não é necessário lavar os grãos entre um cultivo ou outro, mas recomenda-se fazer isso uma vez na semana. Depois de peneirado, lave os grãos com água filtrada e depois reinicie o processo. Para cada litro de água recomenda-se usar cerca de 3 a 4 colheres (sopa) de grãos de kefir. Se usar mais o processo de fermentação será mais acelerado. Você saberá que o kefir está dando certo quando, depois de fermentado, a água estiver mais clara e com um gostinho mais azedinho.

Além da água com açúcar é possível usar suco de frutas e água de coco para fermentar. O ideal é separar grãos específicos para essa finalidade porque os grãos usados para fermentar os sucos irão dar um gosto diferente na água. Se notar que os grãos estão ficando fracos, colocá-los na solução de água com açúcar pelo menos uma vez a cada duas semanas, descartando a água em seguida.

Nunca consumir o kefir que apresentar gosto ou cheiro estranho. É normal um cheiro de fermentado e um sabor um pouco mais ácido, mas nunca cheiro e gosto totalmente desagradável. Conforme o seu Kefir for aumentando, guarde uma porção no congelador de backup e doe o excedente!

Fonte: https://estaoteenvenenando.blogspot.com.br
           http://www.lactosenao.com/
           https://www.temperando.com

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade