Alimentação saudável para a gestante !

gest1Não se deve engordar mais do que 12 quilos durante a gestação. O ganho muito rápido ou excessivo de peso é prejudicial a gestante e seu bebê, pois, entre outras complicações, pode ser fator desencadeante da pressão alta específica da gravidez e/ou da diabetes gestacional, com conseqüências ruins a ambos. A mulher não deve comer por dois, mas, ...

deve ter uma alimentação saudável já que, ganhar pouco peso (menos de 7Kg) também pode ser prejudicial. A grávida deve ter uma dieta fracionada (comer pequenas quantidades, várias vezes ao dia), evitando o jejum prolongado (maior do que 6 horas), prejudicial ao feto e que também pode acarretar mal-estar na mãe devido à hipoglicemia (pouco açúcar no sangue). Também deve evitar comer muito de uma só vez, o que pode acarretar mal-estar e azia, devido à digestão mais lenta nesta fase e refluxo do estômago para o esôfago. 

Leia também - Coração Saudável

Engordar demais não é bom, mas, querer manter o peso ou ganhar muito pouco, deixa a mulher susceptível a complicações e conseqüentemente o bebê poderá ser afetado. Não se descuide! A dieta deve ser balanceada, incluindo vitaminas e sais minerais (frutas e verduras), proteínas (leite, carnes e cereais), fibras (verduras, aveia, milho, trigo, frutas), gorduras e carboidratos (pães, massas, doces etc), estes dois últimos são alimentos energéticos, os quais devem ser

consumidos com moderação. A partir do 2º trimestre da gestação, aumentam as necessidades de ferro, proteínas e cálcio, pois o bebê inicia a fase de crescimento rápido. Coma fígado e outras carnes, feijão, vegetais verde-escuros e frutas, como laranja e limão, que ajudam a prevenir a anemia por falta de ferro. O médico também costuma iniciar uma suplementação de ferro, através de comprimidos nesta fase. Não se esqueça do leite e seus derivados (queijo, iogurte etc.) que são importantes para a formação dos ossos e dentes do bebê.

Siga as orientações do médico que está acompanhando seu pré-natal, pois existem situações em que há necessidade de restringir algum tipo de alimento ou de recomendar a ingestão maior de outro, na decorrência do peso inicial da grávida, presença de alguma doença (como hipertensão, diabetes etc.) e outros fatores, que necessitarão de orientação específica.

Dieta IDEAL da Gestante:

Hipocalórica (pobre em açucar): evite ao máximo bolos, balas, refrigerantes, sorvetes, chocolates e doces em geral. Sempre que tiver vontade de comer um doce, procure antes avaliar as calorias do alimento. Por exemplo: se tiver vontade de comer bolo, procure comer um bolo sem recheio e sem cobertura, reduzindo assim as calorias do pedaço do bolo.

Hipogordurosa (pobre em gorduras): evite carnes gordas: carnes de porco, maminha, costelas, fraldinha, picanha e cupim; em geral, evite as carnes muito macias, carnes escuras e pele de frango e frituras em geral. As frituras e carnes gordurosas são de difícil digestão, sobrecarregando muito o funcionamento do estômago, além de ter muitas calorias. As preparações assadas, cozidas ou grelhadas são as mais indicadas.

Hiperproteica (ricas em proteínas): é a proteína que faz o feto crescer: tubérculos (mandioca, cará e batata), grãos (arroz, feijão, lentilha e ervilha), frutas; carnes magras e brancas (peito de frango, peru e peixe), queijos.

Hipervitamínica (rica em vitaminas): espinafre, feijão, ovos (4 a 5 por semana).

Rica em cálcio - tomar em média 2 a 4 copos de leite por dia ou seus derivados. Comer mais queijos brancos (tipo Minas, ricota ou mussarela), coalhadas naturais etc. A indicação do consumo de cálcio é de 1200mg por dia. Para você ter uma idéia dessa medida, uma porção de 100g de queijo branco contém 685mg de cálcio; já 200ml de leite equivalem a 228mg, e 200ml de iogurte têm 240mg.

Leia também - Brócolis: um aliado contra o câncer

Recomendações

Reduza o consumo de sal: na preparação dos alimentos, em enlatados, salame, azeitona, queijo parmesão. Sal em exagero aumenta a retenção de líquidos no organismo, provocando inchaço e pressão alta.
Aumente a ingestão de fibras: cascas, bagaços, sementes de frutas e verduras cruas, frutas secas, cereais integrais.

Beba bastante líquido ao longo do dia, pelo menos 8 copos, mas não durante as refeições. Dê sempre preferência à água, aos sucos naturais e à água de coco que hidratam e garantem o bom funcionamento do organismo.


Confira abaixo um cardápio saudável para o dia-a-dia

 

 

tabgest

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://www.lincx.com.br/lincx/saude_a_z/saude_mulher/

 

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade