Médico brasileiro cria kit para diagnóstico de câncer de mama

mama2Pesquisadores do Núcleo de Investigação e Qualificação Analítica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em Minas Gerais, desenvolveram um kit descartável para a realização do diagnóstico do câncer de mama. "O médico injeta uma pequena quantidade do contraste iodado para se certificar de que posicionou o aparelho que vai fazer a biópsia no local certo. O problema é que a imagem é muito dispersa e o contraste é rapidamente absorvido pelo organismo, por isso sobra essa margem de 10% de falhas. O que nós fizemos foi desenvolver um produto descartável que proporcionasse uma imagem mais precisa para provocar menos falhas na hora de retirar a lesão", explicou Vitral. 

O pesquisador reforçou que o marcador não substitui a técnica Roll, apenas altera uma etapa do exame. De acordo com ele, o kit que demorou quatro anos para ser desenvolvido é descartável porque é oferecido de forma conjunta para os profissionais (agulha, seringa e volume adequados).

"A pesquisa criou um marcador tecidual que não é absorvido pelo organismo e que permite uma eficácia de cerca de 99% com um nível de segurança alto, pois ele é extraído do organismo algumas horas após a injeção. Também permite mudar o local da lesão, pois o marcador pode ser visto a olho nu."
 
De acordo com Vitral, o produto ainda não está disponível no mercado, pois está na fase três do estudo clínico. As fases de toxidade, segurança, eficácia e viabilidade técnica já foram cumpridas pelos pesquisadores. Os resultados definitivos devem demorar até um ano.

A expectativa é que o produto esteja no mercado em 2009.
 
Fonte:  Folha de São Paulo – Fernanda Bassette

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade