Refrigerantes... Fique longe deles !!!

refri1Comentário "O Arquivo"-Realmente é impressionante como o ser humano é capaz de produzir coisas completamente inúteis e ainda por cima prejudiciais a ele mesmo. Um exemplo típio disso sao os refrigerantes...indústrias produzindo esse lixo químico em larga escala, centenas e centenas de pessoas trabalhando e vivendo disso...e todo mundo acha "normal" !!! Afinal é bom...refresca a sede no calor...etc etc etc. É barato, pois não é um produto natural, e o lucro é muito bom...Mas, para nao ser injusto eles tem sim uma boa utilidade, principalmente os feitos a base de cola, desobstruir encanamentos e tirar ferrugem do metal. E tem pessoas "viciadas" que nao passam um só dia sem pelo menos um litro diário dessa porcaria...

e algumas chegam ao cumulo de começar o dia com um belo copo...EM JEJUM !!!) Quem inventou? .... O refrigerante surgiu em 1676 em Paris, numa empresa que misturou água, sumo de limão e água. Em 1772, acrescentou-se gás no líquido, mas foi comercializado somente em 1830.  Qual a composição? - O refrigerante é um bebida rica em : CORANTES, CONSERVANTES, GRANDES QUANTIDADES DE AÇUCAR, NAS VERSÕES LIGTH, DIET, ZERO CONTEM ADOÇANTES ARTIFICIAIS; CAFEÍNA, UM ACIDULANTE = ÁCIDO FOSFÓRICO.

 

Consumo de Refrigerantes no Brasil nos últimos 30 anos

 

refri2

 

Por que devo evitar refrigerantes?

O consumo freqüente aumenta o risco de : cáries, aumento de peso, flatulência (gases), agravamento de casos de gastrite, diabetes, níveis elevados triglicérides sanguineos, osteoporose.

UM COPO DE REFRIGERANTE

 

refri3

 

CUIDADO

No nosso organismo cada molécula de cálcio está sempre junta com uma molécula de fósforo, são chamados de :

 

refri4

 

Quando tomamos refrigerantes, SEJA QUAL FOR O TIPO, normal, diet, light, zero, ocorre um desequilíbrio. Nos refrigerantes existe muito fósforo, e para o organismo processar o fósforo, precisa de cálcio.

 

refri5

O CONSUMO EXCESSIVO DE REFRIGERANTE AUMENTA O RISCO DE OSTEOPOROSE

 

refri6

 

 

E se for Diet, Ligth ou zero?

O ligth possui menos calorias do que o normal; Diet e Zero são produzidos com adoçantes artificiais; Ligth, Diet e Zero são TODOS prejudiciais a saúde, o consumo deve ser esporádico ....MUITO esporádico!!! De preferência cortá-los completamente da alimentação, pois NÃO TRAZEM NENHUM benefício a saúde....muito pelo contrário!!! Pedem ser PERFEITAMENTE substituídos por: água (mineral de preferência), água de coco e sucos de frutas.

Qual a melhor escolha?

SUCO DE LARANJA: carboidratos, cálcio, fósforo, ferro, vitaminas A B2 B3 e C

REFRIGERANTE: Etabilizante ET XXII, Flavorizante F-1, Conservador P-1, Corante C-II, Umectante U-III, Acidulante H-III, Antioxidante A-1, Gás Carbônico, açúcar

Alguma dúvida...ainda??

REFRIGERANTES – RUIM COM ELES, MELHOR SEM ELES

Muitas dúvidas surgem quanto o assunto é refrigerantes. Cada vez mais presente na mesa do brasileiro, esse tipo de bebida é consumido entre todas as faixas etárias e classes sociais. Esclareça agora todas as suas dúvidas sobre o tão consumido refrigerante

1- Quais os ingredientes dos refrigerantes?

Os refrigerantes possuem como ingredientes, o açúcar ou adoçante no caso dos light, água gaseificada, extrato de noz de cola ou suco de laranja ou de limão ou extrato vegetal de guaraná, cafeína, corante, acidulante, conservantes, aroma natural ou artificial, entre outros.

2- Os refrigerantes causam celulite?

Não. Não há estudos que comprovem a relação entre o aparecimento de celulites e o consumo de refrigerantes. Porém, se sabe que uma dieta desequilibrada, o consumo excessivo de açúcares e gorduras, a ingestão ineficiente de água e fibras, sedentarismo e fator genético estão relacionados com o aparecimento do problema.

3- Os refrigerantes podem ser consumidos diariamente?

Não é recomendado o consumo diário de refrigerantes, pois este tipo de bebida é pobre nutricionalmente, sendo então considerado um produto com calorias vazias. Dessa maneira, devemos sempre dar preferência às bebidas mais nutritivas e saudáveis como a água, os sucos de frutas e vitaminas.

4- Os refrigerantes light podem ser consumidos à vontade?

Não. Os refrigerantes do tipo light possuem adoçantes no lugar do açúcar simples. O excesso do consumo desse tipo de refrigerante aumenta também a ingestão de adoçantes artificiais, o que não é indicado.

5- Refrigerantes podem substituir o consumo de água?

Não. A água é nutriente essencial para o ser humano e deve ser consumida diariamente. A quantidade necessária varia muito de indivíduo para indivíduo, porém recomenda-se que a ingestão seja de cerca de 30 a 40ml/kg/dia.
 
6- Os refrigerantes possuem cafeína?

Sim, os refrigerantes à base de cola, como os chás, café e chocolate possuem cafeína. A cafeína é uma substância estimulante do sistema nervoso central. A cafeína, em doses moderadas, produz ótimo rendimento físico e intelectual, com aumento da capacidade de concentração e diminuição do tempo de reação aos estímulos sensoriais. Por outro lado, doses elevadas podem causar sinais perceptíveis de confusão mental e indução de erros em tarefas intelectuais, ansiedade, nervosismo, tremores musculares, taquicardia e zumbido. O café é a fonte mais rica em cafeína. Define-se consumo excessivo como ingestão acima de 600 mg/dia, por isso preste atenção aos rótulos e quantidades desta substância nos refrigerantes e em outros alimentos e bebidas. A cafeína tem sido associda também a refluxo gastroesfoágico.

7- Os refrigerantes engordam?

O que causa ganho de peso é o desequilíbrio entre o consumo e o gasto de calorias. Consumir mais calorias do que você pode gastar gera ganho de peso. Alimentos e bebidas com alto valor calórico podem colaborar para o ganho de peso. Excesso de refrigerantes contribui com excesso de açúcar que é rapidamente absorvido, relacionado também com risco aumentado de obesidade e diabetes tipo 2.

8- A ingestão de refrigerantes está associada a fraturas ósseas?

Estudos mostram uma associação positiva entre bebidas à base de cola e fraturas ósseas em meninas fisicamente ativas. Em estudo grego, o aumento do consumo de refrigerantes do tipo de cola foi associado positivamente com aumento do risco de fraturas ósseas em crianças de 7-14 anos. É sugerido que esses achados estejam associados com a relação cálcio-fósforo na dieta, tendo efeitos deletérios no osso.

9- O brasileiro está consumindo mais refrigerantes?

De acordo com a Pesquisa de Orçamento Familiar do IBGE realizada entre 2002 e 2003, O consumo de refrigerantes aumentou 400%, de 1974-1975 a 2002-2003, entre a população brasileira. Conforme aumentam os rendimentos, maior o consumo de refrigerantes pela população brasileira. A participação da bebida na dieta é 5 vezes maior na classe de maiores rendimentos do que na classe de menores rendimentos.

10- Um copo de refrigerante possui menos calorias do que um copo de suco de laranja?

Um copo de refrigerante comum possui em média 85 kcal e um copo de suco de laranja natural possui cerca de 90 kcal. Porém, é fundamental perceber que um copo de refrigerante não possui nenhum nutriente, apenas calorias e o suco de laranja possui inúmeras vitaminas e minerais que são fundamentais para o bom funcionamento do organismo, evitando assim doenças relacionadas à má nutrição.

Síndrome Metabólica

Tiago Mesquita - A idéia de tomar uma bebidinha refrescante pode até ser boa, mas a verdade é que uma vida longe de doenças é muito melhor. Por isso, cuidado é a palavra quando o assunto é refrigerante. Beber uma lata de refrigerante todo dia é o pré-requisito para desenvolver a chamada síndrome metabólica, uma disfunção que aumenta em 50% o risco de doenças cardiovasculares.

A síndrome metabólica causa uma série de problemas de saúde, como o aumento da circunferência abdominal, a diminuição dos níveis de bom colesterol (HDL-c) e a elevação da pressão arterial, por exemplo. É muito comum também estar associada a doenças como derrames, infartos e diabetes.

Um estudo que avaliou 6000 indivíduos com risco para a síndrome metabólica, conclui após 4 anos de análise que 53% dos indivíduos que ingeriram uma ou mais latas de refrigerante ao dia desenvolveram a síndrome. E o mais interessante é que, segundo alguns pesquisadores, não importa se o refrigerante é normal, light ou diet.

Outros estudos apontam o risco de sobrepeso e obesidade em consumidores de refrigerante. Muitos nutricionistas apontam os refrigerantes como o maior mal na dieta de jovens e adultos e um dos principais responsáveis pela epidemia da obesidade. Isso porque os refrigerantes não passam de bebidas cheias de açúcar. O que significa que podem contribuir imensa e ativamente no desenvolvimento do diabetes.

O fato é que não faltam estudos falando a respeito do mal que os refrigerantes representam. E o pior: além de fazerem mal, não fazem qualquer bem. São ricos em corantes, conservantes, estabilizantes, flavorizantes e acidulantes. Tudo que uma alimentação saudável não precisa o refrigerante tem.

O açúcar presente nos refrigerantes é absorvido rapidamente pelo organismo, elevando a glicemia, ou seja, os níveis de glicose no sangue. A elevação da glicemia desencadeia a produção de insulina, o hormônio responsável pela entrada de glicose nas células. O processo provoca uma queda nos níveis de glicose sanguínea, levando o corpo a aumentar a concentração de grelina e outros hormônios capazes de induzir a fome. É assim que os refrigerantes causam ainda mais obesidade.

Uma curiosidade impressionante: cada copo de refrigerante tem açúcar equivalente a nove colheres de chá. E um dado alarmante: nos últimos 30 anos o consumo de refrigerantes subiu 400% no Brasil. Definitivamente os refrigerantes não andam rendendo notícias boas.

Fora a obesidade, os diabetes e as doenças cardiovasculares, o consumo freqüente de refrigerantes também causa cáries, gastrite, osteoporose e níveis elevados de triglicérides. Beber refrigerante estimula a produção de gases, intensificando flatulências.

Mas para evitar tanta dor de cabeça, a dica é muito simples. Substitua o refrigerante por água mineral, água de coco e sucos de frutas. Uma vida saudável com certeza vale mais que um copo de açúcar.

Nenhum Benefício a saúde

O consumo de refrigerante não traz nenhum benefício para o corpo. O consumo da bebida engorda e pode até causar problemas gástricos. E ao contrário do que muitas pessoas pensam, o refrigerante não é um dos responsáveis pelo terror das mulheres: a celulite. Segundo especialistas, não há nada comprovado, cientificamente, que a bebida seja responsável pelo surgimento daqueles "furinhos" indesejáveis na pele.

Segundo o endocrinologista Walmir Coutinho e o médico ortomolecular Márcio Tannuri, ambos do Rio de Janeiro, o refrigerante não traz nenhum benefício nutricional, mas o consumo dos dietéticos é melhor, pois não contém açúcares, por isso não engordam e podem ser ingeridos por diabéticos.

"Em termos calóricos o refrigerante diet, às vezes, é melhor que o suco, mas nutricionalmente não acrescenta nada. É apenas uma opção menos calórica: enquanto um copo de suco de laranja tem 350 calorias o refrigerante diet tem zero", explica Tannuri.

O refrigerante pode ser o responsável por problemas gástricos se for consumido exageradamente, segundo o médico Walmir Coutinho. "Como a bebida tem cafeína também pode causar insônia em algumas pessoas e os não dietéticos prejudicam os dentes com o aparecimento de cáries", alerta.

O consumo em excesso do refrigerante comum pode ser um dos responsáveis pela obesidade, principalmente em crianças, por isso, o endocrinologista Walmir Coutinho recomenda o consumo das bebidas dietéticas, sem restrição de idade.

Já Márcio Tannuri, que é medico da equipe de futebol do Flamengo, recomenda que atletas não bebam refrigerantes antes das atividades físicas, pois a bebida pode causar desconforto abdominal.

Refrigerantes: Um Problema para os Dentes

Nas diversas regiões do Brasil, as pessoas usam palavras diferentes para identificar um refresco adocicado e gaseificado — o refrigerante. Porém, não importa o nome que se use, trata-se de algo que pode provocar sérios problemas de saúde bucal.

Os refrigerantes destacam-se como uma das fontes mais importantes de cárie dental presentes na dieta, atingindo pessoas de todas as idades. Ácidos e subprodutos acidíferos do açúcar presente nos refrigerantes desmineralizam o esmalte dental, contribuindo para a formação das cáries. Em casos extremos, o esmalte desmineralizado combinado com escovação inadequada, bruxismo (hábito de ranger os dentes) ou outros fatores pode levar à perda dental.

Bebidas sem açúcar, que respondem por apenas 14 porcento do consumo total de refrigerantes, são menos prejudiciais1. Entretanto, elas são acidíferas e têm potencial para causar problemas.

Está-se Bebendo Cada Vez Mais

O consumo de refrigerantes nos Estados Unidos aumentou drasticamente em todos os grupos demográficos, especialmente entre crianças e adolescentes. O problema é tão grave que autoridades de saúde como a American Academy of Pediatrics começou a alertar sobre os perigos.

Quantas crianças em idade escolar bebem refrigerantes? Estimativas variam de uma em cada duas à quatro em cada cinco consumindo pelo menos um refrigerante por dia. Pelo menos uma em cada cinco crianças consome um mínimo de quatro porções por dia.2

Alguns adolescentes chegam a beber 12 refrigerantes por dia.3

Porções maiores agravam o problema. De 180 ml na década de 80, o tamanho do refrigerante aumentou para 570 ml na década de 90.

Crianças e adolescentes não são as únicas pessoas em risco. O consumo prolongado de refrigerantes tem um efeito cumulativo no esmalte dental. Conforme as pessoas vivem mais, mais pessoas terão probabilidade de apresentar problemas.

O Que Fazer

Crianças, adolescentes e adultos podem se beneficiar com a redução do número de refrigerantes que consomem, e também com as terapias bucais disponíveis. Eis algumas medidas que você pode tomar:

• Substitua o refrigerante por bebidas diferentes: Tenha na geladeira bebidas que contenham menos açúcar e ácido, como água, leite e suco de fruta 100% natural. Ingira essas bebidas e estimule seus filhos a fazer o mesmo.

• Enxágüe a boca com água: Depois de consumir um refrigerante, faça um bochecho com água para remover vestígios da bebida que possam prolongar o tempo que o esmalte fica exposto aos ácidos.

• Use creme dental e solução para bochecho com flúor: O flúor reduz as cáries e fortalece o esmalte dental, portanto escove com um creme dental que contenha flúor, como o Colgate Total® 12. Fazer bochechos com uma solução com flúor também pode ajudar. Seu dentista pode recomendar um enxaguatório bucal que você compra na farmácia ou supermercado ou prescrever um mais concentrado dependendo da gravidade do seu problema. Ele também pode prescrever um creme dental com maior concentração de flúor.
 
• Faça aplicação de flúor com o profissional: Seu dentista pode aplicar flúor na forma de espuma, gel ou solução. Os refrigerantes são implacáveis com seus dentes. Reduzindo a quantidade que você ingere, praticando uma boa higiene bucal e buscando ajuda com seu dentista e higienista, você pode neutralizar seus efeitos e usufruir de uma saúde bucal melhor.

Refrigerantes contém muito açúcar

Uso excessivo de refrigerantes pode gerar diabetes e outras doenças.

O preferido da maioria das pessoas durante as refeições, os refrigerantes são líquidos que não trazem nenhum benefício ao nosso corpo. A bebida auxilia no aumento de peso e, além disso, pode gerar problemas gástricos futuramente.

De acordo com o nutrólogo Maximo Asinelli, o refrigerante literalmente não traz nenhum benefício nutricional ao corpo humano. “O fato é que os refrigerantes têm muito açúcar. Ainda vale como conselho adotar refrigerantes diets, que são menos adocicados”.

O Dr. Asinellis também desaconselha a ingestão diária dos refrigerantes diets, pois também possuem grandes quantidades de açúcar. “Mesmo assim, às vezes ele acaba sendo melhor do que o suco, mesmo não adicionando nada nutricionalmente, mas é uma opção menos calórica aos que tem medo de engordar”.

Outros problemas que podem ser gerados são problemas gástricos, caso exista um consumo exagerado da bebida. “Além disso, alguns desses líquidos têm muita cafeína e pode causar insônia”, esclarece o Dr. Maximo.
De qualquer forma o consumo exagerado de refrigerantes pode ser um dos grandes responsáveis pela obesidade, principalmente a ocasionada em crianças. Todos esses problemas podem ser geradores de outras doenças, e é ai que tudo pode piorar. “Evitar beber refrigerantes em excesso é o começo de uma vida mais saudável”, finaliza o nutrólogo.

Refrigerante e saúde.....uma associação IMPOSSÍVEL

Pense bem na sua alimentação e diga sinceramente se você consegue resistir ao bom e velho refrigerante? É claro que sua resposta pode ser sim, mas nesse caso você pertence à pequena faixa de 5% dos brasileiros que não ingerem o líquido.

A pesquisa, publicada na revista Carta Capital, representa o universo do consumidor brasileiro entre zero e 60 anos. Números novos, mas que não espantam. É só lembrar os últimos cafés da tarde ou almoços de domingos pra saber: feliz ou infelizmente, o alimento já faz parte de nossas vidas.

O consumo tem aumentado a cada ano, e os maiores responsáveis por isso são as crianças e os adolescentes. Cada vez mais, a geração que mistura fast food, internet, televisão e falta de tempo, abdica da alimentação natural para se render aos "industrializados". Nessa brincadeira, o refrigerante já é até considerado por muitos, como a melhor alternativa para matar a sede.

Especialistas afirmam que há até mesmo uma explicação para que o refrigerante seja entendido pelo nosso organismo como algo muito gostoso e bom para ser digerido: algumas substâncias, como os acidulantes e os corantes chegam a gerar uma sensação de maior aceitação e melhor sabor para quem ingere o refrigerante na hora da sede.

Mas toda mudança de hábito gera conseqüência. E com a maior inserção do refrigerante no nosso organismo a história não poderia ser diferente. Além de representarem produtos não naturais, os refrigerantes também possuem altas taxas de açúcar, a vilã da barriguinha, da celulite, das cáries e da diabetes.

As conseqüências da ingestão do refrigerante no organismo de cada um são variadas e dependem de fatores como genética, predisposição e também da periodicidade e quantidade ingerida por cada um. Mas infelizmente, apesar das variações, o resultado maléfico é sempre constante.

Barriguinha e refrigerante

Está constatado: refrigerante consumido em excesso engorda e pode ajudar na formação da famosa barriguinha. Pessoas que consumem o produto mais de duas vezes por semana estão predispostas ao aparecimento de mais células adiposas, que são as responsáveis pela gordura do corpo.

A Fisioterapeuta Dermato Funcional, Milema Medeiros (foto), explica que todos alardes que dizem respeito ao refrigerante e ao fato da pessoa engordar estão relacionadas às altas taxas de açúcar que eles contém. Para se ter idéia, um suco de laranja, ingerido na mesma quantidade que o refrigerante, possui praticamente a metade das calorias dele.
 
As altas taxas de açúcar do refrigerante, aumentam a insulina do organismo, que por sua vez acelera o processo de lipogênese. Esse processo é o responsável pela formação da gordura no corpo, logo, quanto mais refrigerante você consumir, maiores são as suas chances de engordar.

Outra questão. A formação da gordura no organismo tende sempre a aumentar, até um "ponto limite", nunca regredindo. Ou seja, quando você engorda, você adquire novas células, ou "incha" as que já possui. Mas quando emagrece, só "murcha" as células, não as perde. É um processo injusto, diga-se de passagem, para quem acaba perdendo as contas e saindo do peso, mas é importante que se tenha isso em mente antes de sair devorando latas e latas de algum refrigerante por aí. Se você engordar pelo açúcar que está presente neles, mais difícil vai ser de voltar ao seu peso depois.

E cuidado: não confunda refrigerantes lights e diets, imaginando que com eles você se livra do açúcar e não engorda. A dica de Milema é que preferência seja dada aos lights, se a preocupação é com o peso. (leia a matéria)

O por quê? É que refrigerantes diets foram feitos para pessoas que não podem ingerir algum tipo de substância no organismo, logo, não possuem açúçar mas possuem gordura. Já os lights vêm com uma redução de 25% no açúcar e são isentos de gordura, coisa que geralmente não é muito difundida. Dica da dermato funcional: prefira os 25% dos lights e fuja da gordura, pra garantir maiores resultados na perda de peso.
 
O Caso da Celulite

Tem gente que não consegue nem ouvir falar do que é considerado por muitos como "o desafio da mulher contemporânea". Se você se encaixa nesse perfil, passe longe das latinhas e embalagens de dois litros da tão discutida bebida: refrigerante causa celulite sim e é um dos maiores responsáveis pelo aparecimento dos tão temidos "furinhos".

O que acontece é que, através das grandes taxas de açúcar presente na composição do refrigerante, fica inevitável impedir a compressão dos vasos sanguíneos pelas células adiposas que aumentam de tamanho ou aparecem com com a ingestão excessiva dos refrigerantes.

Essa compressão, gera uma projeção na pele que é o que geralmente chamamos de celulite, que, importante deixar claro, também sofre alterações relacionadas a fatores como circulação, genética e tipo físico.
Particularidades das colas

Refrigerantes à base de cola podem ser ainda mais complexos. Todos eles são carregados do mineral fósforo, que, se consumido em excesso, diminui a absorção do cálcio pelo organismo. A deficiência do cálcio pode trazer diversos problemas, sendo que o problema mais comum é a osteoporose.

Refrigerantes que possuem cola em sua composição também aumentam a produção do ácido estomacal já comumente produzido pelo órgão. Com o aumento dessa secreção, fígado e rim ficam sobrecarregados, trabalham mais do que deveriam e provocam mudanças no metabolismo de quem exagera na cola.


Fonte: Petrobras – Nutricionistas Compartilhados / RNNE / SMS / SSO
          
http://cyberdiet.terra.com.br/cyberdiet
          http://www.vivaviver.com.br
          saude.terra.com.br
          
http://www.colgate.com.br/app/Colgate/BR/
          http://www.revistavigor.com.br/2009/
          Blog Saúde da Nova Era

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade