Curiosidades

Espanhóis produzem primeiro vinho azul do mundo

vinaz121/07/2015 - Sem tradição viticultora, seis jovens espanhóis inovam o mundo da enologia ao produzir o Gik, primeiro vinho de coloração azulada do mercado, feito com uvas brancas e tintas. O vinho demorou dois anos para ser desenvolvido, e os jovens tiveram ajuda de pesquisadores da Universidade do País Basco e do departamento de pesquisa alimentar do governo basco no desenvolvimento do rótulo. O vinho base é criado a partir de uvas vermelhas e brancas e, logo em seguida, há a adição de antocianinas e pigmentos índigos (que dão a cor azul à bebida). Por fim, acrescentam-se adoçantes para suavizar o sabor do vinho. Seus fabricantes recomendam que o vinho seja servido frio, devido à sua doçura.

Leia mais...

Ovelha preservada em uma turfeira

turf12014 - A turfeiras são regiões de vegetação que podem resultar em um ambiente muito peculiar. Em alguns casos essas turfeiras tem uma baixa concentração de oxigênio e uma elevada quantidade de ácidos tânicos, facilitando muito a conservação de corpos. Turfeira é um tipo de solo, feito de turfa. Fósseis são relativamente comuns em turfeiras.É formada pela deposição e decomposição de filídeos de esfagnos. São materiais orgânicos depositados sob o solo formando os organossolos. Estes solos apresentam alta concentração de carbono nos 40 cm superficiais quando não estão em contato lítico. São comumente encontrados em áreas sedimentares de varzeas, o qual dificulta a decomposição do material orgânico em função da saturação por água.

Leia mais...

Casal se reencontra em asilo 65 anos após rompimento de noivado no RS

casal40a21/10/2014 - Ao descobrirem que estavam no mesmo local, os dois reviveram o amor. Na década de 1940, eles chegaram a noivar, mas acabaram separados. Maria Edy Moraes, de 84 anos, e Selviro Schaab, de 88, são protagonistas de uma história de amor inusitada. Na década de 1940, eles noivaram e marcaram a data do casamento. O homem, porém, decidiu terminar o relacionamento, porque os dois moravam em cidades diferentes. Nunca mais se viram, até que se reencontraram em um asilo de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos do Rio Grande do Sul, como mostra a reportagem do Jornal do Almoço (veja o vídeo).

Leia mais...

Fukushima e o ataque dos javalis radioativos

javradia113/04/2016, por Helô D'Angelo - Fukushima tem lutado para se reerguer depois da explosão da usina nuclear, há 5 anos. Na semana passada, por exemplo, o governo anunciou a construção de uma muralha de gelo para conter a água contaminada que ainda está vazando da usina. Outra questão é a radiação, que tomou conta da cidade e tem causado danos genéticos em insetos, pássaros e macacos - algumas borboletas, por exemplo, não conseguem mais sair do casulo e bater as asas direito. Agora, um novo problema tem atormentado as autoridades locais: uma população cada vez maior de javalis radioativos tem tomado conta dos arredores de Fukushima e invadido plantações, causando quase 1 milhão de dólares em prejuízos para os fazendeiros locais. E o pior: as autoridades não têm ideia de como contê-los.

Leia mais...

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Publicidade