Bigelow Aerospace revela planos para lançar dois “hotéis espaciais” em 2021

hoespa topo24/02/2018 - Desde a sua fundação, em 1999, a Bigelow Aerospace vem se dedicando a construir módulos espaciais infláveis com o objetivo de construir habitats no espaço. Liderada por Robert T. Bigelow, a empresa tem a missão de desenvolver plataformas espaciais comerciais seguras e de baixo custo na órbita terrestre baixa.

Com a ambição de revolucionar o turismo espacial no futuro, a Bigelow Aerospace fundou, nesta semana, a Bigelow Space Operations (BSO). A empresa spinoff será exclusivamente responsável pela comercialização dos habitats infláveis, que poderão ser utilizados ??como “hotéis espaciais” no futuro.

Leia também - Se você deixa o celular no banheiro na hora do banho precisa PARAR com isso

Os planos da Bigelow Aerospace

Segundo o comunicado oficial, o primeiro objetivo da BSO será quantificar o mercado do turismo espacial, detalhando as oportunidades disponíveis em níveis global, nacional e corporativo. A Bigelow Aerospace estima que serão investidos milhões de dólares para concretizar o objetivo. E isso apenas em 2018.

Nós vamos gastar milhões de dólares para tentar chegar a essa resposta. – Robert T. Bigelow

Os planos ambiciosos da Bigelow Aerospace incluem o lançamento de dois módulos infláveis em 2021. Segundo a empresa norte-americana, os habitats B330-1 e B330-2 serão “as maiores e mais complexas estruturas já conhecidas como estações para uso humano no espaço”.

Ambos os módulos possuem quase um terço do volume da Estação Espacial Internacional e são projetados para a órbita terrestre baixa (entre 350 e os 1400 km acima da superfície da Terra). Com 330 metros cúbicos, cada uma das estações infláveis é capaz de acomodar até seis turistas espaciais. A Bigelow Space Operations tem a missão de comercializar e operar essas e outras estações espaciais, incluindo as futuras gerações desenvolvidas pela Bigelow Aerospace que serão tão capazes, tão diversas e tão grandes que poderão acomodar usos ilimitados em praticamente qualquer lugar. – Bigelow Aerospace

Turismo espacial

hoespa1

Embora o turismo espacial não seja necessariamente uma ideia nova, uma série de empresas aerospaciais privadas estão se dedicando a enviar pessoas ao cosmos. No futuro, ao que tudo indica, o espaço não será apenas dos astronautas, mas de todos aqueles com condições financeiras para conhecê-lo. Nos Estados Unidos, a empresa SpaceX recentemente revelou planos para enviar duas pessoas à órbita lunar. Já a Virgin Galactic pretende viabilizar voos espaciais regulares. A Blue Origin, por sua vez, enviou um manequim ao espaço e lançou um vídeo demonstrativo de suas viagens espaciais futuras.

Leia também - Homem desenvolve botas biônicas e almeja correr a 70 km/h

A Bigelow almeja dominar o mercado do turismo espacial reduzindo os custos envolvidos. Enquanto as demais empresas estão concentradas em construir espaçonaves para levar turistas à órbita terrestre baixa, a companhia americana está focada em criar uma estrutura mais barata e acessível à maior parte da população. Em 2016, a empresa colocou em órbita o Bigelow Expandable Activity Module (BEAM). O módulo foi anexado à Estação Espacial Internacional e demonstrou que a tecnologia de habitat expansível da Bigelow não apenas funciona, como também é capaz de persistir no vácuo do espaço. Será a Bigelow Aerospace capaz de revolucionar o futuro do turismo espacial?


Fonte: https://futuroexponencial.com

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Precisando de um notebook novo?
LNVACE10

Curta nossa página

Mundo

Publicidade