Robôs Realistas estão cada vez mais perto com esse novo músculo sintético

musro topo20/07/2017 - Em resumo: Para os robôs, ainda é difícil realizar ações delicadas, como pegar um objeto macio sem causar danos. Uma nova forma de músculo sintético poderia oferecer algumas melhorias importantes. Um grupo de pesquisadores da Universidade de ...

Engenharia e Ciências Aplicadas de Columbia desenvolveu um novo tipo de músculo sintético suave que pode ser fabricado usando uma impressora 3D. O material é capaz de levantar até 1.000 vezes seu próprio peso e possui quinze vezes a densidade de deformação (expansão por grama) de um músculo natural. O material não requer um compressor ou equipamento externo para regular a pressão, que são facetas comuns de soluções existentes que dependem da inflação pneumática ou hidráulica.

Leia também - Os Trem-Bala e as tecnologias para o transporte de masas

Esses componentes ocupam muito espaço, o que dificulta a sua utilização para criar máquinas pequenas e capazes de operar de forma independente. O músculo sintético consiste em uma matriz de borracha de silicone, que é salpicada com microbolhas de etanol. Ele é ativado eletricamente usando uma carga de baixa potência administrada através de um fio resistivo fino.

musro1

“Nós estamos dando grandes passos na direção das mentes de robôs, mas os corpos de robôs ainda são primitivos”, disse Hod Lipson, professor de engenharia mecânica que liderou o grupo de pesquisa, em um comunicado de imprensa. “Este é um grande pedaço do quebra-cabeça e, como a biologia, o novo atuador pode ser moldado e remodelado de mil maneiras. Nós superamos uma das barreiras finais para fazer robôs realistas”.

ROBÔS REALISTAS COM O TOQUE SUAVE

Este novo músculo sintético pode ser um grande benefício para o campo da robótica de materiais macios. Nos últimos anos, tem havido grandes avanços na criação de robôs que podem se mover e realizar ações, uma variedade cada vez maior de ações. No entanto, ainda há muitos movimentos que ainda são muito difíceis para robôs rígidos executarem.

As ações relacionadas ao agarramento e manipulação exigem um certo nível de finesse e destreza que as tecnologias atuais lutam para atingir. Este novo material pode ajudar a criar um robô que pode agarrar um objeto macio sem causar danos, por exemplo. As máquinas construídas usando esta tecnologia podem fornecer assistência aos trabalhadores humanos em situações onde movimentos delicados são necessários, como em um contexto médico. Podemos até mesmo ver o material integrado em próteses de próxima geração para fornecer melhorias ao controle que os usuários têm sobre seus dígitos.

Leia também - A Teoria dos Campos Mórficos do Biólogo Rupert Sheldrake

O próximo passo para esses pesquisadores é substituir o fio resistivo atualmente usado com materiais condutores, o que deve melhorar o tempo de resposta e a longevidade do músculo. Olhando para o futuro, eles planejam usar inteligência artificial para controlar o movimento com o material, um avanço que poderia trazer mais movimentos humanoides para os robôs do futuro.

Fonte: Futurism

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Precisando de um notebook novo?
LNVACE10

Curta nossa página

Mundo

Publicidade