O menor Bimotor do mundo

crimodel12014 - "Cri-cri" é um simpático avião que se passa mesmo por uma aeronave em escala, embora seja de verdade. Conhecido por ser o menor bimotor do mundo, com uma envergadura de 4,90m e somente 72g de peso vazio, ele ainda tem uma velocidade de cruzeiro de 190 km/h e é capaz de executar todas as manobras acrobáticas que possuem força G positiva. A idéia de contemplar algo tão simples e leve partiu do engenheiro aeronáutico francês Michael Colomban, um fã de aeronaves de pequeno porte, que desejava construir uma aeronave homebuild pequena e econômica, com desempenho acrobático.

Sua idéia inicial, nos anos 1950, era projetar um avião monoposto muito simples e leve (até 180kg), capaz de levar um piloto de 78 kg de peso e 10 kg de combustível, sendo equipado com um motor de 20 HP. Seus cálculos provaram que uma área de asa de quatro metros quadrados era viável. Porém, somente no início dos anos 1970 Colomban chegou a um design definitivo. Os avançaos tecnológicos da época permitiram vários melhoramentos em relação ao modelo imaginado. A nova aeronava incorporou aerofólios de perfil laminar avançados, de baixo arrasto, uso extensivo de composites e chapas de metal muito finas, o que permitiu uma drástica redução de peso.

O menor peso permitiu a área alar para apenas 3,1 metros quadrados. Assim, Colomban repensou o grupo monopropulsor e resolveu utilizar dois motores de motossera Stihl, de 8 HP cada, ao invés de usar um único motor de 20 HP.

crimodel2

A construção do primeiro protótipo consumiu 1500 horas de trabalho, entre 1971 e 1973, sendo que o avião apresentou o projeto final com peso vazio de apenas 63 kg, 4,9 metros de envergadura e 3,9 metros de comprimento. Designado MC-10, voou pela primeira vez em 19/07/1973, no aerodromo de Guyancourt, pilotado por Robert Bush. Por sua graciocidade, Colomban decidiu batizar a sua nova aeronava de "Cri-cri", diminutivo de "cricket", apelido da sua filha.

crimodel3

Embora atraente pelo pequeno tamanho e baixo custo, o que mais chama a atenção no modelo é o seu espetacular desempenho acrobático. A velocidade máxima em voo nivelado era de 125 MPH,e o avião pode rolar, graças a sua pequena envergadura, a 360 graus por segundo. Também pode executar qualquer outro tipode manobra. Com motores de 15 HP, é capaz de subir 1200 pés por minuto.

crimodel4

Como se trata de um homebuilder, se tornou bastante popular entre aviadores, recebendo várias modificações, no seu projeto original, primieramente no que diz respeito a motorização. Estima-se que só na França foram construídos pelo menos 100 exemplares. Cerca de outros 30 estão nos EuA ehá mais de 20 espalhados pelo mundo, especialmente na Austrália, Canadá e Alemanha.

crimodel5

Porém, nem tudo era perfeito no Cri-cri, Sua relativamente alta velocidade de estol (42 MPH em power-of) e a alta sensibilidade de comandos tornam a aeronave inadequada para pilotos principiantes. Além disso, a autonomia era muito baixa, pela baixa capacidade do tanque, de somente seis galões americanos (que fica localizado logo abaixo das pernas do piloto).

No entanto, o seu mais recente modelo é um amigo da natureza. Desenvolvido em conjunto pela EADS Innovation Works, Aero Composites Saintonge e Green Cri-cri Association, o novo projeto trouxe uma aeronave movida por quatro motores elétricos brushless, que acionam duas hélices contra-rotativas cada par.

crimodel6

A EADS - European Aeronautic Defense and Space Companhy é um dos maiores conglomerados do ramo aeroespacial do mundo, e tem como subsidiárias as empresas Airbus e Eurocopter. A empresa está desenvolvendo vários projetos de propulsão, alternativa, como biocombustível baseado em algas e um helicóptero de propulsão híbrida, além do Cri-cri totalmente elétrico.

No Brasil, existiu pelo menos um exemplar de Cri-cri voando, o PP-ZCE. Devem existir mais exemmplares, completos ou imcompletos. Pela legislação brasileira (RBHA 103A) essa aeronave não pode ser registrada com ultraleve, pois tem dois motores e duas hélices, e isso limita um pouco o interesse pelo avião. Segundo algumas fontes de informação, não totalmente confirmadas, o PP-ZCE usou dois motores de mtoto Yamaha DT-180. Sua matrícula ja foi cancelada no RAB - Registro Aeronáutico Brasileiro.

crimodel7

Colamban ainda fornece, limitadamente, plantas para construção do Cri-cri, mas tem se dedicado a modelos mais recentes, como o MC-100 Bandi e o MRC-01, em conjunto com Christopher Robin. Mas sua obra mais notável, provavelmente, sempre será o fantástico "menor bimotor do mundo", o Cri-cri.


Fonte: http://blog.hangar33.com.br/

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Precisando de um notebook novo?
LNVACE10

Curta nossa página

Mundo

Publicidade