Afinal, o que é o Twitter?

tuitterTwitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite aos usuários que enviem e leiam atualizações pessoais de outros contatos (em textos de até 140 caracteres, conhecidos como "tweets"), através da própria Web ou por SMS. As atualizações são exibidas no perfil do usuário em tempo real e também enviadas a outros usuários que tenham assinado para recebê-las. Usuários podem receber atualizações de um perfil através do site oficial, RSS, SMS ou programa especializado. O serviço é grátis na internet, mas usando SMS pode ocorrer cobrança da operadora telefônica.Desde sua criação em 2006 por Jack Dorsey, o Twitter ganhou extensa notabilidade e popularidade por todo mundo. Algumas vezes é descrito como o "SMS da Internet". A estimativa do número de usuários varia, pois a empresa não informa o número de contas ativas. Em novembro de 2008, Jeremiah Owyang estimou que o Twitter tenha de ...

4 a 5 milhões de usuários. Em maio de 2009, um estudo analisou mais de 11 milhões e meio de contas de usuários.

Em Fevereiro de 2009 o blog Compete.com elegeu o Twitter em terceiro lugar como rede social mais usada (Facebook em primeiro lugar, seguido do MySpace).

Devido ao sucesso do Twitter, um grande número de sites parecidos foram lançados ao redor do mundo. Alguns oferecem o serviço para um país específico, outros unem outras funções, como compartilhamento de arquivos que era oferecido pelo Pownce.

Um estudo da Universidade de Harvard concluiu que apenas 10% dos usuários produzem 90% do conteúdo.

Usos e manifestações sociais

Em 12 de fevereiro de 2009, aconteceu o Twestival, um encontro de usuários do Twitter em 170 cidades ao redor do mundo.[7] Em março de 2009, o Twitter foi uma das principais ferramentas de divulgação do Pillow Fight Day - uma guerra pública de travesseiros acontecida em várias cidades do mundo. São Paulo, Brasília, Santos, Fortaleza, Araraquara, Belém, Belo Horizonte, Bragança Paulista, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Guarulhos, Manaus, Natal, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Ribeirão Preto, Salvador, Santa Maria, São João Del Rei, São Luís, Sorocaba, Uberlândia e Vitória foram algumas cidades brasileiras em que houve a manifestação. Adquiriu destaque na mídia o uso do Twitter durante as manifestações ocorridas na Moldávia no início de 2009, em que os jovens organizaram-se por meio dessa ferramenta da web 2.0.

 A ferramenta também esteve presente no debate político e na movimentação da oposição durante as eleições presidenciais no Irã em 2009. Em junho de 2009, o Twitter também fez parte do cenário político brasileiro. Foi o porta voz de cidadãos que pediam o afastamento do atual Presidente do Senado, José Sarney. Como protesto, os usuários adotaram o #forasarney, como meio de mobilizar a comunidade e de explicitar a insatisfação diante da revelação de supostos atos administrativos secretos que serviram para uma série de contratações, inclusive de parentes do próprio Sarney, conforme reportagens publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo. Outro uso da ferramenta, é a publicação de microcontos, o que deu origem inclusive a um subgênero literário, a Twitteratura.

Publicidade

O Twitter também tem sido constantemente utilizado por grandes empresas para a divulgação de suas marcas, através de constantes atualizações, sempre ligando o "consumidor" a uma página onde possa encontrar mais informações sobre o serviço ou produto oferecido. Além disso, o Twitter tem se mostrado um ótimo instrumento para o fortalecimento das marcas no ambiente virtual, pois agrega seguidores que recebem as atualizações enviadas pelas empresas, porém ainda é uma ferramenta que deve ser melhor explorada para esse fim. (2006.0217174-4)

No artigo publicado em 14 de abril de 2009, no The New York Times, a jornalista Claire Cain Miller afirmou que a utilidade mais produtiva do Twitter tem sido para aquelas empresas que desejam ouvir os clientes e oferecer reações imediatas às opiniões deles. A Dell, por exemplo, percebeu que os clientes estavam reclamando de que o apóstrofo e as teclas de retorno estavam próximas demais no laptop Dell Mini 9. O problema foi reparado. Na Starbucks, os clientes costumavam reclamar deixando notas em uma caixa de sugestões. Agora, eles podem também enviar a reclamações ou sugestões via Twitter.

No Brasil, o destaque da mídia para ações publicitárias no Twitter tem sido para a venda de um apartamento realizada pela construtora Tecnisa. O perfil da empresa no Twitter foi criado em 20 de fevereiro de 2008, mas, somente em 13 de julho de 2008, começou a ser utilizado para uma divulgação. Tratava-se do lançamento do Acquaplay, em Santos.

Em 23 de fevereiro de 2009, Romeo Bussarello, diretor de Marketing da empresa chegou a afirmar: "usamos para comunicar lançamentos e novidades (...) Tenho consciênciade que não vou vender um apartamento via Twitter." Porém, cerca de 4 meses depois, a construtora concluiu a primeira venda por meio do Twitter. A promoção realizada na rede social oferecia R$2.000,00 em vale-compras, além de armários e cozinhas planejados, somente para as compras geradas por meio desta forma de contato. A oferta levou o consumidor a efetivar a compra de uma unidade de três suítes no empreendimento Verana, localizado no Alto da Lapa, em São Paulo, ao custo de R$ 500 mil.“Provavelmente este é o produto mais caro vendido pelo Twitter no mundo. E, com certeza, é a primeira venda concretizada por uma empresa do segmento da construção civil, utilizando redes sociais. Esta conquista inédita fortalece nossa estratégia de divulgação on-line dos imóveis. Afinal, conseguimos um excelente resultado com um baixo investimento”, afirmou Busarello.

Perfil do usuário brasileiro

De acordo com uma pesquisa realizada pela agência Bullet, a maioria (61%) dos usuários do Twitter no Brasil é composta por homens na faixa de 21 a 30 anos, solteiros, localizados nos estados São Paulo e Rio de Janeiro. Na maior parte, são pessoas com ensino superior completo e renda mensal compreendida entre R$ 1001 e R$ 5000.

Ainda segundo a pesquisa, esse público gasta cerca de 50h semanais conectados à internet. Cerca de 60% dele é considerado formadores de opinião: possuem um blog; conhecem a ferramenta através de amigos ou posts em outros blogs.

Sobre o uso da ferramenta por empresas, a pesquisa informa um cenário muito favorável. A maioria (51%) dos usuários consultados disseram achar interessantes os perfis corporativos, desde que sejam utilizados com relevância. Aproximadamente 50% dos usuários nunca participaram de ações promocionais. Ainda assim, consideram uma experiência interessante. Cerca de 30% já participaram de alguma ação publicitária e 70% seguem ou já seguiram algum perfil corporativo. Na pesquisa, foram consultados 3268 brasileiros por meio do site da Bullet e o Migre Me, no período de 27 a 29 de abril de 2009.

O Twitter vê e mostra tudo

Março 2009 - Um serviço global de mensagens rápidas desafia os hábitos de comunicação e reinventa o conceito de privacidade.

Vivemos a era da exposição e do compartilhamento. Público e privado começam a se confundir. A ideia de privacidade vai mudar ou desaparecer.

O trecho acima tem 140 caracteres exatos. É uma mensagem curta que tenta encapsular uma ideia complexa. Não é fácil esse tipo de síntese, mas dezenas de milhões de pessoas o praticam diariamente. No mundo todo são disparados 2,4 trilhões de SMS por mês, e neles cabem 140 toques ou pouco mais. Também é comum enviar e-mails, deixar recados no Orkut, falar com as pessoas pelo MSN, tagarelar no celular, receber chamados em qualquer parte, a qualquer hora. Estamos conectados.

Superconectados, na verdade, de várias formas. Há 1,57 bilhão de pessoas que usam a internet e 3,3 bilhões com celulares – e as duas redes estão se fundindo. Há uma nova sintaxe em construção, a das mensagens. Práticas da internet migraram para o mundo do celular e coisas do mundo do celular invadiram a rede de computadores. A difusão de informação digital iniciada pela web em 1995 está se aprofundando e traz com ela mudanças radicais de costumes. As pessoas não param de falar e não querem parar de receber. Elas querem se exibir e querem ver. Tudo.

A grande novidade do Twitter é o ritmo. Por algum motivo inexplicável, as pessoas não param de trocar mensagens

O mais recente exemplo da demanda total por conexão e de uma nova sintaxe social é o Twitter, o novo serviço de troca de mensagens pela internet. Criado em 2006, decolou no ano passado e já tem 6 milhões de usuários no mundo. O Twitter pode ser entendido como uma mistura de blog e celular. As mensagens são de 140 toques, como os torpedos dos celulares, mas circulam pela internet como os textos de blogs. Em vez de seguir para apenas uma pessoa, como no celular ou no MSN, a mensagem do Twitter vai para todos os “seguidores” – gente que acompanha o emissor. Podem ser 30, 300 ou 409 mil seguidores, como tem Barack Obama. Essa estrutura de troca de mensagens é nova, mas não é o principal.

A grande novidade do Twitter é o ritmo. Por algum motivo inexplicável, as pessoas não param de trocar mensagens. O site do Twitter tem uma pergunta básica – “O que você está fazendo?” – e todo mundo responde, várias vezes ao dia: contam que estão almoçando, dizem que o ônibus quebrou, avisam ter visto uma celebridade. Como é possível postar do celular, os twitteiros não descansam na narração do trivial. É um fluxo contínuo de minudências que os americanos chamam de “intimidade ambiental”. A comunicação é rápida e contínua, uma pequena e organizada gritaria digital. Visto de fora parece histérico, mas para os envolvidos soa natural. E é um sucesso.

O Twitter cresce de forma explosiva. Segundo dados da consultoria americana Compete, especializada em estatísticas para a internet, o número de usuários saltou de 600 mil para 6 milhões em um ano. É a rede social que mais cresce nos Estados Unidos, por várias razões. Durante as eleições americanas, tanto Obama quanto John McCain mantiveram seus perfis no Twitter sempre atualizados. Obama ainda é a pessoa mais seguida. Só perde para a rede de notícias CNN. No fim de novembro, durante os ataques terroristas em Mumbai, na Índia, o Twitter se destacou na mídia. Vários twitteiros transmitiram informações e fotos da cidade, mostrando os danos do ataque que matou 173 pessoas e feriu mais de 300. Essa facilidade de informar com rapidez é um dos atrativos do serviço. Já são vários os casos de notícias que surgiram no Twitter antes de chegar ao rádio e à televisão. Em janeiro, quando um avião fez um pouso forçado no meio do Rio Hudson, em Nova York, a primeira notícia saiu no Twitter. “Há um avião no Hudson. Estou numa balsa que está indo resgatar as pessoas.

Louco”. Do barco, o mesmo usuário mandou uma foto do avião pousado na água. Há duas semanas, médicos do hospital Henry Ford, em Detroit, nos Estados Unidos, narraram pelo Twitter o passo a passo de uma complicada cirurgia para extração de um tumor maligno do rim. E há as celebridades. O jogador de basquete Shaquille O’Neal posta mensagens o tempo todo. Britney Spears tem milhares de seguidores. O Dalai-Lama pode ser lido no Twitter e o brasileiro Paulo Coelho também. Dias atrás, a atriz Demi Moore reclamou do seu vizinho barulhento no Twitter. Ao seguir no Twitter essas pessoas famosas, as pessoas normais sentem fazer parte da vida e do cotidiano delas. Há certa magia nisso.


Para que serve o Twitter

Agosto 2007 - O Twitter é uma comunidade virtual focada em responder uma pergunta bem objetiva: “o que você está fazendo neste instante?”. Os participantes devem respondê-la com apenas 140 caracteres.

Cada usuário tem a sua própria página e uma lista de contatos. Nesta página, lê-se as mensagens de todos que pertencem a rede deste usuário.

Foi criado em 2006 e tem ganhado cada vez mais popularidade na web, inclusive no Brasil.

Por isso, fomos tentar perceber do que se tratava.

Seguem, portanto, as minhas primeiras impressões, exatamente nesta ordem de ocorrência:

A primeira: o Twitter é uma inutilidade. Eu lá quero saber o que os outros estão fazendo?! E lá tenho tempo de ficar escrevendo sobre o que estou fazendo neste instante?!

Porém, o mais engraçado – e por isso acaba por não ser tão inútil assim – é que boa parte das pessoas que lá estão NÃO usa o Twitter para dar satisfação de suas vidas (”estou a escovar os dentes”, “estou cozinhando” etc.). A maioria das que encontrei apropria-se da ferramenta para: a) divulgar os posts de seus blogs, b) fazer marketing pessoal ou empresarial, c) encontrar pessoas com os mesmos interesses e tentar tirar algum proveito disso, d) pedir ajuda, mandar recados e afins. Ou seja, aumentar a rede de uma forma muito ágil (e diria até bem obsessiva).

À primeira vista, o Twitter parece uma espécie de “chat”. Mas em se tratando de conversações, vai além de uma sala de bate-papo. E também se diferencia do MSN ou do Google Talk. Por quê? Pode ou não ser síncrono: as mensagens ficam todas registradas em cada página de usuário e este as responde quando lhe apetecer. Os diálogos são públicos. Qualquer um pode acompanhar as suas conversas. É possível saber quem são os contatos de seus contatos. Está mais para um “mass-messenger” a la Orkut. Resumo: parece com muita coisa que já conhecemos, mas é originalmente diferente em alguns aspectos.

É um sistema meio tosco. Não há ferramenta de busca, a customização de design é limitada. Não é possível publicar imagens nem editar o texto publicado.

Por outro lado, apresenta algumas funcionalidades bem interessantes: é possível enviar mensagens tanto via web quanto pelo Jabber e Gtalk e ainda por telefone celular. Além disso, fornece o script para ser agregado a um blog ou página pessoal.

Por fim, parece-me que o Twitter atrai os usuários devido ao seu alto nível de ludicidade. Uma vez que reúne muita gente, acaba servindo para qualquer coisa: desde estabelecer contatos pessoais e profissionais até fazer campanhas políticas. Poderia até ser bem aproveitado no ciberjornalismo. Como dizem os seus criadores, possibilities are endless.


Comunique-se melhor com o Twitter

Maio 2009 - Saiba de forma completa como efetivamente melhorar sua comunicação no Twitter.

s mídias sociais e a Web 2.0 estão crescendo a cada dia. E junto com esse crescimento, está o aumento do número de usuários. Mas muitos desses novos usuários ainda não estão familiarizados com essas ferramentas e muitas vezes não sabem como utilizá-las corretamente.

Talvez a ferramenta que mais tenha crescido nos últimos tempos seja o Twitter. A cada dia, centenas de novos usuários em todo o mundo criam novas contas e formam novas redes de contato. E como acontece com tudo o que é novo, muita gente passa a usar o Twitter sem saber direito como funciona.

Neste artigo serão apresentadas algumas dicas de como se comunicar melhor no Twitter, entendendo seu princípio básico, algumas das funções mais utilizadas pelos usuários e finalizando com algumas dicas e recomendações de etiqueta.

O Twitter começa na sua página de apresentação com a pergunta: “O que você está fazendo?” Esse talvez seja o principal uso dessa ferramenta, contar ao mundo o que você está fazendo naquele momento. E talvez essa seja a grande funcionalidade do twitter: atualizações em tempo real.

Além de postar o que se está fazendo naquele momento, os 140 caracteres servem para dar opiniões sobre um filme, apresentar dicas de bons restaurantes ou ainda postar links para sites interessantes de se visitar. Muitas pessoas ainda postam links para artigos recém publicados em seus blogs como forma de divulgação.

Como o Twitter forma uma grande rede social onde todas as pessoas que o seguem leem em tempo real o que você escreve, um uso bastante comum é fazer perguntas e receber as respostas em tempo real de várias pessoas diferentes. Ao invés de chamar seus amigos no MSN e perguntar a cada um deles, posta-se a pergunta no twitter e aguarda-se a resposta. Geralmente, quem sabe acaba respondendo.

Respondendo em 140 caracteres

O Twitter permite que você mande postagens direcionadas a uma ou mais pessoas e estas receberão os twits dessa forma. Para tal, basta colocar um ‘@’ antes do nome do destinatário da mensagem. O twitter reconhece isso e coloca uma marcação especial na página dessa pessoa e permite que ela veja as postagens feitas direcionadas a ela. Então, se você quiser mandar uma mensagem ao usuário “seuamigo”, você deve iniciar sua postagem com “@seuamigo”.

Mensagens Diretas em 140 caracteres

Mas às vezes você quer que sua resposta seja só para a pessoa e que ninguém mais a veja. Se esse for o caso, você deve mandar uma mensagem direta, ou DM (Direct Message). Para o Seuamigo receber uma mensagem direta, basta você iniciar sua postagem com “D Seuamigo”. Assim, o Twitter vai reconhecer que essa é uma mensagem direta e a enviará unicamente para ele.


Usando Hashtags em 140 caracteres

Uma forma interessante de ajudar a indexar o seu artigo é usar hashtags. Toda palavra iniciada pelo sinal ‘#’ torna-se uma tag, ou etiqueta, que ajuda outros usuários a saber sobre o que você está falando. Postagens com temas semelhantes geralmente carregam a mesma hashtag. Então, caso você queira que determinado twit seu seja encontrado por outras pessoas, você pode colocar uma #hashtag identificando a postagem com aquela etiqueta. Só lembrando que as hashtags contam como parte dos 140 caracteres.

Retwittando

Às vezes o que você recebe de uma pessoa é tão bacana que você gostaria que outras pessoas vissem aquilo também. A ética diz que você tem que dar os créditos para o autor da frase, se não aquilo é plágio. No Twitter, essa prática é conhecida como Retwittar, e existem algumas formas de se fazer isso.

Imagine que você recebeu de Seuamigo a seguinte mensagem:

Seuamigo: Tomem cuidado ao atravessar a rua, pq pode vir um porco gripado no volante.

Você gostou tanto disso que quer repassar para seus amigos que não necessariamente seguem Seuamigo. Você então retwitta a mensagem de uma das seguintes formas:

RT @seuamigo: Tomem cuidado ao atravessar a rua, pq pode vir um porco gripado no volante.

Ou ainda:

Tomem cuidado ao atravessar a rua, pq pode vir um porco gripado no volante. (via @seuamigo)

Ambas as formas são válidas entre os usuários do Twitter e aceitas como maneiras de dar crédito ao autor da frase original. É sempre importante lembrar-se disso, pois ninguém gosta de pessoas que só roubam as ideias e postam como suas.

Mensagens maiores do que 140 caracteres

Por mais que 140 caracteres seja o bastante para muita coisa, muitas vezes ela não é o suficiente para passar uma ideia um pouco maior. Para tal, aconselha-se quebrar a frase em duas ou mais e postar uma seguida da outra. Mas é importante lembrar que o Twitter não é um lugar para se escrever longos textos, somente pequenas mensagens. Essa prática de quebrar uma mesma mensagem em dois ou mais twits deve ser usada com discrição.

Fotos em 140 caracteres

Mas nem sempre queremos mandar uma mensagem de texto e queremos mandar uma foto do que estamos fazendo ou vendo naquele momento. Atualmente, muitos celulares já têm câmera digital e conexão com internet que permitem mandar, via algum cliente de Twitter para celular, a foto recém tirada. Outra opção é tirar a foto e carregá-la para o computador para twittá-la.

O Twitter em si não manda fotos, mas todo usuário do Twitter tem automaticamente uma conta no http://twitpic.com/ que é um serviço de envio de fotos via Twitter. Você carrega a foto no http://twitpic.com/, escreve uma breve descrição e envia a foto via Twitter. Quem quiser ver sua foto, clica no link criado e ele abre no navegador a página no http://twitpic.com/ com essa foto.

Links em 140 caracteres

Uma das práticas mais comuns entre os usuários do Twitter é compartilhar links de páginas interessantes. Muitas pessoas inclusive colocam os links de seus blogs para que seus seguidores saibam em tempo real das novidades do blog. Mas muitas vezes os links são muito grandes e, junto com uma breve descrição da página, ocupam mais de 140 caracteres.

Para evitar que isso aconteça, o Twitter já vem com um sistema para encurtar links, o http://bit.ly/, que deixa seu link com aproximadamente 20 caracteres. Dessa forma, você pode passar o link e descrevê-lo dentro do espaço oferecido.

Contudo, lembre-se sempre de descrever o link de forma que atraia seus seguidores a clicar nele e também que ele saiba do que se trata antes de clicar. Nada mais chato do que você clicar em um link que você não sabe aonde vai te levar.

Além do http://bit.ly/ existem outros serviços para encurtar links bastante usados no Twitter. Entre eles temos o http://tinyurl.com/, o http://twurl.nl/, o http://is.gd/ e o brasileiro http://migre.me/.

Desses, o migre.me é o único 100% integrado com o Twitter, o que significa que ele conta quantas vezes esse link foi clicado, qual usuário twittou e quais retwittaram. Além disso, ele cria um banco de dados com todos os links twittados e retwittados por um usuário. Se você gosta dos links que @Seuamigo manda, por exemplo, você pode procurar por eles no http://migre.me/bookmark/.

Favoritando Mensagens

Muitas vezes queremos salvar uma determinada mensagem ou porque ele contém uma mensagem interessante ou porque ele tem um link que você gostaria de guardar ou rever em outro momento. Você então adiciona essa mensagem à sua lista de Favoritos. Essa lista é pública e todos que tiverem acesso à sua página no Twitter poderão ver quais os seus Twits favoritos!

Etiqueta no Twitter

O Twitter é uma rede social, e como toda rede social ela tem uma etiqueta, um certo código de conduta seguido pela maioria de seus usuários. Aqui será visto os principais pontos a serem considerados.

Uso correto da Língua Portuguesa em 140 Caracteres

Com o advento da internet, desenvolveu-se a prática do “internetês”, que é um idioma originário das mensagens instantâneas como forma de simplificar a escrita. Mas esse “internetês” acabou tornando complexo e ao invés de simplificar complicou a escrita.

São poucas as pessoas no Twitter que usam de alguma forma do “internetês”. A maioria dos usuários acredita que a melhor forma de se passar uma mensagem em 140 caracteres é utilizar o português normal. Não há porque escrever “naum” que ocupa 4 caracteres ao invés do correto “não” com três caracteres ou a forma “eh” com 2 caracteres ao invés do correto “é” com somente um caractere.

Além disso, como as mensagens são curtas, complicá-las trocando letras ou escrevendo todas em maiúscula ou invertendo maiúsculas e minúsculas, ou seja, escrevendo de alguma forma que fuja do português usual, é vista com maus olhos. Quando se faz isso, corre-se o risco de não se passar a mensagem que se queria em tão pouco espaço. A melhor maneira de se passar um recado em 140 caracteres é escrevê-lo corretamente.

Uma prática aceita para ajudar a encurtar as mensagens são as abreviações. Por exemplo, ao invés de se escrever “porque” que ocupa 6 caracteres, pode se escrever simplesmente “pq”, ou ainda, ao invés de se escrever “qualquer” que ocupa 8 caracteres, um simples “qq” de dois caracteres é suficiente. Abreviação não é considerada pelos usuários do Twitter como uma forma de não se escrever o português corretamente, mas sim de tentar ocupar menos espaço nas mensagens, algo essencial nessa rede social.

Devo seguir quem me segue?

Muita gente segue todas as pessoas que o seguem. Outros seguem menos, outros seguem mais. Twitter, ao contrário de outras redes sociais, não é um concurso de popularidade onde ganha quem tem mais amigos. O sistema ainda divide essa relação em dois grupos, aqueles que você segue é um grupo e aqueles que seguem você é outro grupo. Seguir muita gente não é sinal de popularidade, mas sim ser seguido por muita gente.

Muitas pessoas acreditam que devem seguir aqueles que os seguem. Porém, isso não precisa ser regra. Você deve seguir somente quem você quiser e quem achar interessante. Com o tempo, você perceberá que as pessoas vão te seguir e acompanhar o que você tem a dizer não porque você as segue, mas porque diz coisas interessantes.

Inclusive, muita gente deixa de seguir quem tem muitos seguidores. Considere que com o Twitter você lê tudo o que todos os seus amigos publicam diariamente. Seguir mais de 1000 pessoas só mostra que você dificilmente irá ler o que recebe e dará pouca atenção a eles.

Preencher informações na Página do Twitter.com

Uma das coisas mais importantes a se fazer é preencher corretamente e da melhor forma possível suas informações na página do Twitter.com. Muita gente não quer nem saber de pessoas que não conhecem, por mais interessantes que possam ser algumas de suas postagens. As informações mais importantes que não devem ser esquecidas são:

Seu nome, pois assim as pessoas saberão quem você é,

Sua localização, para saberem de onde você é,

Uma breve biografia, para saberem um pouco mais sobre quem você é,
 
Um link pessoal que pode ser de seu blog ou conta do Orkut, pois hoje em dia todos têm alguma coisa própria na internet,

Sua foto, conhecida como Avatar, que vai representá-lo em todas as suas mensagens.

Além disso, você pode personalizar a imagem de fundo de sua página no Twitter, para deixá-la mais atraente para quem vai visitá-lo. É mais fácil conseguir mais seguidores e mais amigos com uma apresentação melhor do que com a imagem tradicional do Twitter.


Conclusão

Espero que com essas dicas você consiga melhorar sua comunicação e sua participação no Twitter, que é a rede social que mais cresce atualmente na internet.

 

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Twitter
       http://revistaepoca.globo.com/
       http://imezzo.wordpress.com/2007/08/16/para-que-serve-o-twitter/
       http://www.baixaki.com.br/info/2132-comunique-se-melhor-no-twitter.htm

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Precisando de um notebook novo?
LNVACE10

Curta nossa página

Mundo

Publicidade