Ciência e Tecnologia

Carro sustentável pode ser feito à base de frutas, diz cientista brasileiro

carrofruta20/03/2011 - Equipe da Unesp desenvolve plástico mais leve, mais forte e mais “verde” que os usados hoje, utilizando fibra de abacaxi e banana. Carros à base de abacaxi: a ideia parece um pouco absurda, mas assim se descreve uma nova técnica desenvolvida por uma equipe de cientistas da Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade do Estado de São Paulo (Unesp). Eles utilizaram fibras dessa fruta e de outros vegetais para criar plásticos automotivos que são mais fortes, mais leves e mais ecologicamente corretos que os atuais. As fibras de celulose – encontradas na madeira e em outras partes dos vegetais – já são usadas para a fabricação de papel há muitas centenas de anos.

Leia mais...

Mais de 500 milhões de planetas podem ter vida

planesta_vida20/02/2011 - Cientistas ligados à Nasa apresentaram novas estimativas do número de planetas existentes na Via Láctea: nada menos que 50 bilhões. Destes, 500 milhões podem ter temperaturas compatíveis com a vida. Os dados foram apresentados neste sábado (19) durante a reunião da Sociedade Americana para o Avanço da Ciência (na sigla em inglês, AAAS) em Washington, Estados Unidos, e saíram dos primeiros resultados da missão Kepler, que enviou um telescópio ao espaço para descobrir a existência de planetas fora do sistema solar.

Leia mais...

Bomba Suja

bomba_sujaUma bomba suja é um explosivo projetado para espalhar material radioativo nocivo sobre uma ampla área. Quando as pessoas ouvem "bomba" e "radioativa" na mesma frase, imediatamente pensam em guerra nuclear. Especialistas concordam que a bomba suja seria mais uma arma perturbadora do que uma arma destrutiva. Uma bomba suja é muito mais parecida, em potência, a um explosivo comum do que a uma bomba nuclear.

Leia mais...

Governos lutam para contratar e manter "cibersoldados"

cyberman20/04/2011 - Por Peter Apps LONDRES (Reuters) - O ciberespaço provavelmente será um campo de batalha importante para os países no século 21, mas recrutar profissionais com o conhecimento técnico necessário para combater nele, e reter sua lealdade, será uma tarefa difícil. De ataques de hackers com o objetivo de roubar informações e espionar segredos comerciais ao worm Stuxnet, aparentemente criado para atacar o programa nuclear iraniano no ano passado, a guerra informatizada vem avançando rapidamente. Desenvolver e decifrar códigos sempre foi uma capacidade muito procurada na arte da espionagem, desde o passado distante, ...

Leia mais...

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Precisando de um notebook novo?
LNVACE10

Curta nossa página

Mundo

Publicidade