Arte Rupestre

arte rupestre topoArte rupestre é o termo que denomina as representações artísticas pré-históricas realizadas em paredes, tetos e outras superfícies de cavernas e abrigos rochosos, ou mesmo sobre superfícies rochosas ao ar livre. A arte rupestre divide-se em dois tipos: a pintura rupestre, composições realizadas com pigmentos, e a gravura rupestre ...

(petróglifos), imagens gravadas em incisões na própria rocha. Petróglifos (do prefixo latino petra, ae, "rochedo, pedra", este do grego pétra, as, "rochedo, rocha", com o sufixo grego glúphó, "esculpir, gravar") são imagens geometrizadas e representações simbólicas, geralmente associadas, que registram fatos e mitos, gravadas nas rochas das paredes internas e externas de cavernas ou pedras externas, por populações neolíticas ou calcolíticas. São encontrados em todo o mundo.

arupes1

Pinturas rupestres no Parque Nacional da Serra da Capivara, Brasil

arupes2

Pinturas na Cueva de las Manos, Argentina.

arupes3

Animais pintados na Gruta de Lascaux, um dos sítios de arte rupestre mais famosos do mundo.

A maioria das pinturas eram feitas com restos de carvão, pigmentos de plantas e terra colorida, combinadas ao sangue de animais, representavam animais selvagens, pessoas, geralmente em situação de caça, plantas e símbolos abstratos. Para tanto usavam pinceis feitos com pelos de animais e as próprias mãos.

Leia também - A Batalha subterrânea de Messines

arupes4

arupes5

Petróglifos conhecido como Pedra do Ingá localizado na cidade de Ingá (Paraíba, Brasil). Até hoje permanece o mistério do propósito e do significado desses petróglifos que já atraiu diversos pesquisadores.

arupes6

Petróglifos no Canyon Lands National Park, Utah, EUA

arupes7

Petróglifos conhecidos como "Meercatze" (assim chamados pelo arqueólogo Leo Frobenius), no Wadi Methkandoush, na região líbia de Mesak Settafet.

arupes8

Petróglifo em Mesquite Springs (Death Valley, Arizona)

arupes9

Pintura encontrada na região de Bastar, na Índia, com aproximadamente 10 mil anos.

arupes10

Petróglifo em Oukaimeden (Marrocos).

arupes11

Petróglifo em Cheung Chau, (Hong Kong)

arupes12

Pinturas encontradas em Tassili Plateau, no Sul da Argélia, que retratam seres misteriosos com roupas, luvas e capacetes que indicam a possibilidade de seres muito mais antigos que imaginamos.

arupes13

Petróglifo em Petróglifos em Cholpon-Até, (Quirguistão)

arupes14

Petróglifo em Gobustan, no Azerbaijão.

Os petróglifos mais antigos datam do Paleolítico Superior ou do Neolítico, aproximadamente de 15.000 anos. Mais adiante, faz ao redor 9.000 anos começaram a aparecer outros sistemas de escrita como a pictografia e os ideogramas. Os petróglifos seguiram sendo muito comuns e algumas sociedades menos avançadas continuaram utilizando-os durante milênios, até o momento de entrar em contato com a cultura ocidental no século XX. Foram encontrados em todos os continentes, excetuando a Antártida, embora se concentrem especialmente em partes da África, Escandinávia, Sibéria, o Sudoeste de América do Norte, Austrália e recentemente encontrados em alguns locais na América do Sul.

Leia também - Fazenda Nazista no interior de São Paulo

arupes15

Petróglifo em Piracuruca, Estado do Piauí, Brasil, registra simbolismo evidente.

arupes16

Petróglifos na Pedra do Ingá, Paraíba, Brasil.

arupes17

Repleto de misteriosos caracteres alfabéticos, além da figura de um estranho e muito antigo personagem, encontra-se um petróglifo na chamada "Pedra de Diamantina" - descoberta na região do mesmo nome, situada no Estado de Minas Gerais.

arupes18

Petróglifo encontrado na Inglaterra, com 12.800 anos, segundo especialistas.

arupes19

Estas imagens talhadas na rocha provavelmente tinham um sentido cultural e religioso muito profundo para as sociedades que as criaram. Acredita-se que muitos petróglifos representavam algum tipo de linguagem ritual ou simbólica ainda não desvelada. Os glifos mais tardios da Idade do Bronze Nórdica em Escandinávia parece fazerem referência a algum tipo de fronteira territorial entre tribos, além dos significados religiosos que tiverem.

Apesar da semelhança entre os desenhos nas várias regiões do planeta, alguns pesquisadores têm notado estilos diferentes de gravuras em diferentes continentes, enquanto espera-se que todas as pessoas seriam inspiradas por seus arredores, é mais difícil de explicar os estilos comuns. Isso pode ser mera coincidência, uma indicação de que certos grupos de pessoas migraram muito de alguma área comum inicial, ou a indicação de uma origem comum.

Leia também - Os Pigmeus

São muitos os petróglifos de origem indígenas. Existem teorias que sustêm que os petróglifos foram realizados pelos xamãs num estado alterado de consciência, talvez induzido pelo uso de alucinogênios naturais. Demonstrou-se que muitos dos modelos geométricos (conhecidos como constantes de forma) que aparecem nos petróglifos e pinturas rupestres, aparecem com muita frequência quando há problemas de visão e alucinações produzidas pelas drogas, a enxaqueca e outros estímulos.

arupes20

Petroglifos de Fremont, em Sego Canyon, onde há 2500 anos viveu o povo Ute.

arupes21

Petróglifo registrando os Yeis, seres sobrenaturais que se comunicam entre os navajos e os seus deuses. Eles geralmente são mostrados carregando ramos de pinheiro, tiras de mandioca e chocalhos nas cerimônias de cura. Cada petroglyph é mão crafted refletindo imagens e mensagens inspiradas pelos Antigos. Pedras nativas são cuidadosamente selecionados para cada petroglyph com não há dois iguais.

arupes22

Símbolos da parede de pedra em Aldeia do Kivas Grande no Novo México

arupes23

Na mitologia dos aborígenes australianos, como demonstrado nas pinturas rupestres acima, wondjina ou Wandjina são deuses criadores da vida na Terra, "espíritos de chuva e nuvens" que trouxeram a civilização e prosperidade para os povos da região. Em seus mitos dizem Wandjina são aqueles que pintaram seus próprios quadros nas paredes das cavernas Kimberley Austrália, quando desceu à Terra em tempos antigos. Seu símbolo era a serpente emplumada, como Quetzalcoatl, Kukulcan e muitos outros " deuses "da antiguidade.

arupes24

As tribos aborígenes australianas têm muitas lendas sobre esses seres, e como tal, as nuvens Wandjina aparecem e somem quando eles se vão para as estrelas. Lendas falam de um tempo em que Wandjina moldou a Terra, quando o mundo ainda era novo e ensinou as tribos a caçar e coletar. Os Wandjinas eram capazes de tempestades que causam queda de raio e fazem chover se quisessem, e, portanto, eram muito respeitados pelos homens.

As lendas também falam de guerra entre os "homens das cobras venenosas" e "homens de cobras não venenosas", favorecendo os seres humanos que derrotaram o "veneno" e prendendo-o sob a Uluru ou Ayers Rock, a rocha icônica da Austrália. Assim também aparecem lendas que falam dos deuses do Sol e da Terra, suas guerras e sobre o deus sol em um navio para a Terra. Essas lendas foram agrupadas pelos índios no "Dreamtime".

Leia também - "Masmorras de Drácula" podem ter sido descobertas por Arqueólogos turcos

Os vínculos atuais entre o xamanismo e a arte rupestre, entre o povo San do deserto do Kalahari, foram objeto de estudo pelo Rock Art Research Institute (RARI) da Universidade de Witwatersrand. Embora a arte do povo San esteja centrada na pintura, os motivos que se escondem atrás desta podem lançar um pouco de luz e serem a base para a compreensão de outros tipos de arte, incluindo os petróglifos. Como aparece no sítio web do RARI:

arupes25

Ao utilizarem o conhecimento das crenças do povo San, os investigadores demonstraram que a arte realiza um papel fundamental nas vidas religiosas dos seus pintores. A arte captou coisas que o mundo San viu depois dos rostos de pedra: o outro mundo habitado por criaturas e espíritos, até o que os dançarinos poderiam viajar sob formas animais e onde as pessoas em êxtase poderiam tomar poder e levá-lo ao seu mundo para curar, fazer chover, etc.

arupes26

arupes27

Petróglifos na Columbia.

arupes28

Este petróglifo acima, representa o Sacerdote de dois chifres. Deve-se notar que o aparelho em forma de haltere na mão, pode representar uma archtimeter. A referência a este podem ser encontrada nos escritos de Alice Bailey, bem como nos hieróglifos do Egito. Essas ferramentas representava para os povos antigos o poder da vida e da morte. Este ser é muito semelhante em aparência a Quetzalcoatl , que é a divindade na lendária cidade de Chichen Itza no México.

arupes29

Tassili é uma cadeia de montanhas localizada no sudeste da Argélia, e "Tassili-n-Azyer" significa planalto entre dois rios em linguagem Tuareg, já que naquele lugar o vale do rio do rio Ighargar (que dá seu nome à região foi Ighargarem ), o qual é , em seguida, secou-se por volta do ano 6000 aC. Na área do deserto do Saara, localizado a cerca de 1800 metros acima do nível do mar no planalto argelino Jabbaren (que significa "O Giants" em a língua berbere) , desenvolveu-se mais de 10.000 anos atrás um povo dedicados a pintar as cavernas com cerca de 15 mil desenhos (5.000 catalogadas), tornando este conjunto no que para alguns é "a Capela Sistina do Paleolítico".

arupes30

arupes31

Na região de Val Camonica na Itália, coleção de pinturas rupestres que datam de 12.000 anos atrás . São um conjunto de mais de 140.000 petróglifos no arenito que constituem a maior coleção de arte rupestre na Europa.

arupes32

Pinturas rupestres cerca de 7.500 anos atrás, o que representam seres antropomórficos, de imensos olhos, peles escuras, alguns com antenas semelhantes às formigas e cobras brancas e cobras negras.

arupes33

arupes34

arupes35

As pinturas acima foram datadas de cerca de 10 mil anos e ficam numa caverna na região de Kanker, na Índia.

A arte rupestre de Sego Canyon pode ser caracterizada de acordo com uma série de estilos distintos, e períodos de tempo. A arte abaixo pertence ao período arcaico, entre 6.000 aC e 2.000 aC:

arupes36

arupes37

arupes38

Outro conjunto peculiar de imagens são os 'Buckhorn Wash Angels' ou 'anjos de chuva ", que retratam uma série de figuras que parecem ter asas ou raios de energia que irradia a partir deles.

arupes39 arupes40

Pinturas rupestres de Tassili n'Ajjer. no sul da Argélia

arupes41

Nesta foto, pinturas rupestres encontradas em Utah, EUA. Esta imagem fala por si mesma.

arupes42

arupes43

Estas pinturas de Kimberley, na Austrália tem sua idade estimada de 5.000 anos de idade.

No Brasil são encontradas manifestações de arte rupestre em todo o território nacional. Com base em suas características e localização, o acervo foi dividido em "tradições": Agreste, Planalto, Nordeste, São Francisco, Litorânea, Geométrica, Meridional e Amazônica, mas verificam-se muitas interpenetrações entre esses grupos. O principal sítio é o Parque Nacional da Serra da Capivara no Piauí, Patrimônio Mundial da Unesco, com o maior acervo do continente americano, e um dos mais estudados.

arupes44

arupes45

No estado de Pernambuco encontram-se pinturas no Parque Nacional do Catimbau (acima), o segundo maior parque arqueológico do Brasil.

arupes46

Outros sítios importantes são os Lajedos de Corumbá, no Mato Grosso do Sul (acima); a Pedra do Ingá, na Paraíba; a Lapa do Boquete, a Lapa do Caboclo, e as regiões de Varzelândia e Lagoa Santa, em Minas Gerais.

arupes47

arupes48

Em Santa Catarina se destacam registros em várias ilhas litorâneas, como Campeche e Corais.

arupes49

No Rio Grande do Norte são encontrados principalmente nas regiões do Seridó e na chapada do Apodi, com destaque para o Lajedo de Soledade. Muitos registros estão em condições precárias, outros têm sofrido vandalismo, ou são destruídos em obras de infaestrutura como barragens e estradas.

Leia também - Uma breve história tributária do Brasil

Gary Vey, editor da revista do Gênero Realismo Fantástico VIEWZONE MAGAZINE - Um notável explorador e desbravador moderno, que na sua incansável luta em busca tem dispendido todo o seu tempo em percorrer os mais diversos países do mundo, na procura, e principalmente na corajosa divulgação, dos vestígios dessas perdidas e muito antigas culturas, as quais muitos setores comodamente se recusam a admitir, teve oportunidade de fotografar esses inegáveis vestígios, estranhos petróglifos repletos de simbolismos.

arupes50

arupes51

arupes52

arupes53

arupes54

Pinturas rupestre encontradas na região de Serranópolis, sudoeste de Goiás.

Segundo informação da FUMDHAM (Fundação Museu do Homem Americano), de São Raimundo Nonato, há 260 sítios arqueológicos com pinturas rupestres na área do Parque Nacional da Serra da Capivara, que foi criado em 1979.

arupes55

Pintura na Serra da Capivara, Brasil, datada de 9000 a.C.

O estudo da arte rupestre é um campo em rápida expansão e constante transformação. Apesar das dificuldades encontradas pelos especialistas, podemos afirmar que a arte rupestre é um importante registro deixado pelos antigos, com o propósito de um dia serem desvendados.

 

Fonte: http://ponteoculta.blogspot.com

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade