Curiosidades sobre o Conde Vlad Teps que inspirou Drácula

tepsdra topoVlad II, também conhecido como Vlad Tepes (O Empalador) foi um governante da Valáquia, entre 1456 e 1562, o período da incipiente conquista otomana do Balcâs. Considerado um herói do folclore em muitas partes da Europa Oriental por suas sangrentas batalhas para proteger o cristianismo ortodoxo dos otomanos invasores. Como o seu codinome "Empalador"sugere, tinha a prática de empalar ....

seus inimigos turcos e o seu desejo de sangue faria dele, centenas de anos após a sua morte, uma das figuras mais populares na história da cultura pop. Fontes históricas mostram que Vlad realmente tinha gosto pelo sangue. Depois de empalar seus inimigos, colocava baldes para recolher o seu sangue e mergulhava pães, depois comendo-os.

1 - O verdadeiro Drácula histórico, Vlad nasceu em Sighisoara, Transsilvânia, em 1431.

2 - O pai de Vlad era chamado Dracul, que significa "Dragão" de acordo com algumas fontes e "diabo" de acordo com outras, porque ele pertencia a ordem do Dragão, que lutou contra o Império Otomano.

3 - A mãe de Vlad é desconhecida. Seu pai, naquele tempo, se acredita tenha casado com a princesa Cneajna da Moldávia. Mas ele tinha várias amantes, então não se tem certeza de quem seria sua verdadeira mãe.

4 - Ele viveu num tempo de guerras constantes. A Transilvânia estava na fronteira de dois grandes impérios: O Otomano e o Habsburgo, austríaco. Ele foi preso quando jovem, primeiro pelos turcos e mais tarde pelos húngaros. O pai de Vlad foi assassinado e seu irmão mais velho, Mircea, foi cegado com estacas de ferro quente e enterrado vivo, dois fatos que contribuiram muito para sua maldade e sede insana de sangue.

tepsdra2

5 - Acredita-se que, quando jovem, passou algum tempo em Constantinopla em 1443 na corte de Constantino XI, uma figura lendária do folclore grego e o último imperador do Império Bizantino. Alguns historiadores suegrem que foi lá que ele desenvolveu seu ódio pelos otomanos.

6 - Acredita-se que ele foi casado duas vezes. A identidade de sua primeira esposa é desconhecida, podendo ter sido uma nobre da Transilvânia. Ela carregou seu filho e herdeiro, Mihnea Cel Rau. Casou-se pela segunda vez depois de seu período de prisão na Hungria. Illona Szilagyi era filha de um nobre húngaro, e deu-çhe dois filhos, nenhum dos quais se tornou governante.

7 - Vlad III ganhou seu apelido "empalador" ao matar milhares de turcos e outros pelo terrível método que ele aprendeu durante a sua adolescência, quando ele era um refém político do império Otomano em Constantinopla.

tepsdra3

8 - Estima-se que Vlad foi resonsáfel pela morte de mais de cem mil pessoas (a maioria delas turcos) tornando-o o inimigo mais cruel do Império Otomano ja enfrentou.

9 - Em 1462, enquanto a guerra entre o Império Otomano e a Valáquia de Vald estava sendo travada, o sultão Mehmed II fugiu com seu exercito, intimidado pela visão de vinte mil cadáveres turcos empalados, apodrecendo nos arredores da capital de Vlad, Targoviste.

10 - Os cadáveres empalados eram exibidos com oum aviso a todos, enquanto sua aparência branca e sangrenta com uma ferida visível no pescoço perpetuava a noção de que Vlad Tepes era um vampiro.

tepsdra1

11 - Quando Vlad precisava recuar para não ser capturado por seus inimigos, ele queimava suas próprias aldeias e assassinava todos os moradores ao longo do caminho para que o exército otomano não tivesse onde descançar, obter provisões ou encontrar mulheres para esuprar.

12 - Em uma tentativa de limpar as ruas da capital da Valáquia (Targoviste). Vlad convidou todos os doentes, vagabundos e mendigos para uma de suas casas sob o pretexto de uma festa. Depois que todos tiveram uma deliciosa, e última, refeição, ele saiu, trancando todos eles e queimou o prédio até o chão.

13 - Quando era mais velho, Vlad foi capturado e decapitado durante uma invasão turca e sua cabeça foi dada ao sultão, que a empalou fora do seu palácio para que todos pudessem ver.

14 - Acredita-se que os arqueólogos que estavam a procura de Snagov (comuna foa de Bucareste) em 1931 encontrou os restos de Vald. Os restos foram transferidos para o Museu de História de Bucareste, mas depois desapareceram sem deixar rastros.

15 - Apesar de sua crueldade, Vlad era muito religioso e cercou-se de sacerdotes e monges ao longo de sua vida. Ele fundou cinco mosteiros, enquanto, se estima que durante um período de 150 anos, sua família estabeleceu mais de cinquenta mosteiros. É por isso que o Vaticano origianlemtne o elogiou por defender o cristianismo e por ser tão religioso, mas depois desaprovava seus métodos cruéis e cortaria laçõs com ele.

tepsdra4

16 - Na Turquia, Vlad é considerado um líder monstruoso e vil, que teve prazer gratuito na execução dolorosa de seus inimigos. No entanto, fontes russas descreves suas ações como justificadas.

17 - Ele desfrutou de enorme popularidade durante a segunda metade do século XX. Mais de 200 filmes forma feitas com o tema Drácla, mais do que qualquer outra figura histórica (direta ou indiretamente). No centro desta subcultura est a lenda da Transsilvânia, que se tornou sinônimo de vampiro.

18 - O ex-presidente romeno Nicolae Ceausescu, líder comunista do país, de 1965 a 1989, promoveu o patriotismo de Vlad para promover a sua agenda nacionalista, que visava os hungaros e outras minorias étnicas na Transilvânia.

19 - Contrariamente à crença popular, o vampiro não faz parte do folclore romeno, e a palavra não é da língua romena. A palavra deriva do sérvio "vampyr".

20 - Um retrato contemporâneo de Vlad III, redescoberto pelos historiadores romenos no final do século XIX, foi apresentado na galeria de horrores no Castelo de Ambros de Innsbruck. O original foi perdido para a história, mas uma cópia maior, pintada anonimamente na promeira metade do século XVI, agora paira na mesma galeria. Essa cópia, ao contrário dos criptografados contemporâneos de Vlad III, parece ter-lhe dado um lábiodos Habsburgo.

21 - De acordo com o livro In Search of Drácula, Vlad tinha um senso de humor estranho. O livro descreve como suas vítimas muitas vezes se contorciam "como sapos" quando eram empalados. Vlad acho isso divertido e de acordo com o livro, ele delcarou uma vez sobre suas vítimas: "Oh, que grande graciocidade eles exibem."

tepsdra5

22 - Parece que Vlad fazia experiÊncias sociais antes de se tornarem legais. Para provar o quanto seus cidadãos o temiam, colocou um copo de ouro nomeio da praça da cidade em Targoviste. Ele permitiu que as pessoas bebessem dele, mas a taça de ouro tinha que permanecer em sua posição sempre. Supreendentemente, durante todo o seu reinado, a taça de ouro nunca foi tocada, embora a cidade fosse habitada por sessenta mil cidadãos, a maioria deles vivendo em extrema pobreza.

Fonte: http://list25.com/

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade