"Masmorras de Drácula" podem ter sido descobertas por Arqueólogos turcos

drac307/10/2014 - Acredita-se que o príncipe Vlad Tepes, o Empalador, tenha sido mantido refém pelos Otomanos no Castelo Tokat, no norte da Turquia, do século 15. O Arqueólogo Ibrahim Cetin, que faz parte da equipe de restauro do local, disse também que o castelo é um local muito misterioso, ...

e a equipe teria encontrado, além das masmorras, túneis secretos e um abrigo militar. É difícil estimar em que sala Drácula foi mantido, disse o especialista. Mas ele estava por aqui, continuou. Um grupo de arqueólogos da Turquia afirma que encontrou a masmorra onde o lendário Conde Drácula pode ter ficado encarcerado. As informações são do The Huffington Post. Segundo a publicação, embora Drácula seja um personagem fictício, ele foi criado a partir de histórias de Vlad Tepes, o Empalador, príncipe da Valáquia - região da atual Romênia - que reinou em meados do século XV.

drac2

De acordo com a história de Vald, ele teria sido detido e mantido aprisionado numa masmorra onde fica hoje a Turquia, Arqueólogos garantem que, durante o trabalho de restauro de ruiínas, duas masmorras que serviram como prisão para Vlad foram identificadas.

"É difícil estimar em que sala Drácula foi mantido", disse Ibrahim Cetin, arquiólogo. "Mas ele estava por aqui", continuou. vlad Tepes, o personagem que inspirou o conde Drácula, foi morto em uma batalha contra o Império Otomano entre 1476 e 1477.

Fonte: Terra

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade