O Arquivo
logo

Faça uma doação

Todo o conteúdo disponibilizado no site é gratuito e você pode utilizá-lo livremente. Nossa única fonte de renda provém dos anúncios, o que não é suficiente para cobrir as despesas com a hospedagem. Qualquer ajuda para manter o nosso site no ar é bem vinda. Caso deseje contribuir com qualquer valor, basta clicar na imagem abaixo.





amoratopoA amora evita males ao órgão, afasta infecções e previne o envelhecimento precoce. Alimento roxo é sinal de longevidade. A amora – assim como ameixa, uva, açaí e jabuticaba, entre outras frutinhas agradáveis ao paladar – vem lotada de pigmentos arroxeados conhecidos como antocianinas. Além de conferir cor escura à casca, essas substâncias também aparecem em peso na polpa dos alimentos e são capazes de livrar as células do corpo das mais variadas encrencas.  “Estão entre os antioxidantes mais poderosos da natureza”, comenta a nutricionista Suzy Naomi Yamaguchi, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

“Eles são aliados no combate aos radicais livres, o que protege a pele contra o envelhecimento precoce e ajuda a evitar doenças degenerativas, como o câncer”, afirma. Para se ter ideia, no ano passado, cientistas da Ohio State Comprehensive Cancer Center, nos Estados Unidos, notaram, por meio de testes em ratos, que as antocianinas inibem o crescimento de células tumorais.

Enquanto os estudos ainda avançam, certo é que não dá para ignorar outro valente antioxidante, a vitamina C, presente em boas quantidades nessa fruta originária da Ásia. O nutriente é capaz de proteger elementos indispensáveis para o corpo, como proteínas, gorduras, carboidratos e ácidos nucleicos (RNA e DNA), de danos provocados pelos temidos radicais livres.


Coração aliviado


As antocianinas também fazem sua parte contra a oxidação do LDL, molécula que transporta colesterol para todos os órgãos. Com isso, evitam formação de placas nos vasos sanguíneos, quadro que pode desencadear derrame e enfarte.

Além disso, a amora vem carregada de um sal mineral importante para o coração: o potássio. “O nutriente facilita a dilatação dos vasos e, com isso, ajuda a controlar a pressão”, garante Suzy Yamaguchi. De lambuja, pode reduzir os efeitos negativos do sal, como a hipertensão, porque induz a eliminação do sódio pelos rins.

Para completar, o sistema cardiovascular se beneficia da pectina, outra maravilha da amora e de outros frutos roxos. “É uma fibra solúvel que pode reduzir os níveis de colesterol no sangue”, aponta a consultora nutricional Vivian Bausas, da Nutri Empresa Saudável, de São Paulo. Segundo a especialista, a amora preta é a espécie que mais carrega esse tipo de fibra.

A amora é cheia de potássio, mineral importante para a saúde do coração


Cinturinha fina


A combinação de antocianinas e pectina também garante o corpo esbelto. Isso porque as substâncias são ótimas para regular o funcionamento das células “engordativas” e controlar o excesso de peso. Outro ponto a favor da turma arroxeada: ao contribuir para que as células fiquem em equilíbrio no corpo, é possível aumentar a resistência à insulina, mal que deflagra a diabete tipo 2. “Sem contar que a amora é magrinha por natureza: são apenas 43 calorias para cada 100 gramas do alimento”, alerta a nutricionista do Hospital Sírio-Libanês.


Livre de infecções


amora10Prevenção de infecções, especialmente no trato urinário, é mais uma vantagem da santa amora. Além da ação diurética (isto é, diminui a retenção de líquidos no corpo), estudos científicos têm comprovado que o suco da fruta é eficaz na destruição de bactérias como a E. coli, responsável por uma vasta lista de infecções no organismo humano. Tem mais: a amora já mostra seus poderes contra o vírus do herpes tipo 2 (HSV-2, ou herpes simples), responsável por feridas dolorosas nos lábios e nos órgãos genitais – estima-se que o vírus esteja presente em 90% da população, embora se manifeste em cerca de 10% dos brasileiros. Pelo menos é o que algumas pesquisas têm demonstrado. Cientistas da Universidade de Kaohsiung, em Taiwan, garantem que a amora alpina, encontrada em solo brasileiro, é capaz de suprimir os sintomas do herpes. “A notícia é bem-vinda, mas ainda faltam estudos conclusivos sobre esse efeito”, ressalta Suzy Yamaguchi.


Esqueleto protegido


Certo é que a amora também é frequentemente apontada como importante fonte de cálcio, nutriente fundamental para a formação da massa óssea – sua falta é a principal causa da osteoporose. E não é à toa. “São cerca de 30 miligramas desse mineral em 100 gramas do fruto”, diz a nutricionista do Hospital Sírio-Libanês. A uva, por exemplo, tem apenas 14 miligramas de cálcio, enquanto a ameixa fica na lanterninha, com apenas 6 miligramas.

Já a vitamina K, outro nutriente da amora, favorece a mineralização e o crescimento dos tecidos ósseos. O fósforo, parceiro do cálcio na manutenção do esqueleto, também tem lugar de destaque nessa frutinha – são cerca de 20 miligramas para 100 gramas do alimento. Sem contar que o mineral ainda melhora a resistência do organismo e manda a fadiga para o espaço.


Eita, preguiça!


Por falar em fadiga, se está faltando pique para enfrentar o dia a dia, aí vai outro motivo para você apostar na amora: ela fornece aproximadamente 10 gramas de carboidrato por porção. A vitamina C, por sua vez, além de espantar os radicais livres, promove a síntese de carnitina, pequena molécula envolvida no transporte de gordura para a célula, que renova as energias. Estudos científicos têm comprovado que o suco da fruta é eficaz na destruição de bactérias que causam infecções ao organismo.


Dicas de consumo


Para aproveitar as vantagens nutricionais da amora, o ideal é consumi-la in natura, para preservar suas fibras, vitaminas e minerais

• Confesse: está pensando em se esbaldar em geleia de amora, certo? Errado. Oitenta por cento das propriedades nutricionais da fruta desaparecem no pote do doce – que ainda vem abarrotado de açúcar.

• Que tal chá de folha de amora? As folhas da fruta, especialmente a miúra (uma variedade da amora branca), vêm lotadas de ácido gálico, amido e cálcio, que fortalecem o sistema imunológico, combatem doenças cardiovasculares, previnem diarreias e disenteria, ajudam a cicatrizar machucados e doenças de pele e aliviam feridas na boca e infecções.
 
• Memorize: amoras frescas contêm maior quantidade de ácido fenólico (ele aumenta a atividade enzimática, favorecendo a absorção de nutrientes), vitamina C e folato, uma das vitaminas do complexo B que ajuda a mandar o mau humor para bem longe.
 
• Ideal, dizem os especialistas, é consumir 75 gramas de amora por dia – o equivalente a 15 unidades.


Os tipos mais consumidos


Branca (Morus alba L.): Também conhecida como amora do mato, vem de árvore de folhas fi nas, lisas ou ligeiramente rugosas. As fl ores são pequenas e esbranquiçadas. Os frutos são formados pela união de muitos frutos em um só, pequenos, cilíndricos, brancos ou róseos, doces ou acres.

Preta (Morus nigra L.): Menor e mais rústica do que a branca, tem casca rugosa e escura e folhas ásperas. Os frutos são maiores que os da amoreira branca, têm cor vermelha bem escura e sabor agridoce, muito agradável.

Vermelha (Morus rubra L.): Também é chamada de amora silvestre e amora de barranco, é composta por longos caules curvos, com espinhos curtos, levemente encurvados e aguçados. Os frutos, conhecidos como amora ou morango silvestre, são bolinhas vermelhas e ocas.

Composição nutricional da amora preta crua

Calorias 43 kcal
Proteína 1,39 g
Carboidrato 9,6 g
Fibras 5,3 g
Cálcio 30 g
Magnésio 20 mg
Manganês 0,64 mg
Fósforo 22 mg
Ferro 0,32 mg
Potássio 162 mg
Cobre 0,16 mg
Vitamina C 21 mg

Obs.: valores aproximados referentes a 100 gramas do alimento cru. Fonte: Tabela de Composição Química dos Alimentos do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos


Chá de Amora Miúra


O Chá de Amora Miúra, possui 22 vezes mais cálcio que o leite, além de conter mais potássio, magnésio, ferro natural, proteína, fibra, zinco e levedura.

O chá de Amora Miúra não é remédio é complemento alimentar.
 
Conforme estudo elaborado pelo Departamento de Pesquisa de Função dos Alimentos do Instituto de Saúde e Nutrição do Ministério da Saúde do Japão. Sobre a folha da Amora e seus componentes, o Chá de Amora Miúra ajuda no:

1 - COMBATE AO DIABETES - Possui a DNJ, Inibidora da Taxa de Glicose com a liberação Natural de insulina;

2 - Rica em Proteínas e Sais Minerais;

3 - PREVINE A OBESIDADE através da decomposição do açúcar pelo intestino delgado;

4 - Normalizador da elevação da Pressão Arterial;

5 - Melhora nas taxas de Colesterol e de Gorduras Neutras no Sangue;

6 - Melhora do funcionamento do Fígado e dos Rins;

7 - Auxiliar no tratamento de CALVICE

8 - Melhoria da Prisão de Ventre;

9 - Regulador do Intestino;

10 - Efeito Bactericida e Antiinflamatório;

11 - Previne a Osteoporose.

 

Como fazer o chá de amora miúra

amoramiuraFerver um 1,5 litro de água, colocar um pacotinho de 12g de folha de Amora e deixar até o chá ficar em 1 litro. Côa e pode servir-se Naturalmente, quente ou gelado durante o dia. Para o Tratamento de Diabetes, não deve-se parar de tomar a insulina ou mudar a orientação médica sem sua autorização. - Pessoas com até 70 Kg fazer o chá de amora com 12g de folha ao dia; - Pessoas com mais de 80Kg fazer o chá de amora com 18g de folha ao dia;  - Pessoas com mais de 100Kg fazer o chá de amora com 24g de folha/dia. Para Crianças, o ferro e cálcio natural, fortalece a memória, o chá de amora miúra pode ser misturado com suco de uva concentrado ou outro sabor. O resultado só aparece após alguns meses de uso continuo. O Chá de Amora Miúra, possui 22 vezes mais cálcio que o leite de vaca, alem de conter mais potássio, magnésio e ferro natural, proteína, fibra, zinco e levedura.

O chá de Folha de Amora Miúra, não é remédio, é complemento alimentar.

No Japão, a folha de Amora Miúra, é usada como alimento do bicho da seda em seus primeiro dias de vida, ela é usada como se fosse o leite materno nos humanos. Só após a larva do bicho da seda que nasce com 2 mm crescer e chegar ao tamanho de 15 mm é que é fornecido outro alimentado.

 

PROPRIEDADES NUTRICIONAIS DA AMORA

A amoreira-preta é uma frutífera de grande potencial para as regiões brasileiras com período de inverno marcante e propícia para pequenas propriedades agrícolas. Os frutos podem ser utilizados para consumo in natura e para produção de geleificados e doces caseiros, sendo assim, potencial para as famílias que trabalham com o ecoturismo regional. Além destas características, praticamente não necessita de insumos químicos, sendo ótima opção para o cultivo orgânico, além das propriedades nutricionais e medicinais dos frutos.A amoreira preta é uma frutífera da família "Rosaceae", bastanterústica e de fácil manejo, de grande potencial para as regiões brasileiras com período de inverno marcante e propícia para pequenas propriedades agrícolas.


Os frutos podem ser utilizados para consumo "in natura" e para produção de geléias, sucos, sorvetes, polpas, conservas, fermentos, iogurtes, doces, tortas, bolos, compotas ou transformadas em vinhos, licores e xaropes. As folhas (chá) e brotos são anti - diarréicos poderosos.Além destas características, praticamente não necessita de insumos químicos, sendo ótima opção para o cultivo orgânico, com propriedades nutricionais e medicinais dos frutos.Informações mais recentes de pesquisas, têm demonstrado um maior potencial na utilização da amora preta como um corante artificial. Uma das grandes descobertas é que o uso da amora preta vem se expandindo para fins medicinais, como uma planta anti-cancerígena, pela ação do ácido elágico e também no combate a osteoporose, devido a sua concentração elevada de cálcio (46mg/100g fruto). Outra utilização crescente, é como tônico muscular nas práticas desportivas, pois alto teor de potássio é encontrado no fruto (245mg/100g fruto). O fruto da amoreira é depurativo do sangue, anti-séptico, vermífugo, digestivo, calmante, diurético, laxativo, refrescante, adstringente, etc. Poderosas propriedades anti-oxidantes por sua combinação de vitaminas C com E. A amora preta contém pectina em abundância, uma fibra solúvel que ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue. E muito recomendável aos que tem o organismo saturado de ácidos, como os que sofrem de reumatismo, gota, artrite, etc. O suco de amora, quente, adoçado com mel, tem bons resultados em casos de afecções da garganta, amidalite, rouquidão, inflamação das cordas vocais, das gengivas, aftas, etc. As flores frescas são diuréticas e muito úteis no tratamento das vias urinarias.


A amora preta se encontra entre os alimentos que ajudam a diminuir o colesterol. De acordo a um estudo publicado pela revista Jornal of Neuroscience, as propriedades nutritivas das amoras pretas conservam o equilíbrio, a memória e a coordenação motora das pessoas de idade avançada.Existe um número elevado de espécies dentro do gênero, perto de 300. Sua origem não é muito definida (provavelmente da Ásia, introduzidas na Europa por volta do século XVII), possuindo características de adaptação climática muito variadas, podendo encontrar cultivaros com exigência de frio (abaixo de 7,2 C) desde 100 horas ate 1000 horas/ano para quebra de dormência. A cultivada pela Fazenda Sta. Terezinha do Rio Bonito, é muito semelhante a variedade Ollalie (USA) esta totalmente adaptada as nossas condições climáticas, após 8 anos de experiências e 3 anos de produção comercial.A amora preta se desenvolve bem em diversos tipos de solos, mas bem drenados, com pH entre 5,5 a 6,5.Pode-se utilizar irrigação, desde que sem exagero. É de porte ereto ou rasteiro, podendo atingir ate 2 metros de altura. As podas são necessárias para limpeza e frutificação. A longevidade é de 15 anos.

 

2º-TRABALHOS CIENTÍFICOS SOBRE O FRUTO


2.1-A amoreira-preta in natura é altamente nutritiva. Contém 85% de água, 10% de carboidratos, com elevado conteúdo de minerais, vitaminas B, A e cálcio. Pode ser consumida de outras formas como geléias, suco, sorvete e yogurtes (POLING, 1996).


2.2-Uma série de funções e constituintes químicos são relatados na literatura internacional relacionados às qualidades da amora-preta, estando, entre eles, o ácido elágico.


2.3-Segundo WANG et al. (1994), o ácido elágico (C14H6O8) foi encontrado em morango (Fragaria spp), groselha preta (Ribes nigrum), amoreira-preta (Rubus subgênero Eubatus), framboesa (Rubus subgênero Idaeobatus), entre outras espécies.


2.4-O ácido elágico um constituinte fenólico de algumas espécies, é um hidrolito de elagitanina que ocorre naturalmente, especialmente em frutas e nozes [Singleton et al. (1996), Bate-Smith (1961a., 1961b), Daniel et al. (1989), apud WANG et al., 1994)].


2.5-Foi demonstrado que o ácido elágico possui funções anti-mutagênica, anticancerígena e além de ser um potente inibidor da indução química do câncer [Okuda et al.(1985), Maas et al. (1992) citados por WANG et al. (1994); MAAS et al., (1991 a)].


2.6-O ácido elágico e alguns elagitaninos têm mostrado propriedades inibidoras contra replicação do vírus HIV transmissor da Aids [Asanaka et al. (1988), Take et al. (1989), apud MAAS et al., (1991 a)]. Os estudos de Asanaka com ratos sugerem que o elagitanino oenotherin B pode ser usado via oral para inibir o HIV e o vírus da herpes (MAAS et al., 1991b).


2.7-Além disso, são atribuídas às frutas de amoreira-preta outras propriedades, como o controle de hemorragias em animais e seres humanos, controle da pressão arterial e efeito sedativo, complexação com metais, função antioxidante, ação contra crescimento e alimentação de insetos [Girolami et al. (1966), Cliffton (1967), Bhargava et al. (1968) apud MAAS et al., 1991a].


2.8-O ácido elágico é um derivado do ácido gálico, e como fenol, possui algumas propriedades de compostos fenólicos (WANG et al., 1994). Em tecidos de morango, foi associado a substâncias polifenólicas inibidoras da degradação do ácido indolbutírico (AIA) pela peroxidase, em presença de luz. Já na ausência de luz, a presença de monofenóis propicia o aumento da atividade da peroxidase (Runkova et al., 1972 apud MAAS et al., 1991).


2.9-MAAS et al. (1991a), trabalhando com cultivares de morango, não conseguiram correlacionar a quantidade de ácido elágico encontrada em diferentes porções da planta (polpa e folhas), indicando que a seleção de variedades para o ácido elágico pode ser específica para determinado tipo de tecido.

 

Fonte: Revista Vida Natural & Equilibrio 15.05.2010
           http://chaamoramiura.com.br/beneficios.php
          http://www.todafruta.com.br/todafruta/mostra_conteudo.asp?conteudo=12361

Comentários   

 
#9 Guest 16-04-2014 00:18
Quero saber se a amora e bom pra próstata.
 
 
#8 Guest 23-10-2013 21:15
O título 'Como fazer chá de amora miúra' é acompanhado por uma foto da amora preta! Estranho, não é?
 
 
#7 Guest 28-06-2013 19:02
TENHO 53 ANOS TOMO A 2 ANOS O CHÁ DE AMORA O BENEFICIO SE NOTA..
GOSTARIA DE SABER SE AINDA TENHO QUE TOMAR CALCIO? SE NO CHA JA TEM...ESTA E MINHA DUVIDA...
GRATA REGINA
 
 
#6 nilson negretti 28-10-2012 21:38
faz 4anos que eu tomo suco de amora preta do mato com leite soja mas eu perdi meu peso sobre amora,tomo dois copos por dia com leite soja será que faz bem porque eu emagrici peso59kilos 170m
 
 
#5 nilson negretti 28-10-2012 21:35
tomo dois copos de suco de amora preta do mato com pouco leite soja ele pode fazer mal mim
 
 
#4 Maria Gorete Pereira 20-08-2012 16:40
Já estou fazendo uso do chá. Está amenizando os calores da menopausa e já estou perdendo barriga. Estou com 50 anos e engorde cerca de 6 kg em 1 ano. Acredito que com o uso do chá, além de todas as vantagens, ainda volterei ao peso desejado.
 
 
#3 Guest 12-02-2011 15:24
:-) ESTAVA DESESPERADA, POIS TENHO 42 ANOS E A 1 ANO MINHA MENSTRUAÇÃO NÃO VINHA, TOMEI O CHÁ DE AMORA E EM 3 DIAS MINHA M,ENSTRUAÇÃO DESCEU E PASSEI A ME SENTIR BEM MELHOR!! SANTO REMÉDIO!!!!!
 
 
#2 Guest 09-02-2011 23:54
eu adoro amora .
 
 
+4 #1 Guest 26-09-2010 23:10
amei o texto me passou informaçoes importantissima s.Meu pé de amora começou a produzir, como umas 15 por dia, quando ele crescer vou pode usufruir de sucos, usar folhas, ela é minha fruta preferida. Tenho uma curiosidade pode me esclarecer? Depois destes benefícios,qual sua importância benefica na menopausa?
 

Adicionar comentário

ATENÇÃO:
- Não utilize os comentários para fazer perguntas ou enviar mensagens à administração do site;
- Não utilize palavrões;
- Não faça comentários ofensivos.

Código de segurança
Atualizar

GoogleNewsPurchase Viagra


Curta nossa página