O Convento de La Scarzuola

conv topoSituado em Scarzuola é uma cidade rural de ‘Umbria, o convento católico de LA SCARZUOLA na Itália é um lote de terra com vários edifícios, monumentos e memoriais. Pode parecer um lugar santo e salutar, mas uma olhada detalhada nas estruturas irá revelar a presença de ocultismo, paganismo e símbolos maçônicos. Scarzuola - Coordenadas: N ° 42,898577 12,152892 ° Scarzuola é uma cidade rural de ‘Umbria, localizada no ...

povoado Montegiove da cidade de Montegabbione, na província de Terni. É bem conhecido que o antigo convento onde, segundo a tradição, habitaria São Francisco de Assis, e a cidade-teatro, projetado e construído no século XX pelo arquiteto milanêsTomaso Buzzi como uma interpretação pessoal de tema de “cidade ideal”. Uma janela, que na verdade é o ”Olho que tudo vê”? Este símbolo maçônico representa o clássico “Grande Arquiteto Do Universo”(GADU maçônico). Esse símbolo do Olho Que Tudo Vê dentro de uma pirâmide foi adotado pelos Illuminati em 1776. [Robert Hieronimus, Ph. D., America’s Secret Destiny, pg 59; Nota: Este é um livro de Magia Branca.

conv1

Qualquer pessoa que conheça as Escrituras e pense ser um “cristão” deve se sentir agora como se tivesse levado um tapa no rosto! Esse autor maçom acaba de nos dizer que a Luz à qual os maçons constantemente se referem, e rumo à qual devem caminhar constantemente, é a religião de Hórus! Isso é condenável, pois na mitologia egípcia Hórus é Lúcifer[William Schnoebelen, ex-satanista, Maçonaria: Do Outro Lado da Luz].

conv2

La Scarzuola é o palácio do sonho surreal do arquiteto e artista milanês Tommaso Buzzi. Originalmente um convento franciscano, foi muito ampliado quando ele comprou em 1956. O estilo arquitetônico reflete várias eras, numa mistura de clássico, medieval e renascentista. Artistas surreais, como Dalí, Mirò e Escher também inspiraram o arquiteto ao criar estas estruturas que refletem seus pensamentos e filosofias internas. Depois de sua morte em 1981, seu sobrinho continuou o trabalho em La Scarzuola até completar a visão de seu tio.

conv3

Um pessoa que visite o espaço religioso se encontrará rodeada de símbolos esotericamente associados com a MAGIA NEGRA, e ao antigo paganismo. Mas porque colocaram todos esses símbolos de forma visível em prédios, supostamente cristãos, por todos os lugares?

conv11

O SÍMBOLO DO DEUS-SOL PAGÃO

“O Sol era chamado pelos gregos de Olho de Júpiter e Olho do mundo; eELE (OSÍRIS) é o Olho Que Tudo Vê das nossas Lojas… um símbolo da providência onisciente e atenta de Deus. Na maioria dos idiomas da Ásia, o olho e o Sol são expressos pela mesma palavra” [Dra. Cathy Burns,Masonic and Occult Symbols Illustrated, pg. 357; ênfase no original].

conv30

Veja a importância que os maçons dão à adoração ao Sol: Dessa forma, quando um ocultista vê o Sol raiado como mostrado aqui, e como no verso da declaração, está retratando o mesmo significado do Olho Que Tudo Vê, ou seja, o atento e protetor Olho da Providência — Hórus, que é Lúcifer nos mistérios egípcios. Agora, veja o autor maçom Manly P. Hall descrever melhor o significado do Sol para os pagãos e maçons:

conv6

“O Sol, como supremo entre os corpos celestiais visíveis aos astrônomos da antiguidade, foi designado ao maior dos deuses e se tornou simbólico da autoridade suprema do próprio Criador. O dogma da Trindade Divina não é peculiar das teologias cristã ou mosaica, mas forma uma parte consciente das maiores religiões dos tempos antigos e modernos. Em todos os casos ele representa a forma trina de uma Inteligência Suprema. Todos os deuses da antiguidade tomavam decisões dentro do fogo solar.” [Manly P. Hall, The Secret Teachings of All Ages, pg XLIX]."

BAPHOMET

A representação moderna de Baphomet parece ter suas raízes em várias fontes antigas, mas principalmente em deuses pagãos. Baphomet tem semelhanças com deuses de todo o globo, incluindo do Egito, do norte da Europa e da Índia. Na verdade, as mitologias de um grande número de civilizações antigas incluem algum tipo de divindade com chifres. Na teoria junguiana (de Carl Jung), Baphomet é uma continuação do arquétipo deus-com-chifres, pois o conceito de uma divindade com chifres é universalmente presente na psique individual. Será que Cernunnos, Pan, Hathor, o Diabo (como descrito pelo cristianismo) e Baphomet têm uma origem comum? Alguns de seus atributos são muito semelhantes.

conv10

Ao longo da história do ocultismo ocidental, o nome do misterioso Baphomet foi muitas vezes invocado. Embora ele tenha se tornado um nome comum no século XX, menções de Baphomet podem ser encontradas em documentos que datam desde o século 11. Hoje, o símbolo está associado com qualquer coisa relativa ao ocultismo, rituais de magia, bruxaria, satanismo e esoterismo. Baphomet aparece muitas vezes na cultura popular para identificar qualquer coisa relacionada com ocultismo. A representação mais famosa do Baphomet é encontrada em “Dogme et Rituel de la Haute Magie” (Dogma e Ritual da Alta Magia), um livro de 1897 de Eliphas Lévi que se tornou uma referência padrão para o ocultismo moderno.

conv32

O obelisco é um símbolo usado nas Lojas Maçônicas. É utilizado pelos maçons, segundo um autor de Maçonaria, como símbolo para representar o sexo [Haywood, quoted above, p. 206-7 and Rollin C. Blackmer, The Lodge and the Craft: A Practical Explanation of the Work of Freemasonry, pg. 94].

conv31

Embora a maioria das pessoas não tenha a menor idéia do que esse monumento realmente é, um ocultista sabe prontamente que se trata de um asqueroso obelisco que veio direto dos mistérios egípcios. Todos os pagãos preferem adorar a criatura no lugar do Criador (Romanos 1.25); assim sendo, todos os grupos pagãos do mundo adoram o ato sexual. O satanismo, a Maçonaria e o Vaticano absolutamente amam o obelisco.

conv17

Os egípcios criaram o obelisco, acreditando que o espírito do deus-sol “Rá” habitava nele. [H. L. Hayward, Symbolic Masonry: An Interpretation of the Three Degrees, Washington DC, Masonic Service Association of the United States, 1923, pg 207; ‘Two Pillars’ Short Talk Bulletin, setembro, 1935, vol 13, no 9; Charles Clyde Hunt, Some Thoughts On Masonic Symbolism, Macoy Publishing and Masonic Supply Company, 1930, pg 101].

conv28

Os satanistas — e os maçons invisíveis — também retratam o obelisco como o órgão masculino ereto. Um autor luciferiano escreve que “… o linga [o falo masculino] era um pilar vertical” [ W. Wynn Wescott,Numbers: Their Occult Power and Mystic Virtues, Theosophical Publishing Society, 1902, pg 33]. Um autor maçom admite que esses pilares do obelisco eram usados para representar o sexo [Haywood, citado acima, pg. 206-7 e Rollin C. Blackmer, The Lodge and the Craft: A Pratical Explanation of the Work of Freemasonry, St. Louis, The Standard Masonic Publishing Co, 1923, pg. 24].

conv21

“Em Our Phallic Heritage (Nossa Herança Fálica), somos informados que ‘todos os pilares ou colunas originalmente tinham um significado fálico e eram, portanto, considerados sagrados’. Pã, o deus-bode e deus da sensualidade, era frequentemente representado por um obelisco. A palavra ‘obelisco’ literalmente significa ‘vara de Baal’ ou o órgão reprodutor de Baal. Isso deveria ser especialmente chocante quando percebemos que os EUA têm um obelisco gigante na capital do país conhecido como Monumento a Washington” [Dra. Cathy Burns, Masonic and Occult Symbols Illustrated, pg 341; ênfase no original].


Fonte: http://alienacaoapocaliptica.blogspot.com.br/

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Publicidade