São Tomé das Letras

tome2São Tomé das Letras se localiza em Minas Gerais, Brasil – América do Sul. Uma natureza sem igual. Formações rochosas de arenito e quartzito criadas há 600 milhões de anos, no pré-cambriano. Incontáveis cachoeiras e corredeiras, paisagens deslumbrantes nas trilhas e estradas, grutas e cavernas. A altitude elevada proporciona um horizonte de 360° com inesquecíveis espetáculos do nascer e pôr-do-Sol e da Lua. Noites que evidenciam um ...

céu repleto de constelações, onde a Via Láctea chega a clarear o chão e, de quando em quando, estrelas cadentes cortando o firmamento. Era 1770 e o escravo João Antão, foragido da fazenda do Capitão João Francisco Junqueira, refugiou-se numa distante gruta no alto da serra, onde teve a "visão" de um homem com vestes claras e finos traços, que lhe escreveu uma carta para ser entregue a seu senhor.

Ao receber a mensagem, o fazendeiro ficou impressionado com o texto bem escrito, coisa rara para a época e intrigado, quis conhecer o autor.Quando o escravo voltou à gruta acompanhado pelo Capitão e sua tropa, o misterioso homem de branco tinha desaparecido e, em seu lugar, havia uma imagem de São Thomé, um dos apóstolos de Cristo.

Leia também - Mergulho em caverna submarina

João Antão foi perdoado e o fazendeiro teria construído, ao lado da gruta, uma rústica capela onde, em 1785, o Barão de Alfenas mandou construir a Igreja Matriz e a estátua lá foi colocada, onde ficou até 1991 quando desapareceu.

Em torno essa igreja, São Thomé das Letras foi surgindo.

Passados mais de dois séculos, o misticismo continua fazendo parte do cotidiano dessa pequena cidade. Para muitos ali é cenário de encontro com OVNIs, fadas, duendes, gnomos e outras criaturas.

De fato, a região atrai ufólogos, astrólogos, esotéricos que acreditam ser São Thomé das Letras um dos raros pontos do planeta de grande energia telúrica. A realidade é que lá existem sedes de correntes esotéricas como a Sociedade Brasileira de Eubiose, Movimento Gnóstico, Colégio Druídico, entidades ufológicas, comunidades... –

*Gruta do Carimbado: Palco de uma das lendas mais fantásticas de São Thomé. Ninguém aparentemente chegou ao seu fim. Muitos acreditam que ela faz a ligação entre São Thomé e a cidade inca de Machu Picchu, no Peru, distante centenas de quilômetros Constitui de um extenso e estreito corredor, revestido por parede argilosa. Em alguns pontos é impossível não se sujar. O nome vem daí: carimbado. Acesso pela estrada que leva à Shangri-lá. Em uma bifurcação sinalizada entra à direita, suba o morro, passe pela curiosa Ladeira do Amendoim e estacione o carro. É preciso subir um trecho a pé, por trilha pedregosa. A gruta é um buraco no chão: entre e solte a imaginação

* Shangri-lá: com certeza um dos lugares mais lindos de São Thomé. Os místicos da região creditam a ela muita energia cósmica. É conhecida por eles como Vale de Maytréia (o novo Avatar). A paz e a inscrições rupestres existentes nas suas redondezas parecem avalizar a posição dos místicos. As pedras, que parecem um mármore rosa, a água avermelhada e a exuberância da vegetação fazem de Shangri-lá um paraíso. Acesso é mais complicado: o indicado mesmo é pagar um guia. Na cidade há guias-mirins credenciados, que não cobram caro. Descer a montanha em direção a Três Corações. Preste atenção: logo no primeiro trevo entrar à direita. Seguir direto na estrada principal. Pare o carro numa tronqueira e siga a pé um trecho que sobe e depois desce um morro, contornando-o à direita. Lá embaixo está o vale. Daí e só seguir por dentro do rio (é bem raso) até as corredeiras propriamente ditas. Obs: não é muito boa para banho.

 

tome5

 

O Nome - São Thomé das Letras (segundo a ortografia vigente São Tomé das Letras) é um município brasileiro do Estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 6.463 habitantes. Seu nome deve-se a uma gruta onde foi encontrada a estátua de São Tomé existem pinturas rupestres, daí a origem do nome da cidade: São Thomé das Letras. Segundo a ortografia vigente da língua portuguesa, o nome do município deve ser grafado São Tomé das Letras. São Thomé das Letras é uma localidade rústica, edificada sobre uma montanha de pedras - conhecida como Pedras São Tomé (quartzito), aquelas encontradas em pavimentação em torno de piscinas - que foram utilizadas na construção de casas, no calçamento das ruas e na elaboração do artesanto local.

Sua localização privilegiada, em ponto montanhoso e elevado a 1.290 metros acima do nível do mar, que permite a observação de um vasto horizonte, faz com que as pessoas se sintam mais próximas das estrelas.

Existem diversas atrações de visita quase obrigatória, como a Gruta São Tomé, Gruta do Carimbado, Pirâmide, Formações Rochosas - a da Bruxa é a mais famosa -, construções em pedra e as cachoeiras - Shangri-la, Eubiose, Véu de Noiva, Paraíso e da Lua, entre outras. Alguns acreditam que São Tomé seja um dos sete pontos energéticos da Terra, o que atrai para o lugar místicos, sociedades espiritualistas, científicas e alternativas, o que dá razão a outro nome: "Cidade Mística".

Gruta do Carimbado

carimbado 1

Conta a tradição que na gruta do Carimbado existe uma passagem subterrânea para a cidade de Machu Picchu, no Peru. O mito nunca foi esclarecido porque nem mesmo o exército já chegou a alcançar seu suposto fim. Algo difícil, especialmente levando-se em consideração que a passagem por ela é muito estreita, com 2,5 m de largura.

O termo "carimbado" vem do fato do visitante da gruta se sujar com o barro do interior das cavernas, o que faz com que a pessoa fique toda marcada. Ao se sair para a luz do dia, revela-se a motivação do nome do local.

História

tome1

João Antão, escravo da Fazenda Campo Alegre, fugiu e se escondeu em uma gruta no alto da serra, alimentando-se de frutos, raízes, caça e pesca. Certo dia, apareceu ao escravo um homem de vestes brancas, que lhe escreveu uma carta solicitando que entregasse a seu senhor, que este lhe perdoaria. Ao ler a carta o fazendeiro lhe ordenou que o levasse até o local onde a carta lhe fora entregue ou seja a gruta. Quando adentraram, encontraram no interior da gruta uma imagem de São Tomé, entalhada em madeira. Por ser profundamente religioso, João Francisco Junqueira levou a imagem para a sua casa que desaparecera misteriosamente e reapareceu na gruta, e assim por várias vezes. Crendo ser um milagre, o fazendeiro mandou erguer uma capela onde mais tarde em 1785 foi construída a Igreja Matriz. Acredita-se que o senhor de vestes brancas fosse o próprio São Tomé.

João Francisco Junqueira, o fundador

João Francisco Junqueira, o patriarca da família Junqueira, nasceu em 14 e foi batizado aos 23 de novembro de 1727, em São Simão da Junqueira, Portugal. Era filho de João Manuel e Ana Francisca do Vale. Seus avós paternos foram Domingos Manuel e Maria Fernandes.

Leia também - Cratera Nyiragongo: Viagem ao Centro da Terra – Galeria de Imagens do Maior Lago de Lava do Mundo

João Francisco Junqueira deixou Portugal imigrando para o Brasil ainda moço. Deve ter imigrado aproximadamente em 1746, quando teria pouco mais, ou pouco menos, vinte anos de idade. Isso sabemos pela data de seu casamento em São João del-Rei, 16 de janeiro de 1758. Como nascera em 14 de novembro de 1727, estava com 31 anos quando se casou.

João Francisco Junqueira e Helena Maria do Espírito Santo casaram-se em São João del-Rei. Helena Maria do Espírito Santo era filha de Inácio Franco e de Maria Teresa de Jesus, e, por esta, neta de Antônia da Graça, uma das famosas Três Ilhoas. O patriarca teria inicialmente ganho dinheiro na mineração do ouro e, alguns anos depois de seu casamento, provavelmente em torno de 1764, se estabeleceu e requereu a Sesmaria do Campo Alegre. Esta sesmaria foi-lhe concedida onze anos após seu casamento, em 5 de abril de 1769.

Pelos testamentos de João Francisco e de sua esposa Helena Maria, sabemos que doaram aos filhos, ainda em vida, os bens que possuíam. As terras legadas aos filhos foram as sesmarias do Campo Alegre e do Favacho, que mediam cerca de três léguas quadradas, ou seja, 21 quilômetros quadrados! Como vemos, a Campo Alegre e o Favacho tratavam-se, na verdade, de dois latifúndios de onde se originaram as fazendas dos filhos e netos do Patriarca, como: Bela Cruz, Santo Inácio, Traituba, Jardim, Narciso, Caxambu, Cafundó, Campo Belo, Campo Lindo etc. Elas se constituíram no núcleo original, que depois se espalhou por todo Brasil, da família Junqueira.

Foi o Patriarca quem iniciou a construção da Matriz de São Tomé das Letras, na ocasião dentro da Sesmaria do Campo Alegre (ela foi concluída posteriormente por seu filho Gabriel Francisco Junqueira, o Barão de Alfenas). Na Fazenda Campo Alegre, viveu até sua morte, em 5 de abril de 1819, aos 91 anos.

Localização

tome3

Distante 355 Km de São Paulo, São Thomé das Letras fica a 1.444m do nível do mar. É a 4a cidade mais alta do país, localizada no sul de Minas Gerais, sendo envolvida por um belo vale verde onde se esconde uma maravilhosa natureza com inúmeras cachoeiras, grutas e corredeiras.

Histórias

Conta-se que um escravo fugitivo de nome João Antão encontrou abrigo numa gruta, onde passou a viver de pesca e ervas nativas. Certo dia, apareceu um senhor de vestes brancas que ficou amigo do escravo e escreveu uma carta pedindo que ele apresentasse a seu patrão. O escravo fez conforme pedido. Ao ler a carta, o patrão ordenou que ele o levasse até a gruta, onde encontraram uma imagem de São Thomé Apóstolo e também inscrições rupestres que eles acreditaram serem letras. Daí veio o nome da cidade:

São Thomé das Letras.

O Patrão era o capitão João Francisco, homem profundamente religioso, que recolheu a imagem e a levou para casa. A imagem sumiu da casa e reapareceu na gruta por várias vezes. Acreditando ser um milagre, o capitão mandou erguer uma capela, onde, em 1785, foi construída a igreja Matriz.

Clima

O clima é temperado, mas sujeito a variações bruscas de temperatura. Os dias são geralmente quentes e as noites frias, com ventos cortantes.

Misticismo

São Thomé das Letras é cercada por uma aura de mistério. Muitos acreditam que esta é uma das sete cidades escolhidas para abrigar uma nova civilização. É conhecida também por ser equivalente de um dos sete chacras do Planeta, que se encontra na cidade de Cintra, em Portugal, além de ter uma ligação subterrânea com Machu Picchu, no Peru. O misticismo vem desde a antiguidade, através de lendas contadas pelos antigos habitantes.

Ufologia

São Thomé das Letras também é conhecida por ser a capital ufológica do Brasil. Existem vários relatos de moradores que avistaram luzes estranhas no céu, e alguns deles tem até registros em filmes que merecem uma cuidadosa análise.

Óvnis em São tomé das letras?

OVNI é a sigla para Objeto Voador Não Identificado, também conhecido por sua sigla em inglês, UFO (Unidentified Flying Object).

O OVNI não é necessariamente um disco voador, já que seu termo original e literal inclui qualquer objecto voador ou fenómeno óptico, detectado visualmente ou por um radar, cuja natureza não é conhecida de imediato. O interesse nestes objectos é a especulação de que alguns deles poderiam ser originários de natureza extraterrestre. Muitos são os casos em que os ufologos se deparam com aves, meteoritos, aviões ou satélites artificiais nas fotografias analisadas.

Com o passar dos anos o formato dos ovnis, considerados supostos discos voadores extraterrestres, nas fotos e filmagens evoluiu tanto quanto os discos que aparecem no cinema. Alguns consideram que esta evolução se deve ao fato de as imagens serem falsificadas e nada têm de extraterrenas. Assim, por serem produzidas aqui na Terra mesmo, a aparência dos discos muda conforme nossa visão sobre a tecnologia muda. Ninguém espera ver um disco voador com aparência de cacareco, todos esperam por uma máquina que aparente avançada tecnologia.

Leia também - A Terra além do Pólo, o diário secreto de Richard Byrd

Outra vertente da ufologia mundial acredita que parte dos registos visuais dos chamados "discos voadores" são, na verdade, registos visuais de aeronaves terrestres em forma de disco, que desde meados dos anos 40 têm sido estudadas, construídas e testadas. Projectos secretos, que explicariam, em tese, a negativa das Forças Armadas diante de indagações sobre discos voadores.

No início do século XX, esse tema foi explorado pela literatura e pelo cinema, atingindo o auge de popularidade na década de 1950. Cerca de 90% dos relatos registados em todo o mundo são explicados pela ciência, incluídos nesse valor os embustes, relatos fictícios e provas documentais forjadas. Entre os casos mais conhecidos, salientam-se o da queda de um objecto estranho, em Roswell, em 1947, nos EUA, na sequência da qual, segundo algumas testemunhas, teriam aparecido corpos alienígenas junto dos destroços. O episódio ficou conhecido como Caso Roswell. Este caso foi encerrado em 1997, cinquenta anos mais tarde, quando os serviços secretos norte-americanos disponibilizaram os relatórios oficiais.

Casos como o da JAL(Japan Airlines), em que durante o vôo 1628 para os Estados Unidos da América em 1986 foram avistadas luzes seguidas do aparecimento súbito de duas possíveis naves espaciais; o de 2000, no Chile, quando três helicópteros militares voavam em plena luz do dia e seus tripulantes observaram um objeto pousado no solo que subiu repentinamente até à altura dos aparelhos, colocando-se à sua frente, quase em rota de colisão; ou ainda em Varginha, no Brasil, em 1996, quando várias testemunhas declararam ter avistado não só um objecto voador não indentificado, mas também os seus tripulantes, carecem ainda de explicação científica.

Os países com o maior número de OVNIS avistados, são os Estados Unidos, México, Peru, Brasil, Rússia e Chile.

Discos Voadores em São Thomé das Letras?

A expressão popular Disco voador é derivada do inglês Flying Saucer (Pires Voador) criada na década de 40 para definir um objeto voador com características físicas semelhante aos pratos voadores lançados ao ar por ocasião dos festejos do reveillon.

Os formatos relatados para tais objetos se diversificaram desde então, mas a expressão disco voador permanece ainda para denominar genericamente um objeto voador que se pressupõe não terrestre.

A existência de discos voadores não é reconhecida oficialmente pela grande maioria dos governos oficiais de todo o mundo, porém algumas testemunhas afirmam ter visto discos voadores.

A quantidade de registos visuais é de certa monta. Supõe-se que esses objetos voadores possam ter origem extraterrestre, principalmente pelo fato de que a extraordinária e impressionante capacidade de manobrabilidade deles é absolutamente incomparável aos equipamentos atualmente produzidos pelo ser humano, sejam eles de caráter militar ou para uso civil.

É muito comum também que se confunda disco voador com OVNI, que é uma sigla para Objeto Voador Não Identificado. Por exemplo: Os satélite artificiais de baixa orbita circular da constelação Iridium e os satélites artificiais de órbita circular mais elevada da constelação GPS circulam o Globo Terrestre a altas velocidades, refletindo a luz solar pelos seus painéis utilizados na geração própria de energia elétrica, mas aqui em baixo o seu curioso aspecto é de um pequeno ponto luminoso que pode ser avistado por qualquer pessoa entre o anoitecer até aproximadamente 20:00 Horas ou 21:00 Horas.

Apesar de serem "relatados" desde tempos remotos da Humanidade, os OVNIs tornaram-se mais conhecidos de 50 anos para cá. Segundo estatísticas dos ufólogos, que são as pessoas que pesquisam o suposto fenômeno.

A expressão "disco voador" é somente usada nos países de lingua portuguesa. Conforme observou o coronel da Reserva da Aeronáutica, Uyrangê Hollanda Lima, em várias línguas as expressões usadas para se referir a supostas naves vindas de outros planetas são "pires voadores" ou "pratos voadores".

Outros exemplos de objetos frequentemente confundidos com discos voadores: Sinalizadores de emergência, balões meteorológicos e de festas-juninas, meteoritos entrando na atmosfera terrestre, etc.

Ufologia em São Thomé das Letras?

Ufologia, São Thomé das Letras (Brasil), ou Ovnilogia (Portugal e demais países de Língua Portuguesa), é o estudo de relatos, registos visuais, evidências físicas e demais fenômenos relacionados aos objetos voadores não identificados, ou OVNIs.

Devido às dificuldades de obtenção de dados confiáveis e de fácil acesso para pesquisadores e curiosos, não constitui uma pesquisa de reconhecido caráter científico, constituindo-se num ramo do conhecimento no qual o exercício de vários ramos científicos se conjuga de forma multidisciplinar.

Em sua fase moderna, a Ufologia foi inaugurada em 24 de junho de 1947 com o registo visual do piloto particular Kenneth Arnold em Washington, EUA. Arnold descreveu o movimento dos objetos como os de "um disco lançado sobre a água", descrição que foi erroneamente tomada como referência ao formato dos objetos, dando origem ao termo disco voador.

Dias depois, em julho de 1947, notícias sobre a suposta queda de um disco voador dariam origem ao famoso Caso Roswell.

Teorias Ufológicas

Para interpretar os mais diversos fenômenos relacionados a ufologias, uma listagem de teorias mais comumentemente aceitas entre ufólogos foram estabelecidas. Nelas existem diferentes correntes de pensamento, desde as de caráter cético, julgando todo o fenômeno como má-interpretação ou fraude, até as de carácter místicos.

Hipóteses envolvendo a existência objetiva de OVNIs

Estas hipóteses especulam que o fenômeno derive em todo ou em parte de um fenômeno particular, ao invés da mente do observador.

A hipótese extraterrestre
A hipótese extraterrestre (HET) teoriza que alguns avistamentos de OVNI são espaçonaves alienígenas.

A hipótese de aeronaves humanas avançadas
Esta é a teoria de que todos ou ao menos alguns avistamentos de OVNI são aeronaves experimentais, avançadas ou secretas de origem terrestre.

Há uma teoria, de que grupos secretos desenvolvendo estas aeronaves nos EUA têm encorajado a ufologia a seguir a idéia de "naves extraterrestres" para desviar a atenção de suas atividades.

A hipótese interdimensional (ou hipótese "ultraterrestre")
A Hipótese Interdimensional tem dois significados aqui. Ver Hipótese interdimensional.

De que alguns avistamentos OVNI são espaçonaves alienígenas que vieram de um dimensão paralela ou algo similar, ou são aeronaves humanas vindas do futuro.

A teoria, relacionada com a Hipótese Psicossocial, de que manifestações angélicas, demoníacas e outras manifestações sobrenaturais ao longo dos séculos foi causada por alienígenas tentando controlar a humanidade, de que alguns OVNIs são parte desse processo.

OVNIs como ilusões ou enganos?

A hipótese de explicação natural
Esta é a teoria de que a maior parte dos avistamentos de OVNI são devidos a fenômenos naturais mal percebidos como relâmpagos globulares ou ilusões óticas. Veja Objetos Voadores Identificados (OVIs).

Leia também - Derinkuyu, a cidade alienígena subterrânea e a teoria da conspiração

Hipótese Psicossocial
Esta é a teoria de que alguns avistamentos OVNI são alucinações ou fantasias e são causadas pelo mesmo mecanismo que muitas experiências ocultas, paranormais, sobrenaturais ou religiosas (comparar com supostos avistamentos da Virgem Maria. Ver a entrada Hipótese Psicossocial.

O comportamento destas fantasias pode ser influenciado pelo ambiente em que a suposta testemunha foi criada: contos de fadas ou religião, ficção científica, etc: por exemplo, uma suposta testemunha pode ver fadas enquantor outra achará ver Greys.

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Tom%C3%A9_das_Letras
http://fatimasoares-mestremorya.blogspot.com/2008/06/lugares-msticos-so-tom-das-letras.html
http://www.conscienciacosmica.com.br/sao-thome.htm
http://www.saothomedasletras.net/sobre/ovnis.asp

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Translate

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Curta nossa página

Mundo

Publicidade